Monumento Natural da Pedreira do Avelino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Monumento Natural da Pedreira do Avelino
Localização Cabo Espichel
Dados
Área 1,66 ha
Criação 7 de maio de 1997 (22 anos)
Gestão Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade

O Monumento Natural da Pedreira do Avelino é uma jazida de médias dimensões onde foram identificadas pegadas de saurópodes,[1][2] algumas das quais foram retiradas por molde e depositadas na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. O monumento localiza-se perto do Cabo Espichel, freguesia do Castelo em Sesimbra.

São igualmente visíveis trilhos deixados por herbívoros quadrúpedes do Jurássico Superior numa área de cerca de 150 m2 de calcário compacto, com cerca de 60 cm de espessura, inclinada a 30º para norte.

As pegadas terão ficado impressas durante o Jurássico Superior (140-130 milhões de anos), momento em que junto das lagoas prosperava a vegetação, mantendo-se acumulações de água que atraíam dinossáurios herbívoros e carnívoros.

Nesse momento os sedimentos encontravam-se ainda dotados de alguma plasticidade mas já suficientemente consolidados, pelo que a pata do dinossauro, ao exercer um peso de 3 a 5 toneladas, deixou a sua marca impressa. Em cada uma delas encontra-se perfeitamente visível o rebordo saliente da lama sob a pressão da pata do animal.

Referências

  1. «Setúbal Península Digital:: Monumentos Naturais - Monumento Natural - Pedreira do Avelino». www.setubalpeninsuladigital.pt. Consultado em 23 de abril de 2009 
  2. «Pedreira do Avelino - ICNPortal». portal.icnb.pt. Consultado em 23 de julho de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre ambiente é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.