Renascença (Paraná)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Renascença
"Cidade Modelo

Capital Cultural do Sudoeste"

Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 29/11
Fundação Decreto: 1960

Instalado em 29 de novembro de 1961 (53 anos)

Gentílico renascenseano ou renascencense
Lema A União é a Força
Prefeito(a) Lessir Canan Bortoli (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Renascença
Localização de Renascença no Paraná
Renascença está localizado em: Brasil
Renascença
Localização de Renascença no Brasil
26° 09' 28" S 52° 58' 08" O26° 09' 28" S 52° 58' 08" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Sudoeste Paranaense IBGE/2008 [1]
Microrregião Francisco Beltrão IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Francisco Beltrão, Marmeleiro, Vitorino, Campo Erê Santa Catarina
Distância até a capital 474 km
Características geográficas
Área 425 km² [2]
População 6,986 hab. Censo IBGE/2013[3]
Densidade 0,02 hab./km²
Altitude 698 m
Clima Sub-tropical cta
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,733 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 133 562,802 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ R$ 27,456 96 IBGE/2014[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.renascenca.pr.gov.br

Renascença é um município brasileiro do estado do Paraná. Localiza-se a uma latitude 26º09'29" sul e a uma longitude 52º58'08" oeste, estando a uma altitude de 700 metros. Segundo o IBGE, a população em 2010 era de 6.812 habitantes, sendo que a distribuição da população é de 3.485 hab. na zona urbana e 3.327 na zona rural. Possui uma área total de 424,7938 km².

Origem Histórica[editar | editar código-fonte]

Renascença se originou da união de dois distritos: o Distrito de Vargem Bonita pertencente a Pato Branco e o Distrito de Renascença pertencente a Clevelândia.Como toda a região sudoeste, foi ocupada principalmente por emigrantes do sul do país, motivados pela abundância de terra e pela facilidade de aquisição.Essa imigração ocorreu em meados da década de 30.

Renascença foi criado pelo decreto estadual nº4.245 de 25 de Junho de 1960, assinada por Moisés Lupion que governou o Paraná de 1956 a 1961. Essa lei foi instaurada em 29 de novembro de 1961, data dada como aniversário do município.

Topônimo ou origem do nome[editar | editar código-fonte]

Informações do site da Prefeitura Municipal registram que segundo relatos do Sr João Padilha que foi o 1º secretário da prefeitura, um tal Martins que tinha terras na região do Jaracatiá em Francisco Beltrão, certa vez passando com a “safra” de porcos por aqui, parou para descansar e depois seguir para Clevelândia, quando observou que aqui estavam sendo construídas várias casas simultaneamente e então disse que este lugar estava Renascendo.

Mais tarde quando este mesmo Martins, foi vereador de Clevelândia, foi criado nessa região 2 distritos: um que pertencia Pato Branco e se chamava Vargem Bonita e o que pertencia a Clevelândia estava sem nome, daí o Sr. Martins lembrou-se das construções que aqui havia presenciado e deu a ideia de chamar o Distrito de Renascença, certamente também influenciado pela revolução artística e cultural da Renascença Italiana, uma vez que Martins estudado em Curitiba e era um homem muito culto.

Renascença vem do Francês "renaissance", que significa mudança ou renascer

Personalidades Históricas[editar | editar código-fonte]

[6]

Abaixo, segue uma lista de personalidades, as quais nomeiam a cidade.

Padre José Junior Vicente[editar | editar código-fonte]

Missionário Saletino, Padre Vicente teve uma grande importância para o município como um todo e em varias áreas.

Na Educação, sua contribuição foi a criação do primeiro colégio de Renascença em 1965. Foi fundado com o nome de Ginásio Cristo Rei, e suas instalações ficavam onde hoje se encontra a Igreja Matriz. Mas tarde, com a ajuda da CNEG(Companhia Nacional de Escolas Gratuitas), as instalações passaram onde atualmente o colégio se encontra, e a direção pertenceu a Padre Vicente até 1969.

Desde 2011 o colégio passou a se denominar Colégio Estadual de Renascença Padre José Junior Vicente, como forma de homenagem ao Missionário.

Na Saúde, foi grande sua contribuição para os leprosos. Naquela época, por não haver cura os doentes eram excluídos e viviam isolados. Juntamente com Lurdes Terezinha Zanini, Padre José cuidava dos leprosos de toda a região. Muitos dos pioneiros que aqui vivem, falam de curas que o Padre realizava, e até hoje, Ele é tido como Santo de devoção popular.

Na religião, sua obra foi a mais visível de todas, com a idealização do Santuário de Nossa Senhora da Salete. Há no Parque Municipal - Lago Yara, um museu religioso batizado com seu nome.

Lourdes Terezinha Zanini[editar | editar código-fonte]

De família pioneira no município, D. Lourdes exerceu sua vida inteira para a saúde no município. Como dito anteriormente, juntamente com Padre Vicente, Lourdes cuidava de leprosos, em uma época onde o contato físico era o principal meio de contagio, e a doença não tinha cura. Atuou como enfermeira do Centro Municipal de Saúde até 2012, ano de seu falecimento.

Atualmente seu nome está nomeando Centro de Saúde, como Centro Municipal de Saúde Lourdes Terezinha Zanini, como forma de homenagem pelo seu importante trabalho por toda a região.

Professora Ida Kummer[editar | editar código-fonte]

Uma das principais professoras do município, Ida Kummer foi a idealizadora da Escola Municipal, que atendia e atende alunos do ensino fundamental 1. Sendo a única do município, a escola atende aproximadamente 800 alunos, do primeiro ao quinto ano do fundamental. Desde 2014, a escola é toda atendida pelo material de apoio Positivo, sendo o único colégio público da região a ter material gratuito para todos seus alunos.

Seu nome está nomeando o colégio que ela ajudou a fundar, como Escola Municipal Professora Ida Kummer.

Prefeito Mario Nardi[editar | editar código-fonte]

Mario Nardi nomeia o Ginásio Municipal. Mario Nardi é uma importante personalidade política de Renascença, foi vereador e depois Prefeito Municipal de Renascença no mandato de 1982 a 1988. De família pioneira oriunda do Rio Grande do Sul, foi contador, professor, compósitos, e ocupou diversos cargos na administração Pública. Em seu mandado Renascença passou por um importante processo de desenvolvimento, com a construção da atual Prefeitura Municipal, o Ginásio Municipal de esportes que leva o seu nome, agencia de rendas onde hoje se encontra a Emater local, ainda inúmeras obras de calçamento da cidade, abertura e manutenção de estradas. Também foram instalados os Assentamentos Rurais e a construção da maioria das escolas de ensino primário do interior do Município. Teve como vice Prefeito, Arlindo Lazzarini.

Prefeito Ivaldino Gobbi[editar | editar código-fonte]

Ivaldino Gobbi está nomenado a Praça Municipal. Não foi encontrado registro do histórico até a ultima edição dessa página

Prefeito Geraldo Giacominni[editar | editar código-fonte]

Geraldo Giacominni nomeia o Centro de Eventos Municipal, ou Theatro Renascer. Ele ficou na administração municipal de 2004 á 2008, inaugurando o então Centro de Eventos, que está localizado no Parque Yara. O centro de eventos recebeu seu nome em 2013, 3 anos apos seu falecimento.

[editar | editar código-fonte]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Renascença se encontra ao centro do sudoeste do Paraná, na latitude 26º09'29" sul e uma longitude 52º58'08" oeste.Para muitos fica numa localização privilegiada pois se situa entre as principais cidades do Paraná e perto do estado de Santa Catarina, fica cerca de 80 km da divisa da Argentina, e de 300 km da divisa com Paraguai.Dentre essas cidades importantes do Paraná fica a 18 km de Francisco Beltrão, 140 km de Cascavel, 290 km de Foz do Iguaçu, 20 km de Santa Catarina, 474 da Capital Curitiba e 200 km do Rio Grande do Sul.

A área total do município é de 432 km², e somete 5 km² é de área urbana.O município faz divisa com os municípios de Marmeleiro, Francisco Beltrão, Pato Branco, Vitorino, Bom Sucesso do Sul (Paraná) e Campo Ere e São Lourenço D'Oeste (Santa Catarina).

Geologia[editar | editar código-fonte]

Renascença fica sobre um derrame basáltico antigo, no Terceiro Planalto do Paraná também chamado de Planalto de Guarapuava. O solo é basicamente composto de Latossolo Distrofico Roxo de textura argilosa. A terra é chamada de terra vermelha, pelo seu forte tom avermelhado, propicio para o cultivo de soja e milho.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O relevo de Renascença é bastante variável, nos lugares mais altos chega a 700 metros acima do nível do mar e nos lugares mais baixos chega a 500 metros acima do nível do mar.

Clima[editar | editar código-fonte]

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Renascença (1974-2007) Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima absoluta (°C) 36,4 36,2 37,4 33,8 31,9 31,0 30,0 34,0 35,7 35,4 38,3 38,2 38,3
Temperatura máxima média (°C) 30,3 29,9 29,4 26,3 22,5 21,0 21,3 23,5 24,3 26,8 28,3 29,7 26,1
Temperatura mínima média (°C) 18,5 18,2 17,1 14,2 10,6 9,4 8,9 10,2 11,9 14,5 15,8 17,6 13,9
Temperatura mínima absoluta (°C) 8,0 8,7 3,4 1,0 -0,2 -4,2 -5,0 -2,4 -0,4 3,3 4,8 8,6 -5,0
Precipitação (mm) 185 176 133 164 193 163 135 109 166 251 185 167 2 027
Fonte: IAPAR[7] 15 de Outubro de 2008.

O clima predominante em Renascença na classificação Koppen é Cfa(temperado, com invernos amenos com temperatura superior e -3 graus, e verões quentes chegando a 22º).O município sofre com a ação dos ventos, pois se encontra em cima de montanhas, não tendo nada para segurar, exceto o extremo centro da cidade, ficando em uma depressão também conhecido como baixada do Rio Calcanhar, o único que passa no centro de Renascença. Renascença é a 3ª cidade mais fria do sudoeste, perdendo apenas para Palmas e General Carneiro.[carece de fontes?]

Verões[editar | editar código-fonte]

O verão é muito quente e chuvoso, mas raramente passando dos 35º graus,o recorde registrado da temperatura mais alta foi de 38.5º graus em 1985. No verão é comum chuvas de fim de tarde, quando se combinam a umidade e o calor, formando as nuvens de chuva geralmente acompanhados de raios, ventos e pedras de gelo.

Invernos[editar | editar código-fonte]

O inverno se apresenta-se como uma estação mais seca, chovendo apenas com a passagens de frentes frias vindo do centro do país. A temperatura pode chegar a -10º graus, a último registro de neve foi em 1975.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O turismo de Renascença não apresenta importância significativa na economia municipal. Uma vez que ele é de pequeno porte e não apresenta estrutura para visitantes. Destacam-se as festas tradicionais do município, entre elas festas religiosas e culturais. Em termos de infraestrutura municipal, o turismo poderia ser bem mais explorado, já que ela apresenta grandes espaços públicos a cidade já é conhecida por sua cultura.

Abaixo, a lista de lugares e festas turísticas do município.

Parque Yara - Lago Municipal[editar | editar código-fonte]

Um dos pontos mais conhecidos da região, o Parque Yara foi inaugurado em 2004 pelo prefeito em exercício José Krestineuk. Foi o primeiro lago turístico de todo sudoeste e serviu de modelo para varias cidades. Apresenta uma ampla estrutura para eventos e esportes. O lago localizado ao centro do Parque, tem uma extensão média de 1.400 metros, e toda sua pista é asfaltada para facilitar a caminhada dos turistas. Ao seu entorno são encontradas aparelhos para ginastica ao ar livre, e durante todo o ano, a prefeitura destina um profissional de Educação física para o acompanhamento da população que utiliza o espaço para atividades físicas.

Em toda sua estrutura, é encontrado no Parque o Teatro Geraldo Giacominni, sendo considerado o um dos melhores do Paraná. O Teatro de Arena Renascer, composto por palco e arquibancada. O Mirante que dá visão de quase todo Parque. O Museu Religioso do Sudoeste, com um acervo de mais de 5.000 peças em exposição. Pista de caminhada e corrida, equipamentos para ginastica ao ar livre, estacionamento, espaço para shows ao ar livre, Casa do Papai Noel e espaços para recreação.

O Lago é o ponto de encontro de varias pessoas aos finais de semana, dentre elas varias de outros municípios vizinhos. Durante a semana é grande sua utilização para caminhadas e ao final do ano o passa a abrigar o maior natal da Região.

Museu Religioso do Sudoeste - Padre José Junior Vicente[editar | editar código-fonte]

Santuário de Nossa Senhora da Salette[editar | editar código-fonte]

Praça Municipal Ivaldino Gobbi[editar | editar código-fonte]

Centro de Eventos Prefeito Geraldo Giacominni[editar | editar código-fonte]

Santuário de Nossa Senhora Aparecida[editar | editar código-fonte]

Paróquia Cristo Rei[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. Pacce, Darcy Antonio. Renascença - Causos e um pouco de sua história. 1 ed. Francisco Beltrão: Gráfica Assesoar, 1991. p. 07-56.
  7. Instituto Agronômico do Paraná - IAPAR [1]