Serviço Aéreo do Exército dos Estados Unidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde julho de 2014). Ajude e colabore com a tradução.
Insígnia do Serviço Aéreo.

O Serviço Aéreo do Exército dos Estados Unidos, (do inglês Air Service, United States Army[1] ), também conhecido como Serviço Aéreo dos Estados Unidos, ou depois do seu estabelecimento legal em 1920, simplesmente Serviço Aéreo, foi um precursor da Força Aérea dos Estados Unidos durante e depois da Primeira Guerra Mundial. Ele foi criado como um ramo independente e temporário do Departamento de Guerra por dois decretos do Presidente Woodrow Wilson: um em 24 de maio de 1918, substituindo a Seção de Aviação do Signal Corps como "força aérea" nacional; e outro em 19 de março de 1919, estabelecendo um Diretor militar do Serviço Aéreo para controlar todas as atividades da aviação.[2] A sua existência foi estendida por mais um ano em julho de 1919, quando o Congresso aprovou a legislação necessária para fazer dele uma organização permanente. O National Defense Act de 1920, atribuiu ao Serviço Aéreo o status de "Arma de Combate" do Exército, com um major-general no comando.[3]

Na França, o Serviço Aéreo das Forças Expedicionárias Americanas iniciaram as operações de combate na primavera de 1918. Ao final da Guerra, o Serviço Aéreo tinha usado 45 esquadrões para cobrir 137 km de frente de batalha, de Pont-à-Mousson a Sedan. Foram creditados a 71 pilotos do Serviço, o abate de cinco ou mais aviões alemães. No geral, o Serviço Aéreo destruiu 756 aviões e 76 balões em combate. Dezessete regimentos de balão também operaram na frente de batalha, realizando 1.642 ascensões de combate. 289 aviões e 48 balões foram perdidos na campanha.

O Serviço Aéreo foi a primeira forma de "força aérea" a ter uma estrutura organizacional e identidade independentes. Apesar de seus oficiais manterem patentes de outros ramos, depois de maio de 1918, a sua designação em correspondências oficiais quando designados para a aviação mudou de "ASSC" (Aviation Section, Signal Corps) para "AS, USA" (Air Service, United States Army).[4] Depois de 1 de julho de 1920, todos passaram a ser considerados membros do ramo Serviço Aéreo, recebendo novas patentes. Durante a Guerra, as responsabilidades sobre o Serviço Aéreo foram divididas entre duas agências coordenadoras: o Departamento de Aeronáutica Militar (DMA) e o Birô de Produção de Aeronaves (BAP), cada uma se reportando diretamente ao Secretário de Guerra, criando um comando dividido sobre a aviação militar, dificultando o seu gerenciamento e controle.

Os sete anos de história do Serviço Aéreo no pós-guerra foi marcado por um longo debate entre os que apoiavam o "poder aéreo" e os que apoiavam os serviços militares tradicionais sobre as vantagens de uma "Força Aérea" independente. Aviadores como o Brigadeiro Billy Mitchell apoiavam o conceito. A liderança do exército da Primeira Guerra Mundial, a Marinha, e a maioria dos líderes políticos eram favoráveis a integrar a aviação militar ao exército e à marinha já existentes, e ainda contaram com a onda de pacifismo depois da Guerra que reduziu drasticamente o orçamento militar. O Serviço Aéreo foi redesignado como Corpo Aéreo do Exército em 1926.

Evolução da Força Aérea dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Craven and Cate Vol. 1, p. 9
  2. Greer, Thomas H.. USAF Historical Study 89, The Development of Air Doctrine in the Army Air Arm, 1917–1941. Maxwell Air Force Base: Center For Air Force History, 1985. Página visitada em 10 Nov 2010., p. 149, Appendix 2 Redesignations of the Army Air Arm, 1907-1942.
  3. Finney, Robert T. (1955). USAF Historical Studies No. 100: History of the Air Corps Tactical School, Center for Air Force History, March 1955 edition, pp. 4–5.
  4. Maurer, Maurer, ed. (1978). The U.S. Air Service in World War I, "Volume II: Early Concepts of Military Aviation", Diane Publishing, ISBN 1-4289-1604-0, pp. 105 and 240.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

(1948). Volume One - Plans and Early Operations: January 1939-August 1942

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

 
Secretarias do Departamento de Defesa dos EUA
Flag of the United States
Selo do Departamento de Defesa dos EUA Secretário de DefesaSecretário de Defesa Adjunto

Selo do Exército dos EUA Secretário do ExércitoSelo da Marinha dos EUA Secretário da MarinhaSelo da Força Aérea dos EUA Secretário da Força Aérea

 
Forças Armadas dos Estados Unidos
Bandeira dos Estados Unidos
Selo do Exército dos Estados Unidos Exército (US Army) | Selo da Marinha dos Estados Unidos Marinha (US Navy) | Selo da Força Aérea dos Estados Unidos Força Aérea (US Air Force)

Selo dos Fuzileiros dos Estados Unidos Fuzileiros (US Marine Corps) | Selo da Guarda Costeira dos Estados Unidos Guarda Costeira (US Coast Guard)

Ícone de esboço Este artigo sobre aeronáutica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.