Oskar Kokoschka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Oskar Kokoschka
Oskar Kokoschka fotografert av Erling Mandelmann i 1966
Nascimento 1 de março de 1886
Pöchlarn
Morte 22 de fevereiro de 1980 (93 anos)
Montreux
Sepultamento Vaud
Cidadania Áustria, Áustria-Hungria, Áustria, Reino Unido, Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda, Checoslováquia, Áustria, Chéquia
Alma mater
  • Universidade de Artes Aplicadas de Viena
Ocupação pintor, dramaturgo, poeta, professor universitário, designer, artista gráfico
Prêmios
Empregador Academia de Belas Artes de Dresden
Obras destacadas Prometheus, The Bride of the Wind, Self-Portrait of a Degenerate Artist
Movimento estético expressionismo
Causa da morte enfarte agudo do miocárdio

Oskar Kokoschka (Pöchlarn, Áustria–Hungria, 1 de março de 1886Montreux, Suíça, 22 de fevereiro de 1980) foi um pintor expressionista e escritor austríaco.

Biografia[editar | editar código-fonte]

1963
Oskar Kokoschka (1963) by Erling Mandelmann.jpg

Kokoschka nasceu no Império Áustro-Húngaro, filho de um ourives. De 1905 a 1909, assiste aos cursos da Kunstgewerbeschule de Viena. Um dos seus professores é Gustav Klimt e uma de suas colegas Elsa Oeltjen-Kasimir.

Em 1910 muda-se de Viena para Berlim, por rejeitar o Jugendstil. A partir de 1912, Kokoschka vive uma paixão por Alma Mahler-Werfel. Este amor e as cartas trocadas inspirou-lhe diferentes obras de arte. Sua pintura evolui rapidamente: ele começa a trabalhar com pincéis mais largos e sua cada vez mais cores. Em 1914, ele se junta aos pintores da Secessão vienense em Berlim.

Com o início da Primeira Guerra Mundial alista-se num regimento de Dragões. Na frente de batalha, foi ferido e em 1916 internado num hospital em Dresden, onde ficou até 1923.

Em 1917, instala-se em Dresden onde conhece Adolf Loos, arquiteto. Torna-se professor da Escola de Artes de Dresden de 1919 a 1924.

Volta a Viena em 1933. Depois da morte de sua mãe, em 1934, exila-se em Praga por razões políticas, lá conhece Olga Palkovska, com quem contraiu matrimónio.

Em 1938, devido à ocupação nazi da Checoslováquia, abandonou o seu estúdio na Moldávia e foge com sua mulher para Londres (1938-53).

Em 1953, estabelece-se em Villeneuve, Suíça, onde passa os últimos 27 anos de sua vida.

A Fundação Kokoschka se situa ao Museu Jenisch de Vevey, Suíça.

Exposições[editar | editar código-fonte]

  • Kunstschau (1908 a 1909)

Obra literária[editar | editar código-fonte]

  • O Assassino
  • Esperança de Mulheres
  • A Esfinge
  • O Homem de Palha

Obra pictórica[editar | editar código-fonte]

  • 1909 – Crianças a brincar (óleo sobre tela 72 x 108 cm)
  • 1909 – Martha Hirsch (óleo sobre tela 88 x 70 cm)
  • 1969 – Felix Albrecht Harta (óleo sobre tela 73 x 52,5 cm)
  • 1909 – Adolf Loos (óleo sobre tela 74 x 91 cm)
  • 1909 – Hans Tietze e Erica Tietze-Conrat (óleo sobre tela 76,5 x 13,2 cm)
  • 1909 – Peter Altenberg (óleo sobre tela 76 x 71 cm)
  • 1910 – Joseph de Montesquiou-Fezensac (óleo sobre tela 80 x 63 cm)
  • 1910 – Herwarth-Walden (óleo sobre tela 100 x 69,3 cm)
  • 1910 – Cont Verona (óleo sobre tela 70,6 x 58,7 cm)
  • 1910 – Les Dents du Midi (óleo sobre tela 79,5 x 115,5 cm)
  • 1912 – Paisagem Alpina (óleo sobre tela 70,5 x 95,5 cm)
  • 1912-1913 – Duplo retrato (Koroschka e Alma Mahler (óleo sobre tela 100 x 90 cm)
  • 1912Alma Mahler (óleo sobre tela 62 x 56 cm)
  • 1913 – A Tempestade (óleo sobre tela 181 x 221 cm)
  • 1913-1914 – Natureza-morta com cupido e coelho (óleo sobre tela 90 x 120 cm)
  • 1917-1918 – Os Amigos (óleo sobre tela 120 x 151 cm)
  • 1919 – Mulher de Azul (óleo sobre tela 75 x 100 cm)
  • 1920 – O Poder da Música (óleo sobre tela 100 x 151,5 cm)
  • 1921 – Dresden Neustad II (óleo sobre tela 59,7 x 80 cm)
  • 1921-1922 – Menina com Boneca (óleo sobre tela 91,5 x 81,2 cm)
  • 1922 – Auto-retrato com Boneca (óleo sobre tela 80 x 120 cm)
  • 1923 – Dresden, Ponte de Augusto com Barco a Vapor II (óleo sobre tela 65 x 95,5 cm)
  • 1923 – Dresden, As Pontes do Elba (com figura de costas) (óleo sobre tela 65,5 x 95,7 cm)
  • 1923 – Auto-retrato com os Braços Cruzados (óleo sobre tela 110 x 70cm)
  • 1924 – Nancy Cunard (óleo sobre tela 116 x 73 cm)
  • 1925 – Karl Kraus II (óleo sobre tela 65 x 100 cm)
  • 1926 – Londres, Ponte de Waterloo (óleo sobre tela 89 x 130 cm)
  • 1926 – Adele Astaire (óleo sobre tela 97 x 130,5 cm)
  • 1926 – Londres, Panorama do Tamisa I (óleo sobre tela 90 x 130 cm)
  • 1926 – Tigre (óleo sobre tela 96 x 129 cm)
  • 1928 – Marczell von Nemes (óleo sobre tela 135 x 96 cm)
  • 1927 – Lyon (óleo sobre tela 97,1 x 130,2 cm)
  • 1929 - Jerusalém (óleo sobre tela 80 x 129 cm)
  • 1926-1927 – Leo Kestemberg (óleo sobre tela 127 x 102 cm)
  • 1928 – O Eremita de Temacina (side Ahmet Ben Tidjani (óleo sobre tela 98,5 x 130,5 cm)
  • 1929 – Mulheres e Criança Árabes (óleo sobre tela 88,5 x 128 cm)
  • 1931 – Viena, vista a partir de Wilhelminenberg (óleo sobre tela 92 x 134 cm)
  • 1931 – Pan (Trudl com Cabra (óleo sobre tela 87 x 130 cm)
  • 1936 – Thomas G. Masaryk (óleo sobre tela 97,7 x 131 cm)
  • 1936 - Ninfa (óleo sobre tela 95 x 76 cm)
  • 1936 – Praga, Vista do molhe do moldava próximo de Kleinseite e do Hradeany IV (óleo sobre tela 98 x 130 cm)
  • 1937 – Olda Palkovska (óleo sobre tela 90 x 67 cm)
  • 1937 – Auto-retrato de um Artista Degenerado (óleo sobre tela 110 x 85 cm)
  • 1938 – Praga, Nostalgia (óleo sobre tela 56 x 76 cm)
  • 1938-1939 – Michael Croft (óleo sobre tela 76,2 x 63,7 cm)
  • 1939-1940 – Aranha do Mar (óleo sobre tela 63,4 x 76,2 cm)
  • 1939-1940 – Verão II (Zrani) (óleo sobre tela 68,3 x 82,9 cm)
  • 1940-1941 – O Ovo Vermelho (óleo sobre tela 63 x 76 cm)
  • 1942 – Anschluss. Alice no País das Martavilhas (óleo sobre tela 63,2 x 73,6 cm)
  • 1942 – Marianne-Maquis (óleo sobre tela 63,5 x 76 cm)
  • 1943 – Aquilo por que Lutamos (óleo sobre tela 116,5 x 152 cm)
  • 1946 – Kathleen, condessa de Drogheda (óleo sobre tela 102 x 76 cm)
  • 1949 – Thedor Korner (óleo sobre tela 100 x 81 cm)
  • 1950 – Louis Krohnberg (óleo sobre tela 100 x 75 cm)
  • 1950 – A Saga de Prometeu (óleo sobre tela 180 x 120 cm)
  • 1954 – Pablo Casals (óleo sobre tela 85 x 65 cm)
  • 1957 – Londres, Chelsea Reach (óleo sobre tela 75 x 101 cm)
  • 1958-1975 – Teseu e Antiope (óleo sobre tela 195 x 165 cm)
  • 1959 – Londres, Vista do Tamisa de Shell-Mex House (óleo sobre tela 91,5 x 123 cm)
  • 1966 – Nova Iorque, Manhattan com o Empire State Building (óleo sobre tela 101,5 x 137 cm)
  • 1966 – Auto-retrato com Olda (óleo sobre tela 89 x 116 cm)
  • 1957 – Lago Leman com Barco a Vapor (óleo sobre tela 81 x 116 cm)
  • 1966 – Saul e David (óleo sobre tela 100 x 130 cm)
  • 1960-1964 – Herodoto (óleo sobre tela 180 x 120 cm)
  • 1966 – Manhã e Tarde (O Poder da música II) (óleo sobre tela 100 x 130 cm)
  • 1973 – Peer Gynt (óleo sobre tela 15 x 89 cm)
  • 1971-1972 – Por Favor, Um momento Cavalheiros (óleo sobre tela 130 x 100 cm)
  • 1969 – Auto-retrato (óleo sobre tela 90,5 x 70,4 cm)

Escritos[editar | editar código-fonte]

Kokoschka redigiu ensaios, artigos e uma autobiografia: Mein Leben, em 1971. Sua correspondência foi publicada em 1984:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em alemão) : Tilo Richter (Hg.): Horst Tappe Kokoschka, com fotografias de Horst Tappe, citações e desenhos de Oskar Kokoschka, prefácio de Christoph Vitali, Christoph Merian Verlag, Basel 2005, 96 S., geb., ISBN 3-85616-235-6
  • (em alemão) : Die Fächer für Alma Mahler-Werfel, ISBN 3-88379-462-7
  • (em alemão) : Widerstand statt Anpassung: Deutsche Kunst im Widerstand gegen den Faschismus 1933–1945 (Berlin, édition Elefanten Press Verlag GmbH, 1980)

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]