Argentinossauro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaArgentinossauro
Ocorrência: Cretáceo Superior
97–93.5 Ma
Argentinosaurus DSC 2943.jpg
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Clado: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Sauropodomorpha
Clado: Sauropoda
Clado: Titanosauria
Género: Argentinosaurus
Bonaparte & Coria, 1993
Espécie-tipo
Argentinosaurus huinculensis
Bonaparte & Coria, 1993
Desenho do Argentinosaurus huinculensis.

O argentinossauro (Argentinosaurus huinculensis, do latim "lagarto da Argentina") foi uma espécie de dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu no fim do período Cretáceo. Media por volta de 35 metros de comprimento[1], cerca de 20 metros de altura e pesava algo entre 60 e 90 toneladas.

Descoberta[editar | editar código-fonte]

O argentinossauro viveu na América do Sul e, como seu próprio nome sugere, foi descoberto na Argentina. Em 1987, o fazendeiro Guillermo Heredia encontrou dentro de suas terras, na província de Neuquén, grandes restos que ele confundiu com troncos petrificados. Depois, porém, ele percebeu que aqueles restos eram na verdade enormes ossos. Após a vinda do paleontólogo Rodolfo Coria e a equipe do Museu Carmen Funes, ficou claro que estavam diante de uma espécie desconhecida de dinossauro. Em 1989, as escavações começaram e após dois anos, foram retiradas vértebras, tíbias, costelas e partes da pélvis. Em 1991, um estudo sobre os ossos foi iniciado e, com a ajuda do Dr. José Bonaparte, do Museu de Buenos Aires, o animal pôde ser apresentado à comunidade científica em 1993.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Tamanho do argentinossauro

Em 1994, Gregory S. Paul fez uma estimativa de 30 a 35 metros de comprimento e de 80 a 100 toneladas de massa para o Argentinosaurus[2], mas posteriormente publicou uma estimativa menor, de 30 metros e "mais de 50 toneladas" em 2010.[3] Em 2017, após as descobertas do Patagotitan e do Rukwatitan, Nima Sassani calculou um comprimento de 37 metros e uma massa de aproximadamente 90 toneladas.[4]

Paleobiologia[editar | editar código-fonte]

Como a quantidade de fósseis desse dinossauro é extremamente reduzida, pouco se sabe sobre ele. Habitava a mesma região que o terópode Giganotosaurus.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Argentinosaurus». Prehistoric Wildlife. Consultado em 13 de Abril de 2018. 
  2. S. Paul, Gregory (1994). «Big Sauropods - Really, Really Big Sauropods» (PDF). Consultado em 13 de Abril de 2018. 
  3. S. Paul, Gregory (2010). The Princeton Field Guide to Dinosaurs. [S.l.]: Princeton University Press 
  4. Sassani, Nima (7 de Outubro de 2017). «Argentinosaurus huinculensis Mk. II». Consultado em 13 de Abril de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.