Usina Hidroelétrica Mário Lopes Leão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Usina Hidrelétrica Mário Lopes Leão, também chamada de Usina de Promissão, é uma usina hidrelétrica brasileira localizada no estado brasileiro de São Paulo, próxima às cidades paulistas de Promissão e Avanhandava, e represa as águas do rio Tietê.

Com potência instalada de 264 MW, por meio de três turbinas tipo Kaplan que operam com um desnível máximo de 27,4 m, é a segunda usina da AES Tietê em capacidade, no rio Tietê. Está a jusante da usina de Ibitinga e nas proximidades da corredeira de Lajes. Suas obras civis se iniciaram em janeiro de 1966, e o primeiro gerador entrou em operação em julho de 1975. Dois anos depois, foi concluída.

A barragem tem extensão de 3.630 m, e reservatório abrange 530 km2 de área. A implantação da hidrovia Tietê-Paraná beneficiou a atividade de cultivo da cana-de-açúcar.

Dados técnicos[editar | editar código-fonte]

Reservatório
  • Área: 530 km²
  • Cota máxima útil: 384,00 metros
  • Cota mínima útil: 379,70 metros [1]
  • Volume útil de água acumulado: 2.128 x 1.000.000 m³
Vertedouro
  • Número de comportas: 1 de superfície e 5 de fundo
  • Altura da queda d'água: 27,4 m
Capacidade instalada
  • Três turbinas do tipo Kaplan, com 88 MW de potência cada uma
Subestação elevadora
Dimensões da eclusa
  • A eclusa para navegação foi concluída em 1986, com largura útil de 12 m, comprimento de 142 m e calado de 3,50 m.

Referências

  1. Promissão, acesso de 28 junho.
Ícone de esboço Este artigo sobre engenharia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.