Partido Liberal (Noruega)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Partido Liberal
Venstre
Líder Trine Skei Grande
Fundação 1884
Sede Oslo,  Noruega
Ideologia Liberalismo
Social liberalismo
Ecologismo
Eurocepticismo
Espectro político Centro
Ala jovem Unge Venstre
Membros  (2012) 9 643
Afiliação internacional Internacional Liberal
Afiliação europeia ELDR
Storting
8 / 169
Condados
16 / 574
Comunas
264 / 9 344
Prefeitos
2 / 356
Parlamento Lapão
0 / 39
Cores Verdelogo = Venstres logo.svg
Página oficial
Site

}}O Partido Liberal (em norueguês: Venstre, V) é um partido político da Noruega.[1]

Fundado em 1884, o partido até a inícios do século XX, foi o principal partido da Noruega, mas, desde então, tem-se tornado um partido, eleitoralmente, pequeno. Apesar disto, o partido continuou a formar governos de coligação, alinhados com o centro-direita.

O partido segue uma ideologia liberal[2][3] e social-liberal,[4][5] defendendo a liberdade individual e a liberdade religiosa, além de, defender o multiculturalismo[6] e liberalização das regras para a entrada de imigrantes. Além disto, o partido é, declaradamente, ecologista, sendo considerado o partido mais ecologista após o Partido Verde.[7]

Uma questão polémica é o eurocepticismo do partido que, em 1972, levou à facção pró-UE separar-se do partido e, formar o Partido Popular Liberal (Det Liberale Folkepartiet).[8]

Actualmente, o líder do partido é Trine Skei Grande e, é membro do Partido da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa e da Internacional Liberal.

Ideologia[editar | editar código-fonte]

As quatro questões principais do Partido Liberal são a educação, o meio ambiente, as pequenas empresas e o bem-estar, e o partido descreve as suas prioridades:[9]

  1. Foco no conhecimento: A coisa mais importante para uma boa educação são bons professores. Então temos uma educação que investe no conhecimento e oferece oportunidades iguais para todas as crianças.
  2. Escolhas ecológicas: O Partido Liberal quer levar a Noruega para uma nova direção ecológica, investindo no transporte público e nas novas tecnologias. Lofoten, Vesterålen e Senja deveriam ser protegidas.
  3. Criação de valor: uma política comercial moderna, facilitano a comunidade empresarial a criar novos valores e crescimento verde.
  4. Povo caloroso: Noruega como um país solidário e focado na redução da pobreza infantil.

O partido classifica-se como um partido ambientalista desde o início dos anos 30 e é hoje considerado o partido ambientalista mais progressista à direita. O partido acredita que a Noruega deve passar do imposto vermelho para o verde, deve pagar para escolher a favor do meio ambiente. O Partido Liberal é responsável por um maior investimento no transporte público, algo que o partido conseguiu em Oslo, onde a oferta aumentou e o preço foi reduzido. O partido teve o Ministro dos Transportes de 2001 a 2005, onde começaram várias vias duplas e uma ferrovia urbana em Bergen.

O Partido Liberal também é reconhecido como o partido das pequenas empresas, e especialmente o ex-líder do partido Lars Sponheim fez dos trabalhadores independentes e das pequenas empresas uma parte central da política do partido.

O partido também tem um conhecimento e política escolar como uma de suas principais questões. O Partido Liberal foi central para o desenvolvimento da escola unitária (mais tarde a escola comum) e defende um abrandamento da Lei das Escolas Particulares.

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
1885 1.º 57 683
63,4 / 100,0
84 / 114
Governo
1888 1.º 37 320
41,8 / 100,0
Baixa21,6
38 / 114
Baixa46 Oposição
1891 1.º 51 780
50,8 / 100,0
Aumento9,0
63 / 114
Aumento25 Governo
1894 1.º 83 165
50,4 / 100,0
Baixa0,4
59 / 114
Baixa4 Governo
1897 1.º 87 548
52,7 / 100,0
Aumento2,3
79 / 114
Aumento20 Governo
1900 1.º 127 142
54,0 / 100,0
Aumento1,3
77 / 114
Baixa2 Governo
1903 2.º 101 142
42,7 / 100,0
Baixa11,3
48 / 117
Baixa29 Oposição
1906 1.º 121 562
45,1 / 100,0
Aumento2,4
73 / 123
Aumento25 Governo
1909 2.º 128 367
30,4 / 100,0
Baixa14,7
46 / 123
Baixa27 Oposição
1912 1.º 195 526
40,0 / 100,0
Aumento9,6
70 / 123
Aumento24 Governo
1915 1.º 204 243
33,1 / 100,0
Baixa6,9
74 / 123
Aumento4 Governo
1918 3.º 187 657
28,3 / 100,0
Baixa4,8
51 / 126
Baixa23 Governo
1921 3.º 181 989
20,1 / 100,0
Baixa8,2
37 / 150
Baixa14 Governo
1924 2.º 180 979
18,6 / 100,0
Baixa1,5
34 / 150
Baixa3 Governo
1927 3.º 172 568
17,3 / 100,0
Baixa1,3
30 / 150
Baixa4 Oposição
1930 3.º 241 355
20,2 / 100,0
Aumento2,9
33 / 150
Aumento3 Governo
1933 3.º 213 153
17,7 / 100,0
Baixa2,5
24 / 150
Baixa9 Governo
1936 3.º 232 784
16,0 / 100,0
Baixa1,7
23 / 150
Baixa1 Oposição
1945 3.º 204 852
13,8 / 100,0
Baixa2,2
20 / 150
Baixa3 Oposição
1949 3.º 218 866
12,4 / 100,0
Baixa1,4
21 / 150
Aumento1 Oposição
1953 4.º 177 662
10,0 / 100,0
Baixa2,4
15 / 150
Baixa6 Oposição
1957 4.º 171 407
9,6 / 100,0
Baixa0,4
15 / 150
Estável Oposição
1961 4.º 132 429
7,2 / 100,0
Baixa2,4
14 / 150
Baixa1 Oposição
1965 3.º 207 834
10,2 / 100,0
Aumento3,0
18 / 150
Aumento4 Governo
1969 3.º 202 553
9,4 / 100,0
Baixa0,8
13 / 150
Baixa5 Governo
1973 9.º 49 668
2,3 / 100,0
Baixa7,1
2 / 155
Baixa11 Oposição
1977 7.º 54 243
2,4 / 100,0
Aumento0,1
2 / 155
Estável Oposição
1981 8.º 79 064
3,2 / 100,0
Aumento0,8
2 / 155
Estável Oposição
1985 7.º 81 202
3,1 / 100,0
Baixa0,1
0 / 157
Baixa2 Extra-parlamentar
1989 7.º 84 740
3,2 / 100,0
Aumento0,1
0 / 165
Estável Extra-parlamentar
1993 7.º 88 985
3,6 / 100,0
Aumento0,4
1 / 165
Aumento1 Oposição
1997 7.º 115 077
4,5 / 100,0
Aumento0,9
6 / 165
Aumento5 Governo
2001 7.º 98 486
3,9 / 100,0
Baixa0,6
2 / 165
Baixa4 Governo
2005 7.º 156 113
5,9 / 100,0
Aumento2,0
10 / 169
Aumento8 Oposição
2009 7.º 104 144
3,9 / 100,0
Baixa2,0
2 / 169
Baixa8 Oposição
2013 6.º 148 275
5,2 / 100,0
Aumento1,3
9 / 169
Aumento7 Apoio parlamentar
2017 6.º 127 483
4,4 / 100,0
Baixa0,8
8 / 169
Baixa1 Apoio parlamentar

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Olav Garvik, Knut Are Tvedt e Ole Kristian Grimnes. «Venstre» (em norueguês). Store Norske Leksikon - Grande Enciclopédia Norueguesa. Consultado em 6 de setembro de 2015 
  2. Lane, Jan-Erik; Ersson, Svante O. (1999-01-01). Politics and Society in Western Europe. [S.l.]: SAGE. ISBN 9780761958628  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  3. Bergqvist, Christina (1999-01-01). Equal Democracies?: Gender and Politics in the Nordic Countries. [S.l.]: Nordic Council of Ministers. ISBN 9788200127994  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  4. Osterud, Oyvind (2013-10-18). Norway in Transition: Transforming a Stable Democracy. [S.l.]: Routledge. ISBN 9781317970378  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  5. Thompson, Wayne C. (2014-07-24). Nordic, Central, and Southeastern Europe 2014. [S.l.]: Rowman & Littlefield. ISBN 9781475812244  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  6. «Integrering - Venstre». Consultado em 6 de setembro de 2015 
  7. «Forsiden - klimavalg2013 - Framtiden.no». www.framtiden.no. Consultado em 6 de setembro de 2015 
  8. NRK. «Venstre - lite parti med stor arv». Consultado em 6 de setembro de 2015 
  9. https://www.venstre.no/politikk/politikk-fra-til/