Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cabo Espichel-Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel

O Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel, também conhecido por Santuário de Nossa Senhora da Pedra de Mua, situa-se no Cabo Espichel, concelho de Sesimbra, freguesia do Castelo, Distrito de Setúbal.

História[editar | editar código-fonte]

Há mais de 600 anos, em meados do século XIV, foi construída uma ermida para guardar uma imagem da Virgem, venerada há muito em cima do rochedo onde foi encontrada. À sua volta foram crescendo modestas casas para receber os peregrinos que aqui a demandavam, dando mais tarde (1715) lugar à construção das hospedarias com sobrados e lojas, também conhecidas por Casa dos Círios.

Ao Santuário da Senhora. do Cabo afluiram desde a Idade Média vários e numerosos grupos de círios (grandes grupos de peregrinos, organizados em romarias colectivas). Foi ao designado Círio Saloio (iniciado em 1430 e constituído por 30 freguesias da zona a norte de Lisboa, reduzidas a 26 no séc. XVIII) que coube a construção de grande parte das hospedarias, conforme se pode ler numa lápide na parede das hospedarias do lado norte: "Casas de N. Sra. de Cabo feitas por conta do Sírio dos Saloios no ano de 1757 p. acomodação dos mordomos que vierem dar bodo".

Conjunto arquitectónico do Santuário[editar | editar código-fonte]

Terreiro - Cabo Espichel- Sesimbra
Cruzeiro - Cabo Espichel - Sesimbra

A Igreja de Nossa Senhora do Cabo, iniciada em 1701 e sagrada em 1707, está de costas para o mar. O interior da igreja é decorado com mármores coloridos e um tecto pintado em arquitectura perspectivada, da autoria de Lourenço da Cunha (1740). . Também no interior da igreja encontra-se um órgão com características de finais do séc. XVIII/princípios do séc. XIX, eventualmente feito na oficina de Joaquim António Peres Fontanes.

De cada lado da igreja há uma fila de alojamentos para peregrinos, chamados Casa dos Círios ou simplesmente Hospedarias, que formam o terreiro ou arraial. No seu início ergue-se um cruzeiro, local onde começa verdadeiramente o Santuário.

Junto à igreja fica a Ermida da Memória, um pequeno templo implantado na escarpa do promontório, com silhares de painéis de azulejos azuis e brancos historiados, do séc. XVIII. No exterior encontram-se dois registos azulejares, muito degradados.

Junto às hospedarias ficam as ruínas da Casa da Ópera, edificada pelo círio de Lisboa.

Fora do espaço propriamente dito do Santuário de Nossa Senhora do Cabo, mas ainda dentro do conjunto, encontram-se a Casa da Água e o Aqueduto do Cabo Espichel, edificações muito importantes para o Santuário pois levavam até este água potável.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.