Scream 4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Scream 4
Gritos 4 (PT)
Pânico 4 (BR)
 Estados Unidos
2011 •  cor •  111 min 
Direção Wes Craven
Roteiro Kevin Williamson
Gênero Terror
Distribuição Dimension Films
Lançamento 15 de abril de 2011
Idioma Inglês
Orçamento US$ 59.5 milhões
Receita US$ 101 338 686 [1]
Cronologia
Scream 3
Scream (série de televisão)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Scream 4 (Pânico 4 (título no Brasil) ou Gritos 4 (título em Portugal)) é um filme norte-americano do gênero terror, dirigido por Wes Craven, que estreou em 2011.

Trata-se da quarta e última parte da bem-sucedida série cinematográfica Scream, de 1996.


Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

No décimo quinto aniversário dos assassinatos originais de Woodsboro, os estudantes Jenny Randall e Marnie Cooper são atacados e brutalmente assassinados por um novo Ghostface. No dia seguinte, Sidney Prescott retorna a Woodsboro para promover seu novo livro, Out of Darkness, com sua publicitária Rebecca Walters. Depois que a evidência é encontrada no carro alugado de Sidney, Sidney se torna um suspeito nos assassinatos e deve permanecer na cidade até que os assassinatos sejam resolvidos. A prima adolescente de Sidney, Jill, que está lidando com a traição de seu ex-namorado, Trevor Sheldon, recebe um telefonema ameaçador de Ghostface. Ela e suas amigas, Olivia Morris e Kirby Reed, são questionadas sobre seus telefonemas por Dewey Riley, que agora é o xerife da cidade, enquanto um de seus deputados, Judy Hicks, o auxilia no caso. Enquanto isso, a esposa de Dewey, Gale Weathers-Riley, está lutando com o bloqueio do escritor. Ela desiste da escrita e decide investigar o assassinato em seu lugar.

Sidney fica com sua tia Kate Roberts. Mais tarde naquela noite, Olivia, que vive ao lado de Jill, é atacada e morta por Ghostface enquanto Jill e Kirby assistem com horror. Sidney e Jill correm para salvar Olivia, mas o assassino os machuca e foge. Sidney e Jill são levadas para o hospital. Mais tarde, na garagem do hospital, Ghostface assassina Rebecca. Gale, tentando resolver os assassinatos, pede a ajuda de dois fanáticos do cinema da escola Charlie Walker e Robbie Mercer, que explicam que o assassino está usando as regras dos remakes de filmes para assassinar. Charlie conclui que o assassino provavelmente irá atacar uma festa que está sendo realizada naquela noite. Gale vai para a festa para investigar. Ghostface ataca ela, mas foge quando Dewey chega. Dewey a leva para o hospital. Na casa de Jill, Sidney descobre que os policiais designados para vigiar a casa estão mortos. Ela também descobre que Jill deixou a casa e foi para Kirby's. Sidney vai falar com Kate, mas o assassino aparece e persegue Kate e ela. Na tentativa subsequente de impedir que Ghostface entre na casa, Kate é esfaqueada e morta. Depois que a deputada Judy Hicks chega, Sidney corre para a casa de Kirby para salvar Jill sozinha.

Jill, Kirby, Charlie, Robbie e Trevor estão na casa de Kirby quando Ghostface aparece e apunhala e mata Robbie bêbado. Sidney chega à casa. Kirby é forçado a responder trivia do filme de terror para salvar Charlie, que está amarrado fora. Sidney vai subir para encontrar Jill, prometendo voltar para Kirby. Depois que Kirby responde às perguntas de Ghostface, ela sai para desatar Charlie, acreditando que ela ganhou o jogo. Ele inesperadamente esfaqueia no estômago e revela-se como Ghostface, antes de deixá-la morta. Sidney é então atacado por Charlie e esfaqueado por um segundo Ghostface, que se revela como Jill. Ela e Charlie explicam que eles cometeram os assassinatos como parte de um remake dos primeiros assassinatos. Jill ainda revela que ela fez isso por causa da raiva e ciúme da fama de Sidney e ela quer a atenção que Sidney tem para sobreviver aos assassinatos. Eles também revelam que eles pretendem enquadrar Trevor como Ghostface. Charlie então puxa Trevor para fora do armário; Jill mata Trevor atirando nele na virilha e depois na cabeça. Charlie pede Jill para esfaqueá-lo não fatalmente para fazê-los parecer vítimas; Jill responde apunhalando-o até a morte, com a intenção de prendê-lo como cúmplice de Trevor e tornar-se o único sobrevivente. Jill apunhala Sidney novamente antes de se machucar para fazer parecer que Trevor a atacou. Mais tarde, Dewey, Judy e o resto da polícia tropeçam na carnificina.

Jill é levada ao hospital. Depois de descobrir que Sidney sobreviveu, ela vai para seu quarto para acabar com ela. Dewey, Gale e Judy intervêm, tendo sido informados por um detalhe sobre a lesão de Gale que Jill de alguma forma sabia. Jill subjuga todos os socorristas de Sidney com a arma de Dewey, o que dá a Sidney a chance de eletrocutar Jill antes de atirar no peito, finalmente matando-a. Dewey telefona em todas as unidades policiais, como os repórteres de mídia fora de forma imprecisa confirma Jill como o herói "única sobrevivência" e um "herói, para a direita fora dos filmes" dando Jill os quinze minutos de fama que ela tão desesperadamente ansiava.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Confirmação do elenco[editar | editar código-fonte]

Cox e Arquette foram os primeiros a retornar à franquia[3]. Em setembro de 2009, Campbell foi confirmada. Kevin Williamson confirmou que Cotton Weary, personagem de Liev Schreiber não iria retornar à franquia. Em maio de 2010, Hayden Panettiere e Rory Culkin assinaram contrato[4]. Ashley Greene estava em negociações para viver a protagonista Jill, mas de última hora, Emma Roberts foi contratada[5]. Lake Bell desistiu do papel da policial Judy Hicks e Marley Shelton a substituiu. Lauren Graham também saiu do elenco quando soube que sua personagem foi alterada e teria pouca participação no filme[6]. Então a atriz Mary McDonnell entrou em seu lugar[7]. No começo de junho de 2010, Nico Tortorella anunciou pelo twitter que iria interpretar Trevor Sheldon. Marielle Jaffe e Anthony Anderson foram confirmados também. Após o inicio das gravações, Erik Knudsen, Adam Brody e Alison Brie também foram confirmados no quarto filme. Faltando poucos dias para o fim das gravações, Kristen Bell e Anna Paquin[8] entraram no elenco, e Lucy Hale e Shenae Grimes confirmaram que fariam cameos (participações especiais). Aimee Teegarden e Brittany Robertson também foram confirmadas logo em seguida.

Filmagens[editar | editar código-fonte]

Com o orçamento de US$40 milhões, as filmagens começaram em 28 de julho, em Ann Abor e terminaram em 24 de setembro em Northville. Em fevereiro de 2011, Alison Brie, Aimee Teegarden e Brittany Robertson regravaram suas cenas.[9]

Realização[editar | editar código-fonte]

Foram feitos testes em Pittsburgh em janeiro, que tiveram boas revisões pelos fãs que assistiram.[10] O filme estreou no Brasil em 15 de abril de 2011, com cópias dubladas e legendadas.[11][12]

Lançamento em DVD[editar | editar código-fonte]

Após uma arrecadação de pouco mais de US$ 95 milhões nos cinemas, a Imagem Filmes decidiu que lançariam o DVD do filme no Brasil no dia 24 de Agosto de 2011, numa quarta feira[13].

Recepção[editar | editar código-fonte]

No Rotten Tomatoes tem uma classificação de 59% com o consenso crítico do site dizendo: "A franquia está mostrando a sua idade, mas Scream 4 é inegavelmente uma melhoria em relação ao seu antecessor, com um meta de humor suficiente e morte inteligente".[14] O Metacritic, que atribui uma pontuação média ponderada, dá ao filme uma 52 de 100 pontos, com base em 32 críticos, indicando "avaliações mistas ou média".[15] Roger Ebert deu ao filme duas de quatro estrelas, criticando o filme por usar a fórmula clichê do gênero slasher, mas cumprimentando a direção de Craven e o diálogo de Williamson.[16]

Sequência cancelada e a morte de Wes Craven[editar | editar código-fonte]

O produtor do filme Bob Weinstein afirmou que Scream 5 que seria o quinto filme da franquia mas foi cancelado. O legado do vilão Ghostface vai viver através de Scream (série de televisão) exibida pela MTV Americana desde o dia 30 de junho de 2015 até o dia 1º de setembro de 2015, período que foi ao ar a 1ª temporada composta por 10 episódios, e já está renovada para o ano de 2016. Wes Craven afirmou em 2011 que faria ‘Pânico 5‘ se o quarto fosse bem recebido nas bilheterias e pelos críticos. A recepção da crítica foi ótima, mas a arrecadação nos cinemas deixou a desejar: faturou US$ 38,1 milhões (US$ 101 milhões mundialmente), com orçamento de US$ 40 milhões.[17]

Wes Craven (diretor da franquia no cinema e adaptador da série) morreu dia 30 de Agosto de 2015 em Los Angeles na Califórnia vítima de um câncer no cérebro.[18]

Referências

  1. «Scream 4 (2011)» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Parâmetro desconhecido |punlicado= ignorado (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Filme / DVD - Pânico 4 (Scream 4) - 2011 -InterFilmes.com». Consultado em julho de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «Dimension goes back to its roots - Variety» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Roberts, Panettiere join 'Scream' cast - Variety» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Ashley Greene Offered Scream 4's Lead - Empire» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Lauren Graham Says "So Long" to 'Scream 4 - FEARnet» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. «Exclusive: Mary McDonnell, Alison Brie Join 'Scream 4 - The Wrap» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Pânico 4: Foto revela a participação de Anna Paquin e Kristen Bell - Omelete». Consultado em setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  9. «Scream 4' director Wes Craven on the horror flick resuming production: 'They're not reshoots' -- Exclusive» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  10. «"Early Buzz: 'Scream 4'". /Film.» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. «"Scream 4 Coming to Theaters April 15, 2011". ComingSoon.net» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. «"'Scream 4': Watch the star-studded premiere red carpet arrivals here!"» (em inglês). Consultado em outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. «CinePOP». Consultado em setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. «Scream 4 (2011)». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  15. «Scream 4». Metacritic (em inglês). Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  16. «Scre4m :: rogerebert.com :: Reviews». Chicago Sun-Times (em inglês). Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  17. Marafon, Renato. «'Pânico 5' não vai acontecer | CinePOP Cinema». .:.:. CinePOP .:.:. Cinema e Filmes. Consultado em 31 de agosto de 2015 
  18. Citação vazia (ajuda) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]