White Wilderness

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
White Wilderness
No Brasil O Ártico Selvagem[1]
Ártico Selvagem[2]
Em Portugal Inferno Branco[3]
Estados Unidos EUA ·  Canadá
1958 •  cor •  78 min 
Direção James Algar
Roteiro James Algar
Narração Winston Hibler
Companhia(s) produtora(s) Walt Disney Productions
Distribuição Buena Vista Distribution
Lançamento 12 de agosto de 1958
Idioma língua inglesa
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

White Wilderness é um documentário estadunidense de 1958 dirigido e escrito por James Algar. Venceu o Oscar de melhor documentário de longa-metragem na edição de 1959.[4]

Esse filme foi o responsável por propagar o mito de que lêmingues cometeriam suicídio pulando de penhascos.[5][6][3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Winston Hibler - narrador
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. «Revista das estreias». Cine-Repórter. Rio de Janeiro. 10 de junho de 1961. p. 2. Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  2. «Hoje nos cinemas». Ultima Hora. Rio de Janeiro. 24 de abril de 1961. p. 2 (2.º caderno). Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  3. a b «A história dos lemingues suicidas difundida pela Disney é mesmo um mito». Observador.pt. 3 de janeiro de 2017. Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  4. «Indicados e vencedores do Academy Awards (Oscar de 1959)». Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Consultado em 24 de dezembro de 2016 
  5. Woodford, Riley (2003). «Lemming Suicide Myth, Disney Film Faked Bogus Behavior». Alaska Department of Fish and Game. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2011 
  6. Nicholls, Henry (21 de novembro de 2014). «BBC – Earth – The truth about Norwegian lemmings». BBC.com. BBC. Consultado em 18 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 3 de julho de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre personagens, revistas ou outros assuntos da Disney é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.