Paulistas (Minas Gerais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para Paulistas (Minas Gerais), veja Paulista (desambiguação).
Município de Paulistas
Bandeira indisponível
Brasão de Paulistas
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Aniversário 12 de dezembro
Fundação 12 de dezembro de 1953
Gentílico paulistano
Prefeito(a) Evandro Ribeiro de Carvalho (PMDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Paulistas
Localização de Paulistas em Minas Gerais
Paulistas está localizado em: Brasil
Paulistas
Localização de Paulistas no Brasil
18° 25' 37" S 42° 52' 04" O18° 25' 37" S 42° 52' 04" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Vale do Rio Doce IBGE/2008[1]
Microrregião Guanhães IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Coluna, Materlândia, Sabinópolis, São João Evangelista, Rio Vermelho
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 220,075 km² [2]
População 4 918 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 22,35 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,687 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 33 218,337 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 622,48 IBGE/2008[5]
Página oficial

Paulistas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2011 era de 4.979 habitantes. Pertence à Microrregião de Guanhães e à Mesorregião do Vale do Rio Doce. Assim como as cidades ao seu redor, tem sua economia voltada para a agropecuária, destacando-se a produção de queijos.

História[editar | editar código-fonte]

Por volta de 1830, foi iniciada a construção de uma igreja onde hoje localiza-se a sede do município. Por ter sido ponto de passagem de bandeirantes e tropeiros vindos de São Paulo desde o fim do século XVI, a localidade foi denominada São José dos Paulistas. Posteriormente, a com Lei Provincial 2258 de 30 de julho de 1876, o governo da então Província de Minas Gerais reconheceu o Distrito de São José dos Paulistas. Já em 1938, por meio do Decreto-Lei nº 148, de 17 de dezembro[6], o lugarejo teve seu nome simplificado para Paulistas e anos depois, através da Lei 1039 de 12 de dezembro de 1953[7][8], foi reconhecida a emancipação município de Paulistas e demarcados seus limites[9] e, em 1 de janeiro de 1954, foi instado o município.[10]

Cultura[editar | editar código-fonte]

A festa de aniversário da cidade é comemorada anualmente no dia 12 de dezembro. Todos os anos ocorre também, a famosa comemoração de Reveillon, com shows nos dias 30 e 31 de dezembro.[9]

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

A Gruta do Lourdes,Bosque Raimundo e a Cachoeira de Geraldo Miranda Filho são dois belos locais visitados pelos moradores e por turistas regionais, principalmente nos finais de semana, para lazer. Há também matas bastante conservadas por estarem em locais isolados.[carece de fontes?]

Política[editar | editar código-fonte]

Em 2015, após reclamações enviadas ao programa de TV Custe o Que Custar, foi realizada uma reportagem denunciando o abandono da educação local.[11] Dezenas de alunos da zona rural eram transportados em ônibus com péssimo estado de conservação, e outros tinham que atravessar um rio para conseguir chegar ao ônibus que as levava à escola. A denúncia também incluiu o abandono do poder público na cidade. Populares informaram que ele nem mesmo residia na cidade há alguns anos.[12][13]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Texto Original do Decreto-Lei nº 148 de 17 de dezembro de 1938». www.almg.gov.br. Consultado em 1 de março de 2016 
  7. «Texto atualizado da Lei 1039, de 12 de dezembro de 1953.». www.almg.gov.br. Consultado em 1 de março de 2016 
  8. «Lei nº 1039, de 12 de dezembro de 1953». www.almg.gov.br. Consultado em 1 de março de 2016 
  9. a b «Paulistas MG». www.paulistasmg.com.br. Consultado em 1 de março de 2016 
  10. «História e dados da cidade de Paulistas, Minas Gerais.». www.cidadesdomeubrasil.com.br. Consultado em 1 de março de 2016 
  11. «Situação caótica de Paulistas é destaque em rede nacional». Aconteceu no Vale. Consultado em 1 de março de 2016 
  12. «Justiça Federal manda bloquear bens do prefeito de Paulistas, no Leste de Minas». Estado de Minas. Consultado em 1 de março de 2016 
  13. «CQC vai até a cidade de Paulistas, MG, e mostra o abandono do poder público no município.». www.folhadeguanhaes.com.br. Consultado em 1 de março de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.