Narizinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Narizinho
Lara Rodrigues como Narizinho na fase de 2001.
Criado(a) por Monteiro Lobato
Interpretado(a) por Rosana Garcia (1977-1980)
Daniele Rodrigues (1981-1982)
Izabella Bicalho (1983-1984)
Gabriela Senra (1985-1986)
Lara Rodrigues (2001-2003)
Caroline Molinari (atriz) (2004-2005)
Amanda Diniz (2006)
Rachel de Queiroz (2007)
Voz Larissa Manoela (1ª voz/série animada)
Luiza Telles Rosa (2ª voz /série animada)
Descrição ficcional
Título(s) Princesa de águas-claras
Idade 7 Anos
Morada Sítio do Picapau Amarelo
Espécie humano
Família Encerrabodes de Oliveira
Aparições
Género(s) feminino
Gênero(s) feminino
Primeira aparição A Menina do Narizinho Arrebitado
O Saci (1951)
O Picapau Amarelo (1973)
Sítio do Picapau Amarelo (1977)
Sítio do Picapau Amarelo (2001)
Sítio do Picapau Amarelo (Um Lugar Diferente, 2012)
Última aparição Histórias Diversas

Narizinho (ou Lúcia Encerrabodes de Oliveira) é uma personagem fictícia da obra Sítio do Picapau Amarelo de Monteiro Lobato, criado em 1920 no livro da A Menina do Narizinho Arrebitado. Chama-se Lúcia, mas é conhecida mesmo como Narizinho, e ganhou esse apelido por conta de seu nariz arrebitado. Adora comer jabuticaba do pé, inventar reinações e conversar com sua amiga Emília, sua melhor amiga e grande companheira.[1]

O primeiro livro em que Narizinho aparece é A Menina do Narizinho Arrebitado, mais tarde transformado no primeiro capítulo de "Reinações de Narizinho", obra que reúne várias histórias que já foram publicadas do autor.

Segundo Reinações de Narizinho, a menina "...tem oito anos. Narizinho é dona de Emília, a boneca falante, e também tem um primo que mora na cidade, o Pedrinho que vem passar as férias no sítio da avó de ambos os primos. Ela é a protagonista das primeiras histórias da série do Sítio do Picapau Amarelo, papel que, ao longo das histórias, divide com Emília e Pedrinho, que juntos fazem grandes planos, travessuras e brincadeiras.

Em Reinações de Narizinho, a personagem título se casa com o Príncipe Escamado, se tornando Princesa do Reino das Águas Claras.

Adora comer jabuticabas no pé,inventar reinações e conversar com Emília,sua melhor e grande amiga.Ela adora pipoca e já sabe fazer os bolinhos de polvilho da Tia Nastácia.

Na televisão[editar | editar código-fonte]

Nas versões televisivas da obra infanto-juvenil de Monteiro Lobato, Narizinho foi interpretada por diferentes atrizes, entre elas: Leny Vieira e Lidia Rosemberg na TV Tupi em 1951, Edi Cerri na TV Cultura em 1964, e Silvinha Lanes na Rede Bandeirantes em 1967. Depois nas adaptações da Rede Globo, a personagem foi vivida por Rosana Garcia do ano de 1977 até o ano de 1980, e depois por Daniele Rodrigues em 1981 e 1982, Izabella Bicalho em 1983 e 1984, e depois por Gabriela Senra de 1985 e 1986. Mais tarde, em outra adaptação da TV Globo, Narizinho passou a ser vivida por Lara Rodrigues de 2001 até 2003 , e por Caroline Molinari (atriz) em 2004 e 2005, e logo após por Amanda Diniz em 2006 e Rachel de Queiroz em 2007.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Lobato arte.jpg Este artigo é somente um esboço sobre a obra de Monteiro Lobato. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.