The Shining

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Shining
Shining (PT)
O Iluminado (BR)
 Estados Unidos
1980 • cor • 144 min 
Direção Stanley Kubrick
Produção Stanley Kubrick
Roteiro Stanley Kubrick
Diane Johnson
Baseado em O Iluminado
de Stephen King
Elenco Jack Nicholson
Shelley Duvall
Danny Lloyd
Scatman Crothers
Gênero Terror psicológico
Música Wendy Carlos
Rachel Elkind
Cinematografia John Alcott
Edição Ray Lovejoy
Estúdio Peregrine Productions
Producers Circle
Distribuição Warner Bros.
Lançamento 23 de maio de 1980 (EUA)
Idioma Inglês
Orçamento US$ 19 milhões[1]
Receita US$ 44 360 123 milhões[1]
Página no IMDb (em inglês)

The Shining (O Iluminado, no Brasil, e Shining, em Portugal) é um filme anglo-estadunidense de terror psicológico de 1980 produzido e dirigido por Stanley Kubrick, co-escrito com a romancista Diane Johnson e estrelado por Jack Nicholson, Shelley Duvall, Danny Lloyd e Scatman Crothers. O filme é baseado no romance de Stephen King de 1977 com o mesmo nome, embora exista mudanças significativas.[2]

No filme, Jack Torrance, um escritor e um alcoólatra em recuperação, aceita um emprego como zelador fora de época de um hotel isolado chamado Hotel Overlook. Seu filho possui habilidades psíquicas e é capaz de ver coisas do passado e do futuro, como os fantasmas que habitam o hotel. Logo depois de se instalarem, a família fica presa no hotel por uma tempestade de neve e Jack torna-se gradualmente influenciado por uma presença sobrenatural; ele desaba na loucura e tenta assassinar sua esposa e filho.

Ao contrário dos filmes anteriores de Kubrick, que haviam desenvolvido gradualmente uma audiência construída pela interpretação do diretor, The Shining foi lançado como um filme de mercado de massa, abrindo inicialmente em apenas duas cidades, e em seguida, em todo os Estados Unidos.[3] Embora a resposta inicial para o filme tenha sido mista, a avaliação posterior da crítica ficou mais favorável e agora está classificado entre os maiores filmes de terror, enquanto alguns consideram um dos maiores filmes de todos os tempos. O diretor de cinema, Martin Scorsese, escrevendo para o The Daily Beast, classificou-o como um dos 11 filmes mais assustadores de todos os tempos. Os críticos e estudantes de cinema e o produtor de Kubrick, Jan Harlan, comentaram sobre a grande influência do filme na cultura popular.[4] [5] [6]

O lançamento europeu inicial de The Shining foi de 25 minutos mais curto do que a versão estadunidense, conseguido através da remoção da maioria das cenas que aconteceram fora dos arredores do hotel.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
O Timberline Lodge, usado como cenário exterior do Hotel Overlook.

Jack Torrance chega ao Hotel Overlook para uma entrevista ao cargo de zelador durante o inverno, com o objetivo de usar a solidão do hotel para trabalhar em sua escrita. O hotel foi construído no local de um cemitério nativo-estadunidense e fica completamente coberto pela neve durante os longos invernos. Como resultado, o hotel permanece fechado entre novembro e maio. O gerente Stuart Ullman avisa que o zelador anterior desenvolveu a febre da cabine e matou sua família e a si mesmo. O filho de Jack, Danny, parece ter percepção extrassensorial e teve uma premonição aterrorizante sobre o hotel. A esposa de Jack, Wendy, diz a um médico que Danny tem um amigo imaginário chamado Tony, e que Jack tinha 5 meses sem beber, porque ele tinha machucado o braço de Danny após uma bebedeira.

A família chega ao hotel ao cair do dia e são levados para um tour. O chef Dick Hallorann surpreende Danny por telepaticamente oferecendo-lhe um sorvete. Ele explica a Danny que ele e sua avó compartilharam esta habilidade telepática, que ele chama de "iluminado". Danny pergunta se há alguma coisa má no hotel, particularmente no quarto 237. Hallorann diz para Danny que o próprio hotel possui um "brilho", juntamente com muitas memórias, das quais nem todas são boas. Ele também diz para Danny ficar fora do quarto 237.

Um mês passa; enquanto o projeto de Jack sai do lugar, Danny e Wendy exploram o labirinto do hotel. Wendy fica preocupada com as linhas de telefone estarem sem sinal devido à forte nevasca e Danny tem visões mais assustadoras. Jack, cada vez mais frustrado, começa a agir estranhamente e se torna propenso a explosões violentas.

A curiosidade de Danny sobre o quarto 237 leva a melhor quando ele vê a porta do quarto aberta. Mais tarde, Wendy encontra Jack, dormindo em sua máquina de escrever, gritando, enquanto está no meio de um pesadelo horrível. Depois que ela o acorda, ele diz que sonhou que havia matado Danny e ela. Então Danny aparece com um hematoma no pescoço e visivelmente traumatizado, causando com que Wendy acuse Jack de abusar de Danny. Jack vagueia no Salão Dourado do hotel, onde ele encontra um barman fantasmagórico chamado Lloyd. Lloyd lhe serve bourbon com gelo enquanto Jack reclama com ele sobre o seu casamento.

Wendy depois diz a Jack que Danny lhe disse que uma "mulher louca em um dos quartos" tentou estrangulá-lo. Jack investiga o quarto 237, onde ele encontra o fantasma de uma mulher morta, mas diz para Wendy que não viu nada. Wendy e Jack discutem se Danny deve ser retirado do hotel e um Jack furioso retorna ao Salão Dourado, agora cheio de fantasmas que participam de uma festa a fantasia. Aqui, ele encontra o fantasma do zelador anterior, Grady, que diz a Jack que ele deve "corrigir" sua esposa e filho, e que Danny se comunicou com Hallorann de alguma forma.

Enquanto isso, na Flórida, Hallorann tem uma premonição de que algo está errado no hotel e pega um voo de volta para o Colorado para investigar. Danny começa a gritar "Redrum" freneticamente e entra em transe, agora referindo-se a si mesmo como "Tony".

Enquanto procura por Jack, Wendy descobre sua máquina de escrever; ele estava escrevendo infinitas páginas de "Só trabalho e nenhuma diversão tornam Jack um garoto sem brilho" em diferentes estilos. Ela é confrontada por Jack, que a ameaça antes que ela o derrube inconsciente com um taco de beisebol. Ela consegue arrastá-lo até a cozinha e trancá-lo na despensa, mas isso não resolve seu maior problema; ela e Danny estão presos no hotel desde que Jack sabotou o rádio de duas vias do hotel e o snowcat. Mais tarde, Jack conversa através da porta da despensa com Grady, que então abre a porta, soltando-o.

Danny escreve "REDRUM" (com o D e o segundo R escritos ao contrário) com batom na porta do banheiro. Quando Wendy vê isso no espelho do quarto, as letras soletram "ASSASSINATO". Jack começa a cortar através da porta que dava para os alojamentos de sua família com um machado de incêndio. Wendy freneticamente envia Danny para fora pela janela do banheiro, mas não a abre o suficiente para que ela possa passar. Jack então começa a cortar pela porta do banheiro enquanto Wendy grita de horror. Ele coloca o rosto através do buraco que fez, gritando "Aqui está Johnny!", mas recua após Wendy cortar sua mão com uma faca de açougueiro.

Ao ouvir o motor do snowcat que Hallorann pegou emprestado para chegar até a montanha, Jack sai da sala. Ele mata Hallorann no lobby e persegue Danny no labirinto. Wendy vai até o hotel à procura de Danny, encontrando vários fantasmas e uma enorme cascata de sangue de um elevador. Enquanto isso, Danny anda para trás em suas próprias pegadas e pula atrás de um canto, cobrindo suas pistas com neve para enganar Jack, que está seguindo suas pegadas. Wendy e Danny escapam no snowcat de Hallorann, enquanto Jack congela até a morte no labirinto.

Em uma fotografia no corredor do hotel de 4 de Julho de 1921, Jack Torrance sorri em meio a uma multidão de foliões da festa.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Os clipes das músicas "The Kill" da banda 30 Seconds to Mars e de "Spit it Out" da banda Slipknot são inspirados no filme. A banda Mudvayne possui uma música chamada "Dull Boy" que traz na introdução a frase "All work and no play makes me a dull boy" que o protagonista Jack escreve repetidas vezes. [carece de fontes?] A banda gospel americana Casting Crowns faz uma referência ao filme no início da canção "American Dream", parafraseando consagrada frase do livro de Jack.

Teorias sobre "pistas" escondidas no filme, que aludiriam a temáticas diversas como Holocausto e Genocídio, foram reunidas no documentário de 2012 Room 237.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b The Shining, Box Office Information Box Office Mojo. Visitado em 16-08-14.
  2. "Kubrick v. King". TheIntellectualDevotional.com. October 29, 2008.
  3. LoBrutto, Vincent. Stanley Kubrick: A Biography, p. 449
  4. Kubrick #3 – The Shining (1980) " The Hollywood Projects Thehollywoodprojects.com (26-07-2010). Visitado em 16-08-14.
  5. Brent Wiese Public.iastate.edu. Visitado em 16-08-14.
  6. My Movie Mundo (28-10-2010). Jan Harlan (producer) – The Shining, Eyes Wide Shut, etc My Movie Mundo. Visitado em 16-08-14.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]