Nenê Hilário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procurar por outro Nenê, veja Nenê.
Nenê
Nene Mar-2012.jpg
Nenê com os Wizards em 2012.
Informações pessoais
Nome completo Maybyner Rodney Hilário
Data de nasc. 13 de setembro de 1982 (35 anos)
Local de nasc. São Carlos,  São Paulo,  Brasil
Altura 2,11 m
Peso 113 kg
Apelido Nenê
Informações no clube
Clube atual Estados Unidos Houston Rockets
Número 42
Posição Pivô/Ala-pivô
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
19992002
20022012
20122016
2016–presente
Brasil Vasco da Gama
Estados Unidos Denver Nuggets
Estados Unidos Washington Wizards
Estados Unidos Houston Rockets

555 (6.868)
249 (2.941)
67 (609)
871 (10.418)
Medalhas
Competidor do  Brasil
Copa América de Basquetebol
Prata Neuquén 2001 Flag of Brazil.svg Brasil
Jogos da Boa Vontade
Bronze Brisbane 2001 Flag of Brazil.svg Brasil

Maybyner Rodney Hilário, que teve seu nome legalmente modificado para Maybyner Rodney Hilário Nenê[1], também conhecido no Brasil somente por Nenê Hilário, (São Carlos, 13 de setembro de 1982) é um jogador de basquetebol profissional brasileiro que atualmente joga pelo Houston Rockets na NBA.[2]

Apesar dos seus 2,11 m, Nenê é considerado um dos mais atléticos entre os gigantes pivôs da liga. Em uma entrevista, o pivô Andrew Bogut, declarou que Nenê é um dos melhores pivôs da NBA e é, de fato, pouco valorizado.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama (1999–2002)[editar | editar código-fonte]

Nenê, que veste a camisa 42, começou a jogar pelo time de sua cidade natal (São Carlos) e na época usava a camisa 13, tinha como técnico Nivaldo Carlos Meneghelli Júnior (seu primeiro técnico). Se transferiu para o Vasco da Gama no dia 1 de fevereiro de 2000 e, no ano seguinte, consagrou-se campeão brasileiro.

NBA[editar | editar código-fonte]

Denver Nuggets (2002–2012)[editar | editar código-fonte]

Nenê enterrando uma bola durante sua passagem pelo Denver Nuggets em 2011.

Nenê inscreveu-se no Draft da NBA de 2002, e foi selecionado na primeira rodada pelo New York Knicks como a sétima escolha geral. Porém, os Knicks o envolveram em uma negociação com o Denver Nuggets.

Em 2003, foi um dos escolhidos para o Desafio dos Novatos, onde foi eleito um dos melhores. No fim da temporada, foi nomeado para o primeiro time do NBA All-Rookie Team.

No começo da temporada de 2005–06 sofreu uma torção de ligamentos no joelho direito durante o jogo de estreia contra o San Antonio Spurs, o que o tirou da equipe por toda a temporada. Na temporada seguinte, ajudou o Nuggets a chegarem aos playoffs.

Em 11 de janeiro de 2008, Nenê não entrou em quadra na partida contra o Orlando Magic, após dar entrada, meia-hora antes, em um pedido de licença por tempo indeterminado, para tratar de problemas de saúde particulares.

Depois da partida, os Nuggets lançaram um comunicado informando que "respeitaria o desejo de privacidade do jogador e daria mais detalhes sobre o problema do jogador quando fosse possível". A família do jogador não quis dizer qual problema de saúde teria Nenê. Em São Carlos, cidade natal de Nenê, no interior de São Paulo, amigos e familiares do atleta estavam surpresos e afirmaram desconhecer o problema do jogador, já a assessoria de imprensa do jogador dizia que não podia falar sobre o assunto.

O Denver Nuggets abriu, em seu site, uma página especial onde fãs do jogador podiam enviar seus desejos de recuperação para o pivô[4]. A mobilização por parte dos fãs do jogador e dos amantes do basquete foi grande, com comunidades e mensagens de apoio no Orkut e no site pessoal de Nenê, inúmeras foram as mensagens de apoio para o pivô, tido por muitos como o melhor jogador brasileiro da época.

Após cirurgia, no dia 15 de janeiro, foi informado que o problema de Nenê era um tumor nos testículos. Os exames indicaram que o tumor era benigno, e assim, o tumor foi retirado e Nenê pôde voltar a jogar basquete.

Washington Wizards (2012–2016)[editar | editar código-fonte]

Em 15 de março de 2012, Nenê foi negociado com o Washington Wizards numa troca que envolveu também o Los Angeles Clippers.[5] Ele teve uma média de 13,7 pontos e 7,5 rebotes em 39 jogos (33 como titular) pelos Nuggets e pelos Wizards durante a temporada de 2011–12, encurtada pela greve dos jogadores.[6]

Na temporada de 2012–13, o Nenê teve médias de 12,6 pontos, 6,7 rebotes e 2,9 assistências em 27,2 minutos por jogo em 61 jogos (49 como titular). Em 21 de janeiro de 2013, ele teve sua maior pontuação da temporada com 24 pontos em uma vitória por 98–95 sobre o Portland Trail Blazers.[7]

Em 26 de novembro de 2013, Nenê marcou 30 pontos, recorde em sua carreira, na vitória por 116–111 sobre o Los Angeles Lakers.[8] Mais tarde naquela temporada, em 22 de fevereiro, Nenê igualou essa pontuação em uma vitória por 94–93 sobre o New Orleans Pelicans.[9]

Na temporada de 2014–15, ele participou do maior número de jogos (67) em cinco anos de NBA. Teve médias de 11,0 pontos e 5,1 rebotes com 51,1% de aproveitamento em arremessos de quadra durante a temporada.

Nenê jogou em 12 dos primeiros 13 jogos da equipe na temporada de 2015–16, mas entre 28 de novembro e 3 de janeiro, ele perdeu 19 jogos seguidos por conta de uma distensão na panturrilha esquerda.[10] Em 14 de março de 2016, ele saiu do banco e teve sua maior pontuação da temporada marcando 20 pontos na vitória 124–81 sobre o Detroit Pistons, a maior vitória de Washington desde a temporada de 2002–03.[11]

Houston Rockets (2016–presente)[editar | editar código-fonte]

Em 20 de julho de 2016, Nenê assinou com os Houston Rockets.[12] Ele fez sua estreia pelos Rockets na abertura da temporada, em 26 de outubro de 2016, saindo do banco e marcando 7 pontos na derrota por 120–114 para o Los Angeles Lakers.[13] Em 5 de janeiro de 2017, ele teve sua pontuação mais alta na temporada com 18 pontos, no seu 12º jogo seguido com pontuação de dois dígitos da temporada, na vitória por 118–116 sobre o Oklahoma City Thunder.[14] Em 23 de abril de 2017, ele marcou sua maior pontuação em um jogo de playoff, 28 pontos, convertendo 12 de 12 arremessos de quadra para ajudar os Rockets a abrir uma vantagem de 3–1 na série da primeira rodada dos playoffs contra o Thunder.

Estatísticas no CBB[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ MPJ 2P 3P LL RT AS BR TO PPJ
2000 Vasco da Gama 26 - .613 .000 .574 5.7 .5 .8  ? 10.5
2001 Vasco da Gama 15 - .667 .000 .683 10.1 1.7 1.3 1.7 13.2
Carreira 41 - .640 .000 .628 7.3 0.9 1.0 1.7 11.5

Estatísticas na NBA[editar | editar código-fonte]

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  ER  Erros por jogo  PPJ  Pontos por jogo


Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ FG% 3P% LL% RT AS BR TO PPJ
2002–03 Denver 80 53 28.2 .519 .000 .578 6.1 1.9 1.6 .8 10.5
2003–04 Denver 77 77 32.5 .530 .000 .682 6.5 2.2 1.5 .5 11.8
2004–05 Denver 55 18 23.9 .503 .000 .660 5.9 1.5 .9 .9 9.6
2005–06 Denver 1 0 3.0 .000 .000 .000 .0 .0 .0 .0 .0
2006–07 Denver 64 42 26.8 .570 .000 .689 7.0 1.2 1.0 .9 12.2
2007–08 Denver 16 1 16.6 .408 .000 .551 5.4 .9 .6 .9 5.3
2008–09 Denver 77 76 32.6 .604 .200 .723 7.8 1.4 1.2 1.3 14.6
2009–10 Denver 82 82 33.6 .587 .000 .704 7.6 2.5 1.4 1.0 13.8
2010–11 Denver 75 75 30.5 .615 .200 .711 7.6 2.0 1.1 1.0 14.5
2011–12 Denver 28 27 29.5 .509 .000 .677 7.4 2.2 1.3 .9 13.4
2011–12 Washington 11 6 25.8 .607 .000 .657 7.5 1.7 .5 1.2 14.5
2012–13 Washington 61 49 27.2 .480 .000 .729 6.7 2.9 .9 .6 12.6
2013–14 Washington 53 37 29.4 .503 .200 .583 5.5 2.9 1.2 .9 14.2
2014–15 Washington 67 58 25.3 .511 .200 .604 5.1 1.8 1.0 .3 11.0
2015–16 Washington 57 11 19.2 .544 .000 .578 4.5 1.7 .9 .5 9.2
2016–17 Houston 67 8 17.9 .617 .333 .589 4.2 1.0 .8 .6 9.1
Carreira 871 620 27.5 .548 .146 .661 6.3 1.9 1.1 .8 12.0

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ FG% 3P% LL% RT AS BR TO PPJ
2004 Denver 5 5 26.4 .444 .000 .538 5.0 3.0 1.0 .6 7.8
2005 Denver 5 0 20.2 .429 .000 .652 5.0 .4 .4 .4 6.6
2007 Denver 5 5 35.8 .585 .000 .778 7.8 2.4 .6 .6 15.2
2008 Denver 3 0 10.0 .556 .000 1.000 2.3 .3 .7 .3 4.3
2009 Denver 16 16 32.8 .548 .000 .657 7.5 2.6 1.3 .6 11.5
2010 Denver 5 5 33.8 .621 .000 .583 5.8 2.2 1.2 .2 11.4
2011 Denver 5 5 32.4 .478 .000 .563 9.0 1.6 1.0 .8 14.2
2014 Washington 10 10 32.5 .464 .000 .346 5.3 2.6 .9 1.1 13.7
2015 Washington 10 10 25.7 .447 .000 .478 6.6 1.5 .9 .3 7.9
Carreira 64 56 29.4 .502 .000 .599 6.4 2.1 1.0 0.6 10.8

Carreira na seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Nenê Hilário pouco defendeu a Seleção Brasileira, sempre alegando motivos pessoais, o que é motivo de reclamação por grande parte dos torcedores. Teve uma participação apagada e com uma lesão no Pré Olimpico das Américas em Las Vegas onde saiu lesionado. Convocado para o Campeonato Mundial de 2010, participou de praticamente toda a preparação, mas acabou cortado devido a uma lesão. Porém, no retorno da seleção aos Jogos Olímpicos depois de 16 anos de ausência, ele fez parte da equipe comandada pelo técnico Rubén Magnano, que conquistou o 5º lugar nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, se destacando especialmente nos rebotes e nos tocos.

Prêmios e Homenagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «No More Hilario for Nenê» (em inglês). nba.com. 6 de agosto de 2003. Consultado em 5 de março de 2008 
  2. «Nenê Hilário» (em inglês). nba.com 
  3. «Draft Brasil entrevista Andrew Bogut». draftbrasil.net 
  4. «Send Nenê Your Get Well Wishes» (em inglês). nba.com 
  5. «WIZARDS ACQUIRE NENE FROM DENVER | THE OFFICIAL SITE OF THE WASHINGTON WIZARDS» (em inglês). nba.com. Consultado em 25 de abril de 2017 
  6. «Nene 2403 stats, details, videos, and news. | NBA.com» (em inglês). nba.com. Consultado em 25 de abril de 2017 
  7. «Nene Hilario 2012-13 Game Log | Basketball-Reference.com» (em ínglês). Basketball-Reference.com. Consultado em 25 de abril de 2017 
  8. «Lakers at Wizards» (em inglês). nba.com 
  9. «Nene Matches a Career-High and Dunks Home the Game-Winner!». 22 de fevereiro de 2014. Consultado em 25 de abril de 2017 
  10. «Cavaliers vs Wizards» (em inglês). nba.com 
  11. «Pistons vs Wizards» (em inglês). nba.com 
  12. «Rockets Sign Free Agent Nene | Houston Rockets» (em inglês). nba.com 
  13. «Rockets vs. Lakers - Box Score - October 26, 2016 - ESPN» (em inglês). espn.com. Consultado em 25 de abril de 2017 
  14. «Thunder vs. Rockets - Game Recap - January 5, 2017 - ESPN» (em inglês). espn.com. Consultado em 25 de abril de 2017 
Basketball pictogram.svg Este artigo sobre um(a) basquetebolista, integrado ao Projeto Basquetebol, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.