O Picapau Amarelo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura filme brasileiro de 1973, dirigido por Geraldo Sarno, veja O Picapau Amarelo (filme).
O Picapau Amarelo
Autor(es) Monteiro Lobato
Idioma língua portuguesa
País  Brasil
Género Literatura infantil
Lançamento 1939

O Picapau Amarelo é um livro infantil escrito por Monteiro Lobato e publicado em 1939.

Neste livro, todas as personagens do mundo da fábula, decidem se mudar para o Sítio do Picapau Amarelo trazendo elementos diversos.

Para conseguir acomodar todo mundo, Dona Benta comprou todas as terras próximas ao sítio, com o dinheiro que conseguiu com o livro O Poço do Visconde, de 1937, para proporcionar maior conforto às personagens. Porém, Tia Nastácia é sequestrada durante um tumulto que acontece durante a festa de casamento da Branca de Neve. E todos fazem uma expedição de salvamento, que só é contada no livro O Minotauro, do mesmo autor, livro lançado em 1941.

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. A cartinha do Polegar
  2. A resposta de Dona Benta
  3. O plano da Emília
  4. Começa a mudança para o sítio
  5. D. Quixote hospeda-se no sítio
  6. O ninho de João-de-Barro e a Quimera
  7. O Visconde e a Quimera
  8. Branca de Neve e os meninos
  9. Peter Pan e Capinha Vermelha
  10. Os dois estropiados
  11. Belerofonte conta a sua história
  12. O mar invade o castelo de Branca
  13. O Visconde em cena
  14. Derrotas dos piratas
  15. Sancho e Rabicó
  16. A carta do Visconde
  17. A sereia aprisionada
  18. Tia Nastácia e o escudo
  19. O "beija-flor das ondas"
  20. Perfídias do pirata
  21. O cruzeiro
  22. Transtornos na cozinha
  23. No sítio
  24. Os visitantes
  25. A fuga
  26. O casamento de Branca de Neve
  27. Os "penetras"
  28. Falta um - ela!
Lobato arte.jpg Este artigo é somente um esboço sobre a obra de Monteiro Lobato. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.