Roberta Estrela D'Alva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Roberta Estrela D'Alva.jpg

Roberta Marques do Nascimento, conhecida como Roberta Estrela D'Alva (Diadema, 18 de fevereiro de 1978), é uma atriz, pesquisadora, produtora cultural e poetisa brasileira[1].

Formou-se em Artes Cênicas pela USP e fez mestrado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Fundou a primeira companhia de teatro hip-hop do Brasil, o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos. Publicou em 2014 o livro Teatro Hip-Hop, a Performance Poética do Ator-MC (Editora Perspectiva)[2].

Foi uma das pioneiras no Brasil do poetry slam, uma competição de poesia falada entre rappers, ao fundar a Zona Autônoma da Palavra (ZAP!)[3], depois de ter conquistado o terceiro lugar na 8ª Copa do Mundo de Slam, em Paris, em 2011. Em 2012, venceu uma competição disputada no Green Mill Jazz Club de Chicago, berço do slam[4]. É curadora do Rio Poetry Slam, que acontece anualmente na Festa Literária das Periferias, no Rio de Janeiro.

Ganhou o Prêmio Shell de melhor atriz em 2012[carece de fontes?] pela sua atuação no espetáculo Orfeu Mestiço, Uma Hip–Hópera Brasileira.[carece de fontes?]

Referências

  1. Roberta Marques do Nascimento (Roberta Estrela D'alva). Museu da Pessoa
  2. Roberta Estrela D’Alva é a nova apresentadora do Manos e Minas. Notícias da TV Brasileira, 15 de junho de 2016
  3. Estrela D'alva Arquivado em 6 de junho de 2015, no Wayback Machine.. Brasileiros, 18 de novembro de 2011
  4. Roberta Estrela D'alva vence slam internacional. Miração Filmes, 3 de novembro de 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre hip hop, integrado ao Projeto Hip hop é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.