Saltar para o conteúdo

Dafne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Para outros significados, veja Dafne (desambiguação).
Dafne - Da pintura de Deverial

Na mitologia grega, Dafne (do grego Δάφνη, que significa "loureiro") era uma ninfa, filha do rio-deus Peneu e primeiro amor de Apolo. Apolo foi induzido a se apaixonar por ela ao ser atingido por uma flecha de ouro de Eros, que também acertou Dafne com uma flecha de chumbo, o que fez a ninfa rejeitar um amor de Apolo. Apolo, porém, começou a persegui-la e ela se sentiu horrorizada ao pensar em amar, preferindo caminhar pelos bosques e caçar. [1] Apolo a perseguiu suplicando por seu amor, mas a mesma continuou a fugir, inebriada pela flecha de Eros. Cansada de fugir, pediu ao pai que a livrasse da situação. Ele, então, a transformou em loureiro. Apolo disse: "Se não podes ser minha mulher, serás minha árvore sagrada". A partir de então, o deus sempre trazia consigo um ramo de louros. [1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Dafne
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b Bulfinch, Thomas (2006). O Livro de Ouro da Mitologia Grega. Rio de Janeiro: Ediouro. pp. 29–32