Ryse: Son of Rome

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ryse: Son of Rome
Desenvolvedora Crytek
Publicadora(s) Microsoft Studios
Designer Cevat Yerli
Motor CryEngine 3
Plataforma(s) Xbox One, PC
Data(s) de lançamento 22 de novembro de 2013
Gênero(s) Ação-aventura
Modos de jogo Single-player, Multiplayer
Número de jogadores 1 ou 2 jogadores
Mídia Blu-Ray e Download
Hardware
Resolução 900p[1]

Ryse: Son of Rome (anteriormente conhecido como Codename Kingdoms e Ryse) é um jogo eletrônico de ação e aventura desenvolvido pela empresa alemã Crytek e publicado pela Microsoft Studios para o Xbox One. O jogo foi lançado junto com o Xbox One, dia 22 de novembro de 2013.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O jogo se passa na Roma Antiga em que o personagem se chama Marius Tito. Ele terá de trabalhar com a infantaria romana, dando comandos para eles, bem como evento em tempo rápido de finalização controlados durante o combate. É uma história fictícia no mundo alternativo que não é historicamente preciso tanto na história ou as armas mostradas e táticas. A história segue a vida de Marius desde a infância para se tornar um líder no exército romano. A história é descrita como um "um conto épico de vingança abrangendo toda uma vida". Crytek confirmou 15 personagens de nível herói com os mesmos detalhes de Marius.[2] Os jogadores controlam Marius usando o controlador e, simultaneamente, controlam sua legião através de comandos de voz do Kinect.

Haverá também multiplayer co-op,[3] onde os jogadores lutam entre si.Um jogo muito aconselhavél e assimilado com Shadow of Rome e outros.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Durante a conferência da Microsoft na E3 de 2011, Ryse foi anunciado entre outros títulos exclusivos do Xbox One. O anúncio implicou um trailer pré-renderizado com menor jogabilidade.[4]

Em junho de 2012, Phil Spencer, vice-presidente corporativo da Microsoft Studios, afirmou que o jogo ainda estava em desenvolvimento. Quando perguntado se ainda era um jogo de Kinect, Spencer respondeu: "Kinect será parte do jogo, com certeza", levando à especulação de que ele não era mais um jogo só de Kinect.[5]

Em maio de 2013, após o anúncio do Xbox One, Ryse foi confirmado para ser um exclusivo para o novo console.[6] Em junho de 2013, na conferência na E3 da Microsoft, a Crytek mostrou um vídeo gameplay. Kinect não faz mais parte do combate ativo, mas tem um papel, fornecendo comandos esquadrão através da fala e do gesto.

Referências

  1. Wesley Yin-Poole. Crytek boss discusses Xbox One exclusive Ryse's 900p resolution Eurogamer.net.
  2. "RYSE: Son of Rome: “The Man Ass is TOO Realistic” Developer Interview", Pure. Página visitada em 10 de julho de 2012.
  3. Ryse Co-Op Multiplayer Revealed
  4. Contact Stephen Totilo: Comment (2011-06-06). Crysis Creators Making Ryse, the Kinect Game for the Hardcore Kotaku.com. Visitado em 2011-12-02.
  5. Ludwig Kietzmann. Crytek's Ryse still in the works, Kinect will be 'part of it'", Joystiq.com.
  6. Wesley Yin-Poole. Crytek's Ryse confirmed as an Xbox One exclusive Eurogamer.net.


Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.