Ocupação alemã de Luxemburgo durante a Segunda Guerra Mundial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tropas alemãs invadindo Luxemburgo.
Nazistas marchando em frente a uma sinagoga na cidade de Luxemburgo.

A Ocupação alemã de Luxemburgo durante a Segunda Guerra Mundial começou em maio de 1940 após o Grão-Ducado do Luxemburgo ter sido invadido pela Alemanha Nazista. Apesar do país ser neutro, Luxemburgo tinha uma posição estratégica ao fim da linha Maginot francesa.[1]

Em 10 de maio de 1940, a Wehrmacht (forças armadas alemãs) invadiu Luxemburgo e também conquistou a Bélgica e os Países Baixos.

Luxemburgo foi então colocado sob administração do exército alemão, mas logo depois um governo civil assumiu até que o país foi formalmente anexado a Alemanha Nazista. Os alemães acreditavam que o território luxemburguês era parte do Reich Alemão e inciaram um programa de repressão cultural, especialmente para livrar o país da influência francesa. Muitos cidadãos de Luxemburgo colaboraram com os nazistas, enquanto outros iniciaram uma resistência contra os alemães. A partir de 1942, muitos luxemburgueses se alistaram nas forças armadas alemãs. Enquanto isso, 3 500 judeus de Luxemburgo foram mortos no Holocausto. O processo de libertação do país pelos Aliados eventualmente começou em setembro de 1944, mas foi atrasado devido a ofensiva alemã nas Ardenas. Os nazistas só foram expulsos em definitivo no começo de 1945.[1]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]