Puertassauro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPuertassauro
Puertasaurus copia.jpg

Estado de conservação
Extinta (fóssil)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Sauropodomorpha
Infraordem: Sauropoda
Família: Titanosauridae
Género: Puertasaurus

O Puertasaurus reuili, cujo nome é uma homenagem a seus descobridores Pablo Puerta e Santiago Reuil, viveu há aproximadamente 70 milhões de anos, ou seja, pouco antes da extinção em massa que afetou a vida na Terra, há 65 milhões de anos. É possivelmente um dos maiores dinossauros, com aproximadamente 30 metros de comprimento.

Esta descoberta demonstra que esta linhagem de tamanho descomunal sobreviveu até o fim da era dos dinossauros, quando o normal ao descobrir fósseis desta fase eram animais muito menores.

O paleontólogo Fernando Novas chefiou a expedição que encontrou os restos fósseis, financiada pela americana National Geographic Society e pelas organizações científicas do governo argentino Conicet e Agência Nacional de Promoção Científica. Fizeram os estudos comparativos que levaram a determinar que se tratava de uma espécie desconhecida, o que levou cinco anos.

Segundo os cientistas, os restos encontrados demonstram ser este um dos maiores animais terrestres encontrados até agora. Foram encontrados quatro vértebras de pescoço, do dorso e da cauda, sendo estes os restos mais austrais descobertos em toda a América. A descoberta ocorreu em 2001 no monte Los Hornos, perto do lago Viedma, em La Leona, na província de Santa Cruz nos Andes patagônios, 2.800 km ao sul de Buenos Aires.

A vértebra cervical encontrada mede 1,20 metros de comprimento por 1,40 metros de largura e uma primeira vértebra das costas tem 1,70 metros por 1 metro. A princípio, as duas aparentemente superam em tamanho as peças similares do argentinossauro. No início, Fernando Novas estimou o comprimento do puertassauro como sendo de 35 a 40 metros e uma massa de 80 a 100 toneladas[1], embora, mais recentemente, Gregory S. Paul tenha publicado uma estimativa de 30 metros e 50 toneladas[2], enquanto Scott Hartman fez uma estimativa menor, de 27 metros de comprimento e uma massa de 60 a 70 toneladas[3].

Referências

  1. Roach, John (28 de Julho de 2006). «Giant Dinosaur Discovered in Argentina». National Geographic News. Consultado em 1 de Outubro de 2017 
  2. Paul, G.S., 2010, The Princeton Field Guide to Dinosaurs, Princeton University Press p. 206
  3. Hartman, Scott (14 de Junho de 2013). «The biggest of the big». Consultado em 1 de Outubro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.