Punch Drunks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Punch Drunks
Trocando as pernas (BR)
 Estados Unidos
1934 • pb • 17 min 
Direção Lou Breslow
Roteiro Moe Howard
Larry Fine
Jerry Howard
Jack Cluett
Elenco Moe Howard
Larry Fine
Curly Howard
Chuck Callahan
William Irving
Jack "Tiny" Lipson
Dorothy Granger
Al Hill
Billy Bletcher
Arthur Housman
Larry McCrath
George Gray
A.R. Heysel
Dorothy Vernon
Género Comédia
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Punch Drunks (br.: Trocando as pernas) é o segundo curta-metragem estrelando o grupo estadunidense de comédia pastelão Os Três Patetas. O trio fez um total de 190 curtas para a Columbia Pictures entre 1934 e 1959.

Em 2002, a comédia foi selecionada para preservação pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos pela sua "significância cultural, estética ou histórica." Foi o único filme dos Três Patetas a receber essa homenagem.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O empresário de boxe Moe (Moe Howard) come uma refeição num restaurante junto com alguns lutadores, os quais estão descontentes com seus serviços. O tímido garçom Curly (Curly Howard) chega ao lugar depois de ter saído para "almoçar" e vai atendê-los. Nesse momento, aparece Larry (Larry Fine), um músico andarilho que aceita tocar seu violino para entreter os clientes, por um prato de sopa. Quando toca a popular canção "Pop Goes the Weasel", Curly se descontrola e nocauteia todos os lutadores de Moe, que fica impressionado. Moe imediatamente contrata Curly como lutador e leva Larry para tocar a música, pois em seu estado normal, Curly não é capaz de lutar contra ninguém. Curly recebe o apelido de "Nocaute Stradivarius" e rapidamente sobe no ranking ao derrotar diversos oponentes e se credencia para a luta pelo campeonato mundial contra "Matador" Kilduff (Al Hill).

Logo no início da luta, Kilduff arremessa Curly na plateia e ele cai em cima de Larry, que fica com seu violino destroçado. Sem a música, Curly não reage aos violentos golpes que recebe e leva uma tremenda surra nos primeiros rounds. Larry sai em disparada tentando encontrar um jeito de tocar a música para Curly. Ele chega com um rádio, mas Curly volta ao normal quando o programa acaba. Larry retorna às ruas e encontra um caminhão com altofalante que tocava um disco com a música. Ele joga o caminhão contra a parede do lugar onde Curly lutava e este, ao ouvir a música, enfim reage e nocauteia o campeão. Ainda enfurecido, ele nocauteia Larry e Moe que tentavam saudá-lo pela vitória, e depois anda em direção a câmera do filme.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • O roteiro do filme foi escrito pelos próprios Três Patetas, creditados como "Jerry Howard (Curly), Larry Fine e Moe Howard". De acordo com Moe, a ideia original tinha sido dele. Com o sucesso desse curta, o estúdio decidiu antecipar a próxima produção da série.[1]
  • O título do filme era A Symphony of Punches mas foi mudado antes do lançamento nos cinemas. Punch Drunks é uma referência a expressão em inglês "punch drunk", que se refere ao lutador que fica com as pernas cambaleantes similar a um bêbado, quando está prestes a cair, afetado pelos golpes sofridos em uma luta. [2]
  • Uma versão colorizada do filme foi lançada em DVD de 2004, na coleção Goofs on the Loose.
  • O curta também se notabiliza por ser uma das poucas vezes em que os Três Patetas aparecem em papeis separados embora depois se juntem em uma equipe para vencerem o campeonato mundial de boxe.
  • Na versão original, a voz de Jerry Howard para seu personagem Curly está mais natural do que a entonação estridente que seria ouvida nos filmes seguintes da série.
  • Essa é a primeira vez que Curly afirma ser uma "vítima das circunstâncias" (victim of soycumstance! (circumstance)), que se tornaria um de seus bordões preferidos, repetido em vários outros filmes da série.
  • Além da canção "Pop Goes the Weasel", Larry toca também "Let's Fall in Love", uma canção que reapareceria na série 23 anos depois, interpretada por Tiny (Muriel Landers) no curta Sweet and Hot.
  • A gag de "Pop Goes the Weasel" foi reencenada por Joe DeRita no filme de longa metragem de 1963 The Three Stooges Go Around the World in a Daze, estrelado pelos Três Patetas.
  • "Pop Goes The Weasel" se tornaria o tema de abertura para o curta Pop Goes the Easel.
  • Essa é a primeira de quatro vezes na série (as outras três vezes são Horses' Collars, Grips, Grunts and Groans e Tassels in the Air) em que o normalmente passivo Curly muda de comportamento e se torna violento ao ver, ouvir ou cheirar algo.
  • A opção de boxe no video game The Three Stooges é baseada na história desse curta. [3]
  • Foi a primeira das nove vezes em que Larry Fine aparece na série tocando seu violino.
  • A corrida de Larry pelas ruas recebe um efeito especial, ao ser acelerado a exibição da cena dando a impressão de maior velocidade. O mesmo é feito quando ele dirige frenéticamente o caminhão com o altofalante.
  • O tema de abertura do curta metragem é uma canção jazzística chamada "I Thought I Wanted You", composta por Archie Gottler que dirigira o curta anterior da série. A primeira parte foi usada em Woman Haters; a segunda parte é ouvida em Men In Black.
  • Na ideia original, a canção "Stars and Stripes Forever" era a escolhida para ser usada na trama, mas o produtor não pagou os direitos autorais então foi substituida por "Pop Goes the Weasel", que estava em domínio público.[4]
  • Uma referência a Punch Drunks aparece no filme de Eddie Murphy chamada Daddy Day Care.

Referências

  1. Howard, Moe. Moe Howard and the Three Stooges. [S.l.]: Citadel Press, 1977, rev. 1979. 73 p. ISBN 0806507233
  2. Solomon, Jon. The Complete Three Stooges: The Official Filmography and Three Stooges Companion. [S.l.]: Comedy III Productions, Inc, 2002. 45 p. ISBN 0971186804
  3. Fletcher, JC (17-04-2008). Virtually Overlooked: The Three Stooges. Página visitada em 11-06-2010.
  4. American Movie Classics Stooge-a-Palooza New Year's Eve Marathon 2009

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]