Pico Aneto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2015)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Aneto
Face norte do Monte Aneto
Aneto está localizado em: Pirenéus
Aneto
Localização nos Pirenéus
Coordenadas 42° 37' 56" N 0° 39' 28" E
Altitude 3404 m (11168 pés)
Proeminência 2812 m
Listas Ultra
Localização Província de Huesca, Aragão, Flag of Spain.svg Espanha
Cordilheira Pirenéus
Primeira ascensão 20 de julho de 1842 por Platon de Tchihatcheff e sua equipa
Rota mais fácil Escalada sobre neve e gelo

O Aneto é o pico mais alto dos Pirenéus, atingindo a altitude de 3 404 m. Faz parte do maciço da Maladeta situado na zona do vale de Benasque e é constituído por terrenos paleozoicos de natureza granítica e materiais mesozoicos que lhe servem de cobertura.

Situa-se no Parque Natural Posets-Maladeta, município de Benasque, província de Huesca, comunidade autónoma de Aragão.

Na sua face norte, a partir dos 2 810 m aproximadamente, fica o maior glaciar dos Pirenéus, com cerca de 100 hectares de superfície. Está, como muitos outros em todo o mundo, em franca regressão como consequência da mudança climática. Calcula-se que nos últimos 100 anos tenha perdido mais de metade da sua área, e que em 30 a 40 anos possa mesmo desaparecer.

Escalada[editar | editar código-fonte]

Embora a maioria das rotas de subida se considerem fáceis, trata-se de um cume exigente por causa de características como o desnível a superar, a altitude e a presença do glaciar. A ascensão do Aneto excede a categoria de excursionismo ou montanhismo, e entra no âmbito do alpinismo, pelo que se requer estar familiarizado com as técnicas elementares desta disciplina antes de se pôr a caminho numa subida.

É altamente recomendável em todas as rotas e em todas as épocas do ano, dispor de botas duras de montanha, grampos, piolets, roupa de abrigo e impermeável, luvas e óculos de proteção. Nas rotas de dificuldade ou para pessoas com vertigens, aconselha-se a utilizar corda e arnês ou picareta.

Atenção especial merece a travessia do glaciar, que sempre comporta riscos e requer técnica especial. Além disso, mesmo nos melhores dias de verão produzem-se frequentes tempestades durante a tarde, pelo que convém iniciar a subida bem cedo para chegar depressa ao cume.

Este cume é um dos mais escalados da cordilheira, sobretudo no Verão. Muitos excursionistas com pouco experiência desobedecem às precauções elementares citadas, o que provoca que quase todos os anos haja a lamentar alguma vítima mortal.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pico Aneto
  • Dalmau, Joan Miquel (2001). "3404 Aneto. 104 ascensiones y escaladas a la montaña más alta de los Pirineos". Editorial Barrabés.
  • Angulo, Miguel (1996). "Pirineos. 1000 ascensiones. Tomo III". Editorial Elkarlanean.