Água régia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A água régia recém-preparada é incolor, mas torna-se laranja em segundos. Na foto, a água régia é utilizada na remoção de resíduos orgânicos em material de laboratório.

A água régia (do latim "aqua regia" que significa "água real" ) é uma mistura de ácido nítrico e ácido clorídrico concentrados, geralmente na proporção de 1 para 3. É um líquido altamente corrosivo de coloração amarela. É uma das poucas substâncias que pode dissolver o ouro e a platina. E tem este nome de "água régia" devido a propriedade de dissolver os metais nobres ("regios"), embora o tantálio, irídio e outros metais extremamente inertes possam suportar o seu ataque. A invenção da água régia é atribuída ao alquimista árabe Geber e era muito empregada por outros alquimistas e, ainda hoje, é utilizada em diversos procedimentos analíticos.

Mesmo que a água régia ataque o ouro, nenhum dos seus ácidos constituintes pode atacá-lo isoladamente. Cada ácido executa uma tarefa diferente. O ácido nítrico é um potente oxidante, que pode dissolver uma quantidade minúscula (praticamente indetectável) de ouro, formando íons de ouro. O ácido clorídrico, por sua vez, proporciona íons cloreto, que reagem com os íons de ouro, retirando o ouro da dissolução. Isto permite que o ouro adicional continue se oxidando.

A mistura perde a sua força rapidamente, por isso deve ser utilizada imediatamente após o preparo.

Quando a Alemanha invadiu a Dinamarca, durante a Segunda Guerra Mundial, o químico húngaro George de Hevesy dissolveu as medalhas dos prêmios Nobel de Max von Laue e James Franck em água régia, guardando a solução numa prateleira de seu laboratório no Instituto Niels Bohr. Temia o confisco pelos nazistas, pois seus detentores eram seus oponentes políticos. Além disto, depois da premiação de Carl von Ossietzky, também inimigo do nazismo, Adolf Hitler proibiu que os alemães aceitassem ser distinguidos com este prêmio. Após a guerra, Hevesy voltou ao laboratório e precipitou o ouro para retirá-lo da mistura, devolvendo-o à Academia Real das Ciências da Suécia, que mandou então confeccionar novas medalhas para os laureados.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]