Patricia Cornwell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Patricia Cornwell
Nascimento Patricia Carroll Daniels
9 de junho de 1956 (62 anos)
Miami, Flórida Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Prêmios Sherlock Award, Edgard, Anthony, Mavavity Award, Prix du Roman d'Aventure
Página oficial
patriciacornwell.com

Patricia Cornwell, nascida Patricia Carroll Daniels (Miami, 9 de junho de 1956) é uma escritora norte-americana de romances policiais.[1]. Patrícia Cornwell começou sua carreira como repórter policial. Como escritora, notabilizou-se pelos romances policiais que têm como personagem principal a Dra. Kay Scarpetta, médica-legista. Seus livros vêm acumulando prêmios e freqüentam sistematicamente a lista dos mais vendidos.

Patrícia é descendente de Harriet Beecher Stowe[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Descendente de Harriet Beecher Stowe, Patricia teve uma infância traumática, sofreu abuso emocional pelo pai, e traumatizada com a depressão da mãe, Patricia ficou aos cuidados da Assistência Social[3] e compreendeu logo a negligência da sociedade americana para com as vítimas de violência. Da infância traumática a uma adolescência problemática e rebelde, Cornwell enfrentou bulimia, anorexia, alcoolismo e depressão.[4]

Após a formatura no Davidson College em 1979 Patricia começou a trabalhar no Charlotte Observer, onde escrevia notícias e artigos policiais,Cornwell ganhou o North Carolina Press Association por uma reportagem sobre a prostituição e os crimes no centro da cidade de Charlotte.

Seu primeiro livro, intitulado Postmortem, foi publicado em 1990, o livro foi rejeitado por sete grandes editoras, porém após a sua publicação ganhou os prêmios Edgar, Creasey, Anthony e Macavity Awards além do francês Prix du Roman d’Aventure em um único ano, e em seu primeiro livro.O sucesso foi tamanho que Patricia começou uma série de livros protagonizados pela médica-legista Kay Scarpetta.Em 1999 a personagem Kay Scarpetta venceu o Sherlock Award por Melhor Detetive.

Além de Kay Scarpetta, Cornwell também escreveu três livros protagonizados por Andy Brazil: Hornet’s Nest (1996), Southern Cross (1998), e Isle of Dogs (2001), dois livros de receitas: Scarpetta’s Winter Table (1998) e Food to Die For (2001), e um livro infantil: Life’s Little Fable (1999). Cornwell escreveu também um livro sobre Jack o estripador, Portrait of a Killer: Jack the Ripper—Case Closed (2002), onde Cornwell alimenta a hipótese de Walter Sickert ser o estripador.[5]

Lista de obras[editar | editar código-fonte]

No Brasil, todos os livros foram publicados pela Editora Companhia das Letras[6]. O primeiro romance publicado no país foi o segundo. A lista a seguir traz o ano da edição brasileira entre parênteses.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

As histórias realistas protagonizadas por Kay Scarpetta garantiram a Patrícia Cornwell diversos prêmios e indicações. Cornwell ganhou os prêmios Edgar, Creasey, Anthony, e Macavity além do prêmio francês Prix du roman d'aventure, e do Sherlock Award for best detective.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.