Tipo psicológico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Tipos psicológicos na psicologia de Carl Gustav Jung referem-se à identificação e à descrição de um certo número de processos psicológicos básicos. Jung mostrou de que maneira esses processos se ligam em várias combinações para determinar o caráter de um indivíduo.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1920, Jung publicou os resultados de estudos que levaram vinte anos[2] baseado em literatura clássica e significativa base empírica fornecida por seus pacientes,[3] no livro Tipos Psicológicos tornando-se sua obra mais conhecida, os tipos tornaram-se introduções do conceito de energia psíquica e os modos como o indivíduo se orienta perante o mundo.[4]E traçou um quadro teórico sobre os tipos de personalidade, trazendo importantes elementos para a compreensão da psicologia de si mesmo e do outro, um conhecimento de fundamental importância para o autoconhecimento e a melhoria das relações humanas.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Jung inicialmente definiu duas atitudes de personalidade (introversão e a extroversão) e somente mais tarde conceituou as funções psíquicas (pensamento, sentimento, sensação e intuição) e as funções (principal, auxiliar e inferior). As atitudes de personalidade, extroversão e introversão, são as formas psicológicas de adaptação do indivíduo ao mundo, quer seja exterior ou interior. Elas não podem existir ao mesmo tempo na consciência, mas podem alternar-se. Assim sendo, um indivíduo pode ser extrovertido numa situação e introvertido em outra. Porém, uma dessas atitudes predominará, na vida do sujeito, por toda a sua existência.

1.     Extroversão, preferem concentrar energia no mundo externo, das pessoas, atividades ou coisas. É uma atitude objetiva, o indivíduo foca sua atenção no ambiente externo, adaptando-se com mais facilidade às situações do mundo exterior, pois se preocupa em inteirar-se com as coisas e com as pessoas. Características da extroversão:

  • O movimento da libido se dá em direção ao mundo exterior.
  • O objeto e a realidade exterior são de vital importância.
  • Tem uma natureza saliente e franca.
  • Adapta-se com facilidade às situações diversas.
  • Tem medo “do que está dentro”.
  • Gosta de viajar, encontrar novas pessoas conhecer novos lugares.
  • Para o extrovertido, o introvertido é um chato e negativo.

2.     Introversão, preferem concentrar energia no próprio mundo de ideias, emoções e impressões pessoais. É uma atitude subjetiva, esse direcionamento se dá para o mundo interior e para os seus processos internos, o que torna esse indivíduo introspectivo e retraído. Características da introversão:

  • O movimento da libido se dá em direção ao mundo interior.
  • A realidade interior é de vital importância.
  • Tem natureza vacilante, meditativa e isolada.
  • Recua diante das situações e está sempre na defensiva.
  • As forças motivadoras vêm de fatores internos ou subjetivos.
  • Considera o extrovertido fanfarrão e superficial.

Funções Psíquicas[editar | editar código-fonte]

1.     Função Pensamento : Estabelece uma conexão lógica e conceitual entre os fatos percebidos . As pessoas que utilizam o Pensamento fazem uma analise logica e racional dos fatos : julgam , classificam e discriminam uma coisa da outra sem maior interesse pelo seu valor afetivo. Procurar se orientar por leis gerais aplicáveis as situações, sem levar em conta a interferência de valores pessoais. Naturalmente voltadas para a razão , procuram ser imparciais em seus julgamentos. As principais características do pensamento são a lógica , a racionalidade, a objetividade e a busca pelos resultados.

  • Pensamento Introvertido: Valorizam as idéias do ponto de vista do sujeito, não do objeto. Interessam-se pela produção de idéias novas. Facilmente se perdem no mundo da fantasia. Não são práticos, são mais teóricos. Não se deixam influenciar.

São: Pesquisadores; Matemáticos teóricos; Filósofos. Função Inferior: Sentimento Extrovertido.

  • Pensamento Extrovertido: Têm a vida governada pelo pensamento. São organizados e práticos. Fazem os projetos funcionarem. Têm como parâmetros as idéias, os ideais,as regras e os princípios objetivos.

São: Executivos, estrategistas. Função Inferior: Sentimento Introvertido.

2.     Função Sentimento : É avaliadora, o trabalho exercido por ela consiste em aceitar ou rejeitar uma ideia , definindo-a como agradável ou desagradável . Suas principais características são a afetividade , a conciliação , o zelo por sua subjetividade e seus relacionamentos emocionais com as pessoas .

  • Sentimento Introvertido: São difíceis de serem compreendidos, pois seu exterior pouco revela. Dão a impressão de não possuírem nenhum sentimento. São pessoas reservadas e de difícil acesso. Têm aparência de autoridade. Evitam festas e aglomerados, pois sua função avaliadora do sentimento paralisa-se quando muitas coisas ocorrem ao mesmo tempo. Podem parecer frios ou indiferentes.

São: Artistas de uma forma geral. Função inferior: Pensamento Extrovertido

  • Sentimento Extrovertido: Procuram relações harmoniosas com o ambiente. São orientados pelos dados objetivos.  Não precisam pensar se algo ou alguém lhes importa; sabem. O pensamento está subordinado ao sentimento. São vulneráveis ao objeto amado. Fazem amizades rapidamente, pois têm boa conversa.

São: Relações públicas e atividades afim .Função Inferior: Pensamento Introvertido.

3.   Função Sensação : É uma percepção sensorial que consiste e todas as experiencias conscientes produzidas pelos órgãos dos sentidos : visões , ruídos , cheiros ,paladares e todas as sensações que originam no interior do nosso corpo . As características dessa função são a utilização dos cinco sentidos , a percepção de algo concreto , o senso da realidade e a realização . Essa função também é muito ligada com o ‘’ Aqui e Agora ‘’.

  • Sensação extrovertido : Estimulo concreto ( sem muita subjetividade ). Provadores de vinho. Procuram sensações que tragam fortes sensações
  • Sensação introvertido : Interpretar subjetivamente estímulos sensoriais( desenhistas , pintores e artistas gráficos ).

4.     Função Intuição : Não exige nenhum julgamento , pois o individuo não sabe de onde  ela vem, nem de onde ela se origina . Essa função também é muito conhecida como percepção extra-sensorial . Suas principais características são o sexto sentido , imaginação , visão do futuro , forte criatividade e facilidade para enxergar as novas possibilidades .

  • Intuição Introvertida: Dirigem-se para os conteúdos do inconsciente. Não se comunicam bem e são mal compreendidos. São confusos, perdendo-se facilmente. Esquecem compromissos e são desorganizados. Têm vaga noção do seu próprio corpo físico. Possuem uma misteriosa capacidade de pressentir o futuro.

São: Videntes, Profetas, Artistas, Xamãs. Função Inferior: Sensação Extrovertida.

  • Intuição extrovertida: Têm grande capacidade de percepção. Vêem através da camada externa. Estão sempre à espreita de novas oportunidades. Dão pouca atenção ao corpo, não percebendo quando estão cansados ou famintos. Sentem-se prisioneiros de situações estáveis.

São: Empresários inovadores, capitães de indústria, corretores de valores, estadistas.

Função Inferior: Sensação Introvertida.

Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. HALL; NORDBY. Introdução À Psicologia Junguiana. Editora Cultrix; 2000. ISBN 978-85-316-0207-8. p. 84.
  2. Alvarenga, Maria Zelia. Mitologia Simbolica: Estruturas Da Psique e Regências Míticas. Casa do Psicólogo; 2007. ISBN 978-85-7396-522-3. p. 28.
  3. Amnéris Maroni. Figuras da imaginação: buscando compreender a psique. Grupo Editorial Summus; 2001. ISBN 978-85-323-0752-1. p. 136.
  4. Psicologia do esporte: interfaces, pesquisa e intervenção. Casa do Psicólogo; 2000. ISBN 978-85-7396-080-8. p. 69–70.

7. JUNG C.G.; Tipos Psicológicos; Editora Vozes; 1991, Petrópolis; p 316-381.