Ponte de Santo Antão (Bilbau)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ponte de Santo Antão
Ponte e igreja de Santo Antão
Nome oficial Puente de San Antón; San Antongo zubia
Arquitetura e construção
Material Pedra
Estilo arquitetônico Em arco
Mantida por Município de Bilbau
Início da construção 1871
Data de abertura 1880 (139 anos)
Geografia
Cruza Ria de Bilbau
Localização Flag of Spain.svg Espanha, Bilbau
Coordenadas 43° 15' 17" N 2° 55' 23" O
Ponte de Santo Antão está localizado em: Bilbau
Ponte de Santo Antão
Localização da ponte de Santo Antão em Bilbau
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ponte de Santo Antão (Bilbau)

A ponte de Santo Antão (em castelhano: puente de San Antón; em basco: San Antongo zubia) é uma ponte situada na cidade de Bilbau, a capital da província da Biscaia, no País Basco, Espanha. Liga as duas margens da ria de Bilbau e foi construída antes de 1318, junto à igreja homónima, supondo-se que é anterior à fundação da villa em 1300. Durante vários séculos foi a única ponte da ria, o que se deve ao empenho dos bilbaínos em impedir que outra ponte arrebatasse o monopólio das comunicações entre as duas margens, que envolveu acesos e prolongados debates legais e até atos violentos.

A ponte é um dos símbolos de Bilbau e aparece no respetivo brasão. A sua importância histórico deve-se aof facto de ser um ponto de passagem obrigatório para o comércio da Biscaia com Castela, como determinado pelo priviléio outorgado por María Díaz de Haro, Senhora da Biscaia. No século XV os delinquentes eram empoçados debaixo da ponte. O empoçamento era um método de execução muito comum, que consistia em atar uma pedra ao pescoço do condenado e atirá-lo à água.

A ponte foi diversas vezes derrubada por cheias. Para por fim a este problema, cerca de 1870 o ayuntamiento (administração municipal) decidiu substituir a velha ponte por uma nova, situada à frente da igreja (a jusante), que começou a funcionar cerca de 1880, depois de ter sofrido as consequências da última guerra carlista. A nova ponte foi desenhada por Ernesto de Hoffmeyer. Em 1937 foi reedificada, depois de ter sido bombardeada durante a Guerra Civil Espanhola.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  • Montero, Manuel (2003). Construcción histórica de la villa de Bilbao (em espanhol). San Sebastián: Txertoa. p. 19. 142 páginas. ISBN 9788471483843