Síndrome de tensão pré-menstrual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tensão pré-menstrual)
Ir para: navegação, pesquisa
Síndrome de tensão pré-menstrual
Os sintomas de tensão pré-menstrual manifestam-se durante a fase luteínica do ciclo menstrual
Classificação e recursos externos
CID-10 N94.3
CID-9 625.4

Síndrome de tensão pré-menstrual é o conjunto de sintomas físicos e emocionais que ocorrem entre uma a duas semanas antes de um período menstrual. Os sintomas muitas vezes variam de mulher para mulher e deixam de se manifestar assim que tem início a menstruação. Entre os sintomas mais comuns estão o acne, mamas doridas, sensação de inchaço, cansaço, irritabilidade e alterações de humor. Os sintomas manifestam-se em média durante seis dias. O padrão de sintomas da mesma mulher pode-se alterar ao longo do tempo.[1] Os sintomas não se manifestam durante a gravidez ou após a menopausa.[2]

Para que seja diagnosticada uma síndrome, deve existir um padrão consistente de sintomas emocionais e físicos a um nível de intensidade tal que interfiram com a vida normal da pessoa. Os sintomas devem-se manifestar após a ovulação e antes da menstruação. É necessário ainda que os sintomas emocionais não estejam presentes na fase inicial do ciclo menstrual.[3] O diagnóstico é muitas vezes auxiliado por uma lista diária de sintomas registada ao longo de vários meses. O diagnóstico requer ainda que sejam excluídas outras causas com sintomas semelhantes.[1]

A causa da síndrome pré-menstrual é desconhecida. Alguns sintomas podem ser agravados por uma dieta rica em sal e pelo consumo de álcool ou cafeína. Acredita-se que o mecanismo subjacente envolva alterações nos níveis hormonais.[2] Em pessoas com sintomas moderados, recomenda-se diminuir o consumo de sal e de cafeína, diminuir as fontes de stresse e praticar exercício físico.[2] Em algumas mulheres podem ser úteis suplementos de cálcio e vitamina D.[1] Alguns anti-inflamatórios, como o naproxeno, podem aliviar os sintomas físicos.[2] Em mulheres com sintomas mais pronunciados, a pílula contracetiva e o diurético espironolactona podem ter alguma utilidade.[1][2]

Cerca de 80% das mulheres afirmam ter alguns sintomas antes da menstruação. No entanto, apenas em 20 a 30% das mulheres pré-menopáusicas é que os sintomas se qualificam como síndrome pré.menstrual.[1] A perturbação disfórica pré-menstrual é uma forma mais grave de síndrome pré-menstrual em que se manifestam sintomas psicológicos mais pronunciados[1][2] e que afeta 3–8% das mulheres pré-menopáusicas.[1] Nesta condição, além das medidas comuns para a síndrome pré-menstrual, podem ser acrescentados antidepressivos como os inibidores seletivos de recaptação de serotonina.[2]


Referências

  1. a b c d e f g Biggs, WS; Demuth, RH (15 de outubro de 2011). «Premenstrual syndrome and premenstrual dysphoric disorder.». American family physician [S.l.: s.n.] 84 (8): 918–24. PMID 22010771. 
  2. a b c d e f g «Premenstrual syndrome (PMS) fact sheet». Office on Women's Health. 23 de dezembro de 2014. Consultado em 23 de junho de 2015. 
  3. Dickerson, Lori M.; Mazyck, Pamela J.; Hunter, Melissa H. (2003). «Premenstrual Syndrome». American Family Physician [S.l.: s.n.] 67 (8): 1743–52. PMID 12725453.