O beijo (Gustav Klimt)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Beijo
Autor Gustav Klimt
Data 1907-1908
Técnica Óleo e folha de ouro sobre tela
Dimensões 180 cm × 180 cm
Localização Österreichische Galerie Belvedere, Viena

O beijo (original em alemão: Der Kuss) é um quadro do pintor austríaco Gustav Klimt . Executada em óleo sobre tela, medindo 180x180 centímetros, entre 1907 e 1908, é uma das obras mais conhecidas do Klimt, graças a um elevado número de reproduções.1

A obra pertence ao período designado de fase dourada da criação do autor e é representada por sinais característicos biológicos e psicológicos do sexo - as formas estão definidas por ornamentos retangulares (masculina) e arredondados (feminina).2

A ornamentação (auréola) que envolve o casal é definida pelo contorno masculino com as suas costas, qualificado como "tipo torre" ou "campanulado", simbolizando a masculinidade no pescoço forte do homem que impõe o movimento. É ele que, no abraço, segura a cabeça da mulher e vira-a a fim de beijá-la. A mulher, ao contrário, é representada de forma passiva - ajoelhada em frente ao homem - num gesto claro de subordinação.1

A composição do quadro é antagônica e sugere mais de uma possibilidade de interpretação: por um lado evoca a felicidade da união erótica, por outro, questiona a identidade das duas pessoas e dos dois sexos. Para Gert Mattenklott (1942-2009), esse traço é recorrente nos desenhos de Klimt - "... mulheres em trajes longos, estreitos como cintas elásticas..", escondem a "diferença feminina do corpo para simular o que lhes falta. Tornam-se símbolo daquilo que não têm: ...um fetiche na câmara dos apetrechos dos prazeres.".3

O quadro está exposto na Galeria Belvedere da Áustria (Österreichische Galerie Belvedere) de Viena, Áustria.

Referências

  1. a b FLIELD, Gottfried; Gustav Klimt (1862-1918) - O Mundo de Aparência Feminina, pgs. 114-119. Editora Taschen. ISBN 3-8228-5208-2.
  2. Círculo Psicanalítico da Bahia — "Freud e Klint em Viena fin-de-siècle: interfaces entre psicanálise e arte". "Relacionamento: entre a Paixão e o Abismo"
  3. Gert Mattenklott em "Gustav Klimt. Zeichnungen. Hanôver, 1984, pág. 291".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre O beijo (Gustav Klimt)
Portal A Wikipédia possui o(s) portal(is):
Portal da Arte


Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Vives Chillida, Julio, El beso (los enamorados) de Gustav Klimt. Un ensayo de iconografía; Editorial Lulu.com, junho de 2008, ISBN 978-1-4092-053

Ícone de esboço Este artigo sobre Pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.