Portugol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde junho de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
PORTUGOL
Portugol (Português Estruturado)
Paradigma Programação estruturada, Programação algorítmica
Surgido em 1983
Criado por António Mannso - Instituto Politécnico de Tomar ;

Professor Antonio Carlos Nicolodi - Uniasselvi-Fameblu, Furb, CedupHH/Blumenau e Instituto Federal de Santa Catarina

Compiladores VISUALG, Portugol Studio
Dialetos: ALGOL 68, PASCAL e C (ansi)
Influenciada por Linguagem de programação ALGOL (p/ MainFrames) e Linguagem de programação PASCAL (p/ microcomputadores)
Influenciou VISUALG 3.0
Licença: GPL

Portugol, também conhecido como Português estruturado, é um pseudocódigo escrito em português.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Na verdade, o PORTUGOL não é uma Linguagem de programação e sim uma pseudo linguagem ou um método. Criada pelos professores: Antonio Carlos Nicolodi (Brasil), que em 1980-83 e Antonio Mannso (Portugal) em 1986 foram os dois que praticamente iniciaram o seu uso, o que originalmente iniciou-se como apenas uma tradução da linguagem de programação PASCAL para a nossa língua portuguesa, porque o Pascal é o descendente direto da linguagem de programação chamada ALGOL mas que era usada apenas em mainframes (computadores de grande porte) e o Compilador da Linguagem de programação Pascal foi criado e adaptado para os microcomputadores. O Portugol também tem outros derivados, pois já foi adaptado para as outras linguagens de programação, como a linguagem C, C++ e Java. O seu nome é uma mistura das três palavras: Português, das linguagens de programação Algol e Pascal, (PORTUguês, ALGOL e PascaL). Assim nasceu o método "PORTUGOL", ou seja, é um algoritmo todo escrito em português, mas estruturado e interpretado em um computador. Por isso também é conhecido como Português Estruturado.

O Portugol é bastante utilizado para ensinar lógica de programação e algoritmos. Está presente em muitos materiais didáticos de programação, é todo escrito em português.[1] Existem alguns interpretadores de variantes de pseudo código utilizando o português estruturado. É comumente usado em conjunto com os diagramas em blocos (como o famoso (Fluxograma ou Diagrama de Chapin). Dentre os interpretadores mais conhecidos, estão o VISUALG 3.0, o Portugol Stúdio, o G-Portugol, o Portugol Vianna, o P&G editor, etc, sendo que o Visualg 3.0 também foi criado pelo professor Antonio Carlos Nicolodi.

O Portugol consiste em uma extensão da linguagem com comandos, operadores, funções, funções recursivas, estruturas e construtores de estruturas complexas tais como stacks, queues, listas ligadas e listas duplamente ligadas.[2]

Exemplo de código[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Programa Olá Mundo

Algoritmo "OlaMundo"

var

inicio

Escreval("Olá, Mundo!")

Fimalgoritmo

Referências

  1. a b Rudek, Marcelo (janeiro de 2012). «Apostilas de Técnicas de Programação» (PDF). Pontifícia Universidade Católica do Paraná. pp. 12 – 27. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  2. «Portugol Viana». SourceForge. Consultado em 23 de fevereiro de 2011 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre programação de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.