Turn- und Sportgemeinschaft 1899 Hoffenheim e.V.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Hoffenheim
Logo TSG Hoffenheim.svg
Nome Turn- und Sportgemeinschaft 1899 Hoffenheim e.V.
Alcunhas Hoffe
Achtzehn99 (1899)
Die Kraichgauer (Da Região de Kraichgau)
Mascote Hoffi (Alce)
Fundação 1 de julho de 1899 (122 anos)
Estádio Rhein-Neckar-Arena
Capacidade 30.150
Localização Sinsheim, Baden-Württemberg, Alemanha
Proprietário Dietmar Hopp
Presidente Kristian Baumgärtner
Treinador Sebastian Hoeneß
Patrocinador SAP
Material (d)esportivo Joma
Competição Bundesliga
Copa da Alemanha
Liga Europa
Website tsg-hoffenheim.de
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

Turn- und Sportgemeinschaft 1899 Hoffenheim e. V., mais conhecido apenas como Hoffenheim nos países lusófonos é um clube de futebol alemão situado em Hoffenheim, um subúrbio de Sinsheim, no estado de Baden-Württemberg.

Em 2007, o clube decidiu adaptar o uso de forma abreviada o nome de 1899 Hoffenheim no lugar do tradicional TSG Hoffenheim. De um quinto lugar na quinta divisão, em 2000, o clube fez um avanço notável para a Bundesliga, em 2008, com o apoio financeiro do magnata do software SAP AG, Dietmar Hopp.

História[editar | editar código-fonte]

O clube em tempos modernos foi formado em 1945, quando o clube de ginástica Turnverein Hoffenheim (fundado em 1 de julho de 1899) e o clube de futebol Fußballverein Hoffenheim (fundado em 1921), resultante da fusão.

Por volta de 1990, o magnata Dietmar Hopp retornou ao clube de sua juventude como um apoio financeiro. Dietmar Hopp foi o co-fundador da empresa de software SAP e ele colocou parte de seu dinheiro no clube. Suas contribuições gerado resultados quase imediatos: em 2000 o Hoffenheim venceu a Verbandsliga e foi promovido para a quarta divisão (Oberliga Baden-Württemberg). Com outro primeiro lugar o clube foi promovido até a Regionalliga Süd (III) para a temporada 2001-02. Terminaram em 13º na sua primeira temporada na Regionalliga, mas melhoraram significativamente no ano seguinte, obtendo um quinto lugar.

Hoffenheim terminou em quinto e sétimo nas próximas duas temporadas, antes de melhorar para o quarto lugar em 2005-06, para ganhar o seu melhor resultado até agora. O clube fez sua primeira partida pela Copa da Alemanha em 2003-04 e foi bem, avançando para as quartas de final, eliminando o Eintracht Trier e Karlsruher ambos da 2. Bundesliga e o Bayer Leverkusen, clube da Bundesliga, antes de perder para o Lübeck da 2. Bundesliga.

As negociações para fundir o TSG Hoffenheim, Astoria Walldorf e o Sandhausen e criar o FC Heidelberg 06, em 2005, foram abandonadas devido à resistência dos dois últimos clubes, e pela falta de acordo sobre onde o novo estádio devia estar localizado em Heidelberg ou Eppelheim. Dietmar Hopp preferiu claramente Heidelberg, mas não conseguiu superar a resistência da firma local Wild, que já havia reservado o local do estádio planejado para sua nova unidade de produção.

Em 2006, o clube procurou melhorar o seu elenco e a equipe técnica ao trazer jogadores com vários anos de experiência na Bundesliga alemã, como Jochen Seitz e Tomislav Marić, com a contratação do técnico Ralf Rangnick, ex-dirigente e técnico de equipes da Bundesliga como Hannover 96, Schalke 04, Stuttgart e Ulm 1846, para um contrato de cinco anos. O investimento valeu a pena na temporada 2006-07 com a promoção do clube à 2. Bundesliga depois de terminar em 2º a Regionalliga Süd.

Surpreendentemente, o clube passou apenas uma única temporada na 2. Bundesliga, onde terminou em 2º lugar e recebeu a promoção automática para a Bundesliga 2008-09. Já na temporada 2008-09 o Hoffe supreendeu a Bundesliga, ao conseguirem o inesperado 1º lugar durante o inverno, com 35 pontos, assim, ganhando o título "não oficial" "Herbstmeister" (outono-campeão). No entanto, eles sofreram um duro golpe durante a pausa de inverno, quando o bósnio Vedad Ibišević, que foi artilheiro da Bundesliga na primeira metade da temporada européia, rompeu um ligamento durante um jogo-treino contra o Hamburgo. Sem sua maior força ofensiva, o Hoffenheim cairia para a 7º posição, uma posição respeitável para um time recém-promovido da 2. Bundesliga.

O Hoffenheim anunciou em 02. Janeiro 2011 a substituição do treinador do time, Ralf Rangnick, pelo seu assistente, Marco Pezzaiuoli. O motivo foram a decisão da directoria de vender o meia brasileiro Luiz Gustavo ao Bayern de Munique.[1]

Nas temporadas 2009-2010 e 2010-2011, o Hoffenheim terminou a Bundesliga na 11ª colocação.

Maiores artilheiros[editar | editar código-fonte]

# País Nome Período Gols
1 Croácia Andrej Kramarić 2016 88
2 Bósnia e Herzegovina Sejad Salihović 2006–2015 67
3 Bósnia e Herzegovina Vedad Ibišević 2007–2012 54
4 Brasil Roberto Firmino 2011–2015 49
5 Alemanha Thomas Ollhoff 2002–2006 42
6 Senegal Demba Ba 2007–2011 40
7 Alemanha Kevin Volland 2012–2016 36
8 Alemanha Christoph Teinert 2000–2003 34
9 Alemanha Mark Uth 2015–2018 33
10 Espanha Francisco Copado 2006–2008 28

  • Atualizado em 18 de agosto de 2020.

Mais partidas[editar | editar código-fonte]

# Nombre Período Partidos Goles
Bósnia e Herzegovina Sejad Salihović 2006–2015 249 67
Alemanha Andreas Beck 2008–2015 237 3
Alemanha Sebastian Rudy 2010–2017; 2019-2020. 235 13
Alemanha Oliver Baumann 2014–Act. 218 0
Alemanha Marcel Throm 2000–2007 205 11
Alemanha Marvin Compper 2008–2013 171 7
Alemanha Denis Bindnagel 2001–2008 168 14
Alemanha Kevin Knödler 1999–2005 153 0
Brasil Roberto Firmino 2011–2015 153 49
10° Alemanha Kevin Volland 2012–2016 144 36

Atualizado em 26 de dezembro de 2019.

Estádio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rhein-Neckar-Arena

Antes de ser promovido para a Bundesliga 2008-09, o clube jogou no Dietmar-Hopp-Stadion, que foi construída em 1999 com uma capacidade de 5.000 (1.620 lugares).

O TSG 1899 Hoffenheim cresceu ainda mais suas ambições em 2006, quando a administração do clube, decidiu construir um novo estádio o Rhein-Neckar-Arena com capacidade para 30.150 pessoas, 21.000 em cadeiras e 9.150 em arquibancadas assim se adequando para receber a Bundesliga.[2] O estádio era para ser originalmente construído em Heidelberg antes da escolha de um local em Sinsheim.

O Rhein-Neckar-Arena foi inaugurado oficialmente em 24 de janeiro de 2009, com capacidade de 30.150 pessoas, 21.000 lugares em cadeiras, 9.150 lugares em arquibancadas, a dimensão do campo é de 100m x 65m, com 200 refletores, o placar eletrônico são de dois painéis em LED com 58 m² cada e muito mais.[2] Mas sua primeira partida oficial no Rhein-Neckar-Arena, foi apenas no dia 31 de janeiro de 2009, após abrir a temporada jogando no Carl-Benz-Stadion.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Alemanha Oberliga Baden-Württemberg: 1

(2001)

Alemanha Verbandsliga Nordbaden: 1

(2000)

Alemanha North Baden Cup: 4

(2002, 2003, 2004 e 2005)

Cronologia recente[editar | editar código-fonte]

O desempenho recente da temporada por temporada do clube:

Jogadores notáveis[editar | editar código-fonte]

Estádio[editar | editar código-fonte]

PreZero Rhein-Neckar-Arena, é o estádio onde o clube manda seus jogoas atualmente.

Antes de jogar na Bundesliga em 2008, o clube jogava no Dietmar-Hopp-Stadion, que foi construído em 1999 com capacidade para 5.000 (1.620 lugares).

Em 2006 a administração do clube decidiu construir a nova Rhein-Neckar-Arena para 30.150 lugares, adequada para receber jogos da Bundesliga. O estádio deveria ser construído originalmente em Heidelberg antes da seleção de um local em Sinsheim .

Eles abriram sua primeira temporada na Bundesliga no Carl-Benz-Stadion com capacidade para 26.022 em Mannheim e jogaram sua primeira partida em seu novo estádio em 31 de janeiro de 2009.[3]

A empresa de apostas Interwetten concordou em ser o parceiro de apostas do estádio para o TSG Hoffenheim de agosto de 2017 a 2020.[4]

Filmes[editar | editar código-fonte]

  • Hoffenheim – Das Leben ist kein Heimspiel (2010), dirigido por Frank Marten Pfeiffer e Rouven Rech. O filme acompanha o clube na temporada de promoção 2007/08 .
  • 10 Jahre Bundesliga (2018), dirigido por Klaus Veltman e Andreas Böhm. O filme faz uma retrospectiva dos 10 anos de história do TSG 1899 Hoffenheim na Bundesliga.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Theo Berberig: Festschrift der Turn- und Sportgemeinschaft Hoffenheim 1899 e. V. zum 100-jährigen Jubiläum: 9. bis 11. Juli 1999. Sinsheim-Hoffenheim 1999, PPN 102754373.
  • Hardy Grüne: TSG Hoffenheim. In: Vereinslexikon. Enzyklopädie des deutschen Ligafußballs. Band 7, AGON, Kassel 2001, ISBN 3-89784-147-9, S. 228.
  • Wolfgang Brück: Das Wunder von Hoffenheim: Von der Kreisklasse bis in die Bundesliga. Rhein-Neckar-Zeitung, Heidelberg 2008, ISBN 3-936866-26-0.
  • Alexander Hans Gusovius: 111 Gründe, 1899 Hoffenheim zu lieben: Eine Liebeserklärung an den großartigsten Fußballverein der Welt. Schwarzkopf & Schwarzkopf, Berlin 2015, ISBN 978-3-86265-507-6.
  • Alexander Hans Gusovius: Das Prinzip Hoffenheim: Fußball im globalen Dorf. Tectum Verlag, Marburg 2011, ISBN 978-3-8288-2770-7.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Folha: Venda de brasileiro provoca saída de técnico do Hoffenheim
  2. a b «Fatos e Estatísticas - TGS Hoffenheim». Consultado em 24 de agosto de 2009. Arquivado do original em 21 de outubro de 2009 
  3. Wirsol Rhein-Neckar-Arena (em alemão) weltfussball.de. Retrieved 18 September 2011
  4. http://www.slotsday.com/interwetten-partners-hoffenheim/%7Ctitle=Interwetten partners with Hoffenheim – Slotsday