Wolfgang Hagemann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2008). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Wolfgang Hagemann (7 de maio de 1961), mais conhecido como Hasche, é um baterista profissional. Foi o primeiro baterista do Running Wild a gravar álbuns oficiais.[1] Ficou na banda de 1978 até 1987, sendo um dos membros a permanecer mais tempo na banda.

História[editar | editar código-fonte]

Hasche teve a oportunidade de tocar na banda nos seus dois períodos o primeiro da época mais agressiva e pesada que a temática da banda era "satânica" onde as letras das músicas usavam o demônio como referência a opressão e revolta deles na época e o outro período da fase pirata da banda, que marcou definitivamente o sucesso do Running Wild dali para frente.

Gravou as três demos (a de 1981, a de 1983 e a coletânea de demos, Heavy Metal Like a Hammerblow), os álbuns Gates To Purgatory (1984) e Branded and Exiled (1985) e Under Jolly Roger (1987), o single Victim Of States Power (1984) e o video Live in Bochum (1985).

Depois da turnê do álbum Under Jolly Roger, Hasche saiu da banda pois foi muito críticado por Rolf, por não estar tocando da maneira como ele queria, ou seja, saiu da banda por puramente motivos técnicos. Stephan Boriss, então baixista na época, também deixou a banda a seguir.

Depois do Running Wild, tocou em uma banda pequena, junto com o também ex-membro Matthias Kaufmann, chamada Grober Unfug.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um baterista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.