Tiger Knight: Empire War

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tiger Knight: Empire War
Desenvolvedora(s) NetDragon Websoft
Publicadora(s) Oasis Games
Motor Unreal Engine 3
Plataforma(s) Microsoft Windows, OS X, PlayStation 4
Data(s) de lançamento 24 de Outubro de 2016 (mundial)
Gênero(s) TTR, RPG electrónico de acção
Modos de jogo Modo multijogador, Modo cooperativo

Tiger Knight: Empire War é um jogo multijogador massivo online[1] que mistura tácticas em tempo real e RPG electrónico de acção. O jogo fixa os seus cenários por volta do ano 200 a.C..[2] Originalmente baseado no período dos Três Reinos na Antiga China,[3] aloja agora a Roma Antiga e está previsto que faça a mesma cousa com o Império Cuchana e com o Império Parta.[4] Foi lançado no Steam como gratuito para jogar (e por pouco tempo como accesso antecipado) em Agosto de 2016.[3] O jogo está a ser desenvolvido para ser compatível com as plataformas de realidade virtual (RV).[5]

Cada jogador comanda uma hoste e, enquanto o enfoque está na jogabilidade jogador contra jogador (JxJ), o jogo também fornece um modo jogador contra ambiente (JxA).[1] As batalhas decorrem entre centenas de unidades controladas pelos jogadores. O jogo enfoca-se essencialmente no combate a pé nos livéis mais baixos e, no combate montado nos livéis mais altos, com enfoque simultâneo na comunicação, estratégia e táctica mas também no desempenho individual.[6]

Facções[editar | editar código-fonte]

Actualmente há quatro facções principais, três delas baseadas nos Três Reinos da Antiga China – Shu, Wei e Wu–, a outra é o Império Romano. O Império Cuchana e o Império Parta estão ainda em desenvolvimento.[3]

Cada facção principal tem uma classe específica de tropas com características únicas. Os jogadores escolhem a classe que quiserem a qual contém um tipo de soldado que o jogador pode usar durante a briga.

Wei[editar | editar código-fonte]

Infantaria[editar | editar código-fonte]

A infantaria de Wei está equipada com uma armadura pesada e com um pau armado de choupa.

Prós Contras
  • A armadura de ferro tem boa capacidade de defesa;
  • Forte capacidade anti-colisão;
  • A habilidade das choupas tem alta letalidade contra as cavalarias.
  • Má mobilidade, torna-os fracos contra os arqueiros;
  • Mau desempenho no combate corpo a corpo.
Dicas[editar | editar código-fonte]
  • Dada a sua capacidade de dizimar a cavalaria são geralmente dispostos de flanco para resistir as cargas de cavalaria inimigas;
  • Podem proteger o seu posto mantendo ao mesmo tempo a formação mesmo mexendo-se.

Cavalaria pesada[editar | editar código-fonte]

A cavalaria ligeira de Wei está equipada com uma armadura pesada e uma cota para o cavalo, uma alabarda e uma espada.

Prós Contras
  • Forte capacidade de embate e assalto;
  • Boa mobilidade.
  • Mau desempenho em combates próximos longos;
  • Pouca flexibilidade.
Dicas[editar | editar código-fonte]
  • Devido à forte capacidade de colisão, a cavalaria pesada sempre ataca os flancos émulos de forma a romper a sua formação;
  • A boa mobilidade torna possível ladear e atacar as tropas inimigas;
  • "Atacar e fugir" é uma regra importante para as cavalarias pesadas que não estão afeiçoadas a cercos de longa duração.

Cavalaria ligeira[editar | editar código-fonte]

A cavalaria ligeira de Wei está equipada com uma armadura leve e uma cota para o cavalo, um arco e flechas e uma espada.

Prós Contras
  • Excelente mobilidade e flexibilidade;
  • Letalidade de alcanço meio-alto;
  • Boa visão de observação.
  • Pouco dano, falta de precisão;
  • Pouco capacidade de defesa, especialmente no combate corpo a corpo.
Dicas[editar | editar código-fonte]
  • A boa visão de observação fornece uma melhor capacidade de reconhecimento do inimigo;
  • A táctica principal da cavalaria de Wei é a de assediar e acuar;
  • Podem atacar os inimigos enquanto lutam com tropas ligeiras.

Shu[editar | editar código-fonte]

Wu[editar | editar código-fonte]

Modos[editar | editar código-fonte]

Modo de comando[editar | editar código-fonte]

O modo de comando (Command Mode) é um modo JxJ com entre dez a quatorze jogadores, os quais comandam individualmente um auxiliar e até quarenta soldados para derrotar. Os jogadores dividem-se em duas equipas enfrentadas. A dificuldade no modo de comando divide-se em três livéis: básico, intermédio e avançado.

Sub-modo conquista[editar | editar código-fonte]

Sub-modo cerco[editar | editar código-fonte]

Modo de duelo[editar | editar código-fonte]

O modo de duelo (Duel Mode) é um modo no qual não há soldados, o jogador só controla o seu general. Aloja uma batalha de 16x16 e contém seis sub-modos. Os jogadores podem lutar individualmente ou em equipa. Cada embate prolonga-se por quinze minutos (ou oitenta kills).

Guerra épica[editar | editar código-fonte]

O modo Guerra épica (Epic War) é um modo JxA no qual os jogadores lutam em equipa contra a IA (inteligência artificial) em simulações realísticas de batalhas famigeradas do tempo dos Três Reinos. A dificuldade no modo JxA divide-se em três livéis: fácil, normal e laborioso.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O jogo emprega o Unreal Engine 3, usa também o PhysX e o HairWorks.[7] O jogo é desenvolvido de forma representar com bastante precisão histórica os cenários, as armas, os soldados e as armaduras.[8] A banda sonora do jogo foi composta por Hitoshi Sakimoto.[9]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Tiger Knight
Empire War
Resenha crítica
Publicação Nota
MMOs.com 4.32 de 5 estrelas.
MMOHuts 4 de 5 estrelas.
Future Game Releases 4 de 5 estrelas.
MMOBomb 4.38 de 5 estrelas.
MMORPG.com 6.5 de 10 estrelas.
OnRPG 3.5 de 5 estrelas.


Recepção do público[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Láureas e nomeações[editar | editar código-fonte]

Requerimentos[editar | editar código-fonte]

Mínimos[editar | editar código-fonte]

  • Sistema operacional: Microsoft Windows 7, 8, 10 de 32 bit;
  • Processador: 3.0 GHz Dual core;
  • Memória: 4GB de RAM;
  • Placa gráfica: Compatível com o DirectX9 com 1024MB de RAM;
  • DirectX: Versão 9;
  • Rede: Ligação à Internet de banda larga;
  • Espaço livre no disco: Requer 10 GB livres;
  • Placa de som: Placa de som compatível com o DirectX.[2]

Recomendados[editar | editar código-fonte]

  • Sistema operacional: Microsoft Windows 7, 8, 19 64 bit;
  • Processador: 3.7 GHz Quad core;
  • Memória: 8 GB de RAM;
  • Placa gráfica: Compatível com o DirectX11 com 2048 de RAM;
  • DirectX: Versão 11;
  • Rede: Ligação à Internet de banda larga;
  • Espaço livre no disco: Requer 10 GB livres;
  • Placa de som: Placa de som compatível com o DirectX.[2]

Referências

  1. a b «Tiger Knight: Empire War - News, Guides, Reviews, Forums, Trailers, Screenshots, Items - 2P.com». 2p.com. Consultado em 18 de março de 2017. 
  2. a b c «Tiger Knight: Empire War no Steam». store.steampowered.com. Consultado em 18 de março de 2017. 
  3. a b c «MMO Tactical Combat Game Tiger Knight: Empire War Is Out Now on Steam Early Access». Wccftech (em inglês). 26 de outubro de 2016 
  4. «Tiger Knight: Empire War confirms Romans are coming later this week». pcgamer (em inglês) 
  5. «This is How YOU Break the Gate in Tiger Knight! - MMO Game News - MMOsite.com». news.mmosite.com. Consultado em 18 de março de 2017. 
  6. «Tiger Knight: Empire War (PC)». IGN (em inglês). Consultado em 18 de março de 2017. 
  7. INTERIA.PL. «Tiger Knight: Empire War zdobywa popularność na Steamie» (em polaco) 
  8. «NetDragon Announces New 3D War Game, Tiger Knight - MMO Game News - MMOsite.com». news.mmosite.com. Consultado em 18 de março de 2017. 
  9. «Tiger Knight: Empire War - PC». Games Encyclopedia (em inglês). Consultado em 18 de março de 2017. 
Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.