Populina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Populina redireciona para este artigo. Para o gênero botânico, veja Populina (género).
Município de Populina
Bandeira de Populina
Brasão de Populina
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 24 de junho
Fundação Não disponível
Gentílico populinense
Prefeito(a) Sérgio Martins Carrasco
(2013–2016)
Localização
Localização de Populina
Localização de Populina em São Paulo
Populina está localizado em: Brasil
Populina
Localização de Populina no Brasil
19° 57' 14" S 50° 32' 16" O19° 57' 14" S 50° 32' 16" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
Microrregião Jales IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Mesópolis, Turmalina, Ouroeste
Distância até a capital 625 km[2]
Características geográficas
Área 315,9 km² [3]
População 4 223 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 13,37 hab./km²
Altitude 443 m
Clima ameno
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,755 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 59 529 mil IBGE/2009[5]
PIB per capita R$ 13 996,87 IBGE/2009[5]
Página oficial

Populina é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 19º55'58" sul e a uma longitude 50º32'15" oeste, estando a uma altitude de 443 metros. sendo assim o municipio mais setentrional do estado de São Paulo . A cidade tem uma população de 4.223 habitantes (IBGE/2010) e área de 315,9 km².[3] Populina pertence à Microrregião de Jales.

História[editar | editar código-fonte]

Seu início se iguala a tantos outros, um aventureiro, uma picada e uma moradia rústica. O aventureiro pelo que se sabe, veio para caçar e a procura de um canto sossegado para ficar. Isso se deu no ano de 1915, com a chegada da primeira família, a de Antônio Alves de Oliveira seguida pela de Jonas Gonçalves de Menezes. Famílias que com o correr dos anos, se tornaram ligadas pelo casamento de seus filhos Antônio Jonas de Menezes e Laurenciana de Jesus. Após 28 anos chegou à região Lesbino de Souza Alkimin, vindo em seguida os senhores Antônio Augusto Ribeiro Filho, Antônio Augusto Fernandes e Antônio Custódio Alves, que dão todo o apoio a Lesbino na formação da vila. O traçado geográfico foi feito por Antônio Augusto Ribeiro Filho. Roçam-se as matas e abrem-se três ruas e Antônio Fernandes deu-lhe o nome de POPULINA. Etimologicamente falando, a palavra de origem latina, significa: POPULUS – povo; LINA – pequena (pequeno povo), mas o sentido real da palavra é reunião de povo.

No ano de 1946, construíram uma capela e organizaram a primeira festa em louvor a São João Batista, que ficou sendo o padroeiro do lugar. Nessa festa, vieram missionários capuchinhos, que realizaram cerimônias religiosas e o casamento de Lesbino de Souza Alkimin com a Sra. Maria Barboza de Souza Alkimin, que eram casados apenas no cartório. A vila foi desenvolvida, passando a DISTRITO DE PAZ de Populina, criada no município de Estrela D’Oeste, comarca de Fernandópolis, com sede no povoado de igual nome e com território desmembrado da sede do município de Estrela D’Oeste, pela Lei n.º 2.454, de 30 de dezembro de 1952 e posto em prática em 1 de janeiro de 1953.

Em 1954 foi instalado o 1º Cartório de Registro Civil, tendo como responsável a Sra. Heloisa Torres Lapa.

Populina foi elevada a Município pela Lei n.º 5.285, de 18 de fevereiro de 1959, instalado em 1 de janeiro de 1960, tendo como primeiro Prefeito o Sr. Santos Sartoreto. Atualmente Populina conta com 4.445 habitantes, dados do Censo 2.001. laura cornachini dos santos

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[3]

População total: 4.223

  • Urbana: 3.412
  • Rural: 811
  • Homens: 2.139[6]
  • Mulheres: 2.084

Densidade demográfica (hab./km²): 13,37

Dados do Censo - 2000

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 1,30

Expectativa de vida (anos): 72,24

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,97

Taxa de alfabetização: 80,79%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,755

  • IDH-M Renda: 0,665
  • IDH-M Longevidade: 0,787
  • IDH-M Educação: 0,812

(Fonte: IPEADATA)

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 28 de janeiro de 2011 
  3. a b c d «Censo Populacional 2010 - IBGE» (PDF). IBGE.gov.br. Consultado em 1 de setembro de 2011 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 8 jan. 2012 
  6. «SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo». IBGE. Consultado em 1 de setembro de 2011  horizontal tab character character in |título= at position 26 (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]