Pedro Dias Pais Leme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo marquês de São João Marcos, veja Pedro Dias Pais Leme da Câmara.
Pedro Dias Pais Leme
Nome nativo Pedro Dias Paes Leme
Nascimento 1786
Ouro Preto
Morte 14 de novembro de 1849 (63 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Irmão(s) Felisberto Caldeira Brant Pontes de Oliveira Horta, Ildefonso de Oliveira Caldeira Brant
Ocupação engenheiro
Armas do marquês de Quixeramobim, as mesmas da família Leme.

Pedro Dias Pais Leme[1], primeiro e único barão com grandeza, visconde com grandeza e marquês de Quixeramobim (Ouro Preto, fevereiro de 1786Rio de Janeiro, 14 de novembro de 1849), foi um engenheiro e fazendeiro brasileiro. Faleceu em sua fazenda em Bom Jardim.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de García Rodrigues Pais Leme, fidalgo da Casa Real, e de Ana Francisca Joaquim de Oliveira Horta, viúva de Gregório Caldeira Brant. É meio-irmão de Felisberto Caldeira Brant Pontes de Oliveira e Horta, marquês de Barbacena, e de Ildefonso de Oliveira Caldeira Brant, visconde de Gericinó. Casou-se com Francisca de Paula de Mendonça, dama honorária de S.M. a Imperatriz, filha do senador Jacinto Furtado de Mendonça.

Doutor em Matemática, era coronel do Corpo de Engenheiros e Gentil Homem da Imperial Câmara.

Brasão de armas

Em campo de oiro cinco melros, sem pés nem bicos, postos em santor. Seu timbre é uma espada de ouro e no meio um melro do escudo.

Criação dos títulos

Referências

  1. Pela grafia arcaica, Pedro Dias Paes Leme.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]