Nabonido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nabonido ou Nabonadius foi um rei da Babilônia (555 - 539 a.C.), o último rei, possivelmente tendo reinado junto com seu filho Belsazar. De acordo com vários historiadores, Labinito, citado por Heródoto, é uma forma corrompida de Nabonido.[Nota 1] Seu pai era o príncipe Nabû-balâssi-iqbi.[1]

Os últimos reis da Babilônia foram Nabucodonosor II (morreu em 562 a.C.), seguido por seu filho Evil-Merodaque, que reinou por dois anos, seguido de Neriglissar (559 - 555) e, finalmente, por Nabonido (555 - 538) em cujo reinado a Babilônia foi conquistada por Ciro, o Grande.[2]

Labinito, da Babilônia, e Syennesis, da Cilícia, foram os reis que garantiram a paz entre Ciáxares, rei dos Medos, e Aliates, rei da Lídia, após uma guerra de seis anos que terminou quando a batalha de Hális foi interrompida por um eclipse solar.[3] Labineto ainda era o rei da Babilônia quando Creso, rei da Lídia,[Nota 2] guerreou contra Ciro, o Grande, e era um dos aliados do lídio.[4]

Ele foi casado com Nitócris, filha de Nabucodonosor e viúva de Nergal-sharezer, com quem teve Belsazar, seu filho mais velho.[5] De acordo com Heródoto, Labinito [6] e Nitócris [7] tiveram um filho de nome Labinito,[6] que foi o último rei da Babilônia, derrotado por Ciro.[8]

Na lista de reis da Babilônia, Lista de Reis de Uruk, Nabonido foi o sucessor de Labaši-Marduk, reinou por dezessete anos, e foi sucedido por Ciro, o Grande.[9]

Notas e referências

Notas

  1. Ver, por exemplo, James Ussher, The Annals of the World [em linha]. Ussher, escrevendo no século XVII, muito antes da decifração da escrita cuneiforme, identifica Nabonido, citado por Beroso, com Labinito (Labynetos), citado por Heródoto, com Mabanidoco, citado por Abideno e com Baltasar, do livro de Daniel. Textos cuneiformes mostraram que Baltasar era o filho de Nabonido.
  2. Creso era filho de Aliates e cunhado de Astíages, rei dos Medos derrotado por Ciro.

Referências

Precedido por
Neriglissar ou
Labashi-Marduque
Rei da Babilónia
554 a 538 a.C.
Co-regente: Belsazar
Sucedido por
A Babilônia torna-se uma satrapia persa
Rei dos reis: Ciro II
Sátrapa: Gobrias (general) (?)