The Profane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Profane
Informação geral
Origem Assunção, Paraguai
País Paraguai
Gênero(s) death metal
rock and roll
punk rock
Período em atividade 2002 – atualmente
Gravadora(s) Covenant Productions
Integrantes Marcelo Arriola
David Arriola
Diego Arriola
Hernan Gonzales
Página oficial [1]

The Profane é o nome de uma banda do Paraguai, que mistura death metal, punk rock e rock and roll, resultando num estilo chamado de death´n´roll.[1] O grupo foi formado no ano de 2002 em Assunção, capital de seu país. Até 2010, o grupo havia lançado três trabalhos, sendo uma demo, um álbum e um EP.

História[editar | editar código-fonte]

O The Profane foi formado em Assunção, no ano de 2002, estabelecendo-se como um quarteto que executa um som pesado, mas com levadas punk e rock n´roll. Inicialmente, a banda era apenas um projeto paralelo dos guitarristas Victor Sarria e Marcelo Arriola (este também atuava como baterista), do baixista Eulogio Garcia e do vocalista David Arriola, todos integrantes de uma outra banda paraguaia, o Slow Agony.[2] Pouco após o lançamento de um álbum, em 2002, o Slow Agony se desfez e todos os seus integrantes estabeleceram-se apenas como The Profane. A temática abordada pelas letras deste grupo gira em torno de assuntos ligados à sociedade. Suas composições, bem como os títulos de seus álbuns são todos em inglês. Em sua sonoridade observa-se grande influência de grupos como Entombed,[3] Ratos de Porão e Napalm Death.

O primeiro trabalho do The Profane foi uma demo de nome Death And Roll From Hell, lançada em 2004. No ano de 2007 o grupo lançou o álbum Chaosbreed, contendo onze músicas.[4][5] Em 2008 lançaram ainda um EP chamado Fuck Off Rock Star, contendo cinco composições.

Em 17 de agosto de 2007, o The Profane apresentou-se em Lima, no Peru e, dois dias depois, em Manizales, na Colômbia. Em 29 de setembro do mesmo ano, o grupo apresentou-se em Cuiabá, no Mato Grosso, tocando no mesmo festival que a banda brasileira Sepultura, além de outras bandas.[6] Em 27 de abril de 2008, o The Profane apresentou-se em seu próprio país, abrindo o show de Paul Di'Anno. Ao longo do restante daquele ano e em várias ocasiões em 2009 o grupo apresentou-se também na Argentina.

Atualmente, o The Profane é formado pelos irmãos David Arriola (vocalista), Marcelo Arriola (guitarrista) e Diego Arriola (baixista), além do baterista Hernan Gonzáles, que também é integrante da banda paraguaia Patriarca.

Integrantes Atuais[editar | editar código-fonte]

  • David Arriola - vocal
  • Marcelo Arriola - guitarra
  • Diego Arriola - baixo
  • Hernan Gonzáles – bateria (também membro da banda Patriarca, de thrash metal.

Ex-Integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Sebastian Lesma – baixo (ex-integrante da banda Steel Rose, de thrash metal).
  • Eulogio Garcia - baixo
  • Victor Sarria – guitarra.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Death And Roll From Hell (demo, 2004)
  • Chaosbreed (álbum, 2007)
  • Fuck Off Rock Stars (EP, 2008)

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Em 2002 a banda londrinense Subtera lançou um álbum (Nothing And Death), onde tecia agradecimentos à banda paraguaia Slow Agony, cujos membros dariam origem ao The Profane.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]