Trio Los Angeles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Trio Los Angeles
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) Pop
Dance
Brega
Período em atividade 22 de Abril de 1982 - atualmente
Integrantes Márcio Mendes
Anie Cantizani
Aline Oliveira
Ex-integrantes Ana Maria Mendes
Cléo Ferreira
Regina
Ângela Annibal
Josy Marcelly
Caroline Porcelli
Adriana Franco
Madalena Ravesca
Adriana Alonso

Trio Los Angeles é um conjunto musical brasileiro, formado em São Paulo e um dos principais representantes da música brega com variações do pop e de música dançante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O Trio Los Angeles surgiu em 1982, quando o então manequim Marcio Mendes juntou-se a duas modelos de sua equipe, sua irmã Ana Maria e Cléo Ferreira, e formou o trio[1], à convite da gravadora RCA[2], junto com a coreógrafa e amiga Lourdes Rosa. No mesmo ano, começou a ganhar fama através do hit "Vamos Dançar Mambolê".[2][3] O compacto vendeu mais de 1,5 milhão de cópias e rendeu ao grupo um Disco de Ouro e outro de Platina.[3]

As principais características do trio eram as músicas caribenhas e o uso de elementos sensuais e oitentistas, como maiôs asas-delta, bustiês coloridos e danças sexy.

Em 1984, alcançaram o sucesso no Brasil com a música "Transas e Caretas", tema de abertura da novela homônima da Rede Globo.[3][4][5][6] Logo, o Trio Los Angeles se consolidou em uma atração principal dos programas dominicais. Porém, o trio quase encerrou suas atividades quando uma de suas integrantes, Cléo Ferreira, engravidou, em 1992.[3]

Márcio retornou ao mundo da moda e abriu um confecção de roupas e um curso de manequim. Mas seu sonho nunca deixou de existir. Logo após, contratou Regina, com quem gravou alguns CDs. Regina foi substituída por Ângela ainda no ano de 1992, e após isso, várias outras integrantes foram sendo incorporadas, sempre mantendo sua irmã, Ana Mendes. Parou novamente por mais um tempo, pois Ana estava com problemas de saúde. Em 2000, foi a vez de Ana deixar a banda.[3]

Retornou anos mais tarde, com uma nova formação: as morenas foram substituídas pelas loiras Madalena Ravesca e Adriana Alonso. Márcio ainda apresenta um programa voltado ao público da terceira idade no canal NGT (canal 48 UHF de São Paulo)[6], denominado "O Melhor da Vida com Márcio Mendes",[7] e segue em carreira solo.[8]

Discografia[9][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Domingo Espetacular descobre por onde anda o 'Trio Los Angeles'». R7.com. 11 de maio de 2020. Consultado em 16 de fevereiro de 2022 
  2. a b «Cantor do Trio Los Angeles revela homossexualidade aos 72 anos de idade - Emais». Estadão. Consultado em 16 de fevereiro de 2022 
  3. a b c d e «Por onda anda Marcio Mendes, o líder do Trio Los Angeles?». R7.com. 23 de maio de 2017. Consultado em 16 de fevereiro de 2022 
  4. «Sucesso na década de 80, cantor fala pela primeira vez sobre sua homossexualidade, aos 72 anos: 'Vou mentir até quando?'». Extra Online. 29 de janeiro de 2022. Consultado em 16 de fevereiro de 2022 
  5. «Saudades do quê?». revista piauí. Consultado em 16 de fevereiro de 2022 
  6. a b «EGO - NOTÍCIAS - Descubra por onde anda o Trio Los Angeles». ego.globo.com. Consultado em 16 de fevereiro de 2022 
  7. «Márcio Mendes, do Los Angeles, se destaca como apresentador» 
  8. «Ex-vocalista do Trio Los Angeles inicia carreira solo» 
  9. «Discografia». Consultado em 16 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.