Panj é asr

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
'1'Panj é asr'1'
Às Cinco da Tarde (BR)
1987 • cor • 83 min 
Direção Samira Makhmalbaf
Roteiro Samira Makhmalbaf
Género drama
País  Irão
Idioma Língua persa

Às Cinco da Tarde (título original em persa: Panj é asr) é um premiado filme iraniano-afegão de 2003 dirigido e co-escrito por Samira Makhmalbaf. Este é o terceiro trabalho da diretora iraniana.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme, que se passa nas ruínas bombardeadas de Cabul, conta a história da ambiciosa Noqreh (Agheleh Rezaie), uma jovem tentando obter educação no Afeganistão após a queda do regime talibã. Ao entrar na escola escondida, devido a desaprovação de seu pai (Abdolgani Yousefrazi), Noqreh descobre a poesia do espanhol Federico García Lorca (de onde vem o título do filme), e começa a receber estímulos de professores e ex-exilados para tornar-se a primeira presidenta do país – que até dois anos antes proíbia as mulheres de receber educação. Então Noqreh passa sonhar com a idéia, no entanto, precisa lidar com a dura realidade do seu país e de sua cunhada Leylomah (Marzieh Amiri) e o bebê dela, já que ambos não têm o que comer.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Agheleh Rezaie – Noqreh
  • Abdolgani Yousefrazi – Pai de Noqreh
  • Razi Mohebi – Poeta
  • Marzieh Amiri – Leylomah

Produção[editar | editar código-fonte]

  • Direção: Samira Makhmalbaf
  • Roteiro: Mohsen Makhmalbaf e Samira Makhmalbaf
  • Produção: Mohsen Makhmalbaf
  • Música: Mohammad Reza Darvishi
  • Fotografia: Ebrahim Ghafori e Samira Makhmalbaf
  • Edição: Mohsen Makhmalbaf

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde fevereiro de 2012).
  • Foi o primeiro filme filmado no Afeganistão após a invasão norte-americana/britânica e queda do reigime talibã.
  • O filme estreou no Festival de Cannes de 2003, onde recebeu os prêmios do júri e do júri ecumênico.
  • A irmã mais nova de Samira, Hana, fez um documentário sobre a produção de Às Cinco da Tarde intitulado Joy of Madness (Alegria de Loucura).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre cinema iraniano ou um cineasta iraniano, integrado ao projeto sobre Cinema, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.