Ángel Cappa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ángel Cappa
Informações pessoais
Nome completo Ángel Cappa
Data de nasc. 6 de Setembro de 1946 (68 anos)
Local de nasc. Bahía Blanca,  Argentina
Altura 1,85 m
Informações profissionais
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
19651978 Argentina Olimpo
Times que treinou
19811982
19831984
19851986
19871988
19881989
19901991
19921994
19941996
19961997
1998
1999
2000
2002
2003
2005
20082009
2010
2011
2012
Flag of Argentina.svg Argentina (assistente)
Espanha Barcelona (assistente)
Argentina Banfield
Argentina Banfield
Argentina Huracán
Uruguai Peñarol (assistente)
Espanha Tenerife (assistente)
Espanha Real Madrid (assistente)
Espanha Las Palmas
Argentina Racing Club
México Atlante
Espanha Tenerife
Peru Universitario
Argentina Racing Club
África do Sul Mamelodi Sundowns
Argentina Huracán
Argentina River Plate
Argentina Gimnasia y Esgrima
Peru Universidad San Martín

Ángel Cappa (Bahía Blanca, 6 de setembro de 1946) é um treinador e ex-futebolista argentino. Atualmente está sem clube.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Como jogador foi volante central. Jogou no Olimpo e no Villa Mitre, ambos de sua cidade natal. Cursou Filosofia e Psicopedagogia depois que abandou os gramados e antes de tornar-se treinador.

Trabalhou como assistente técnico de César Luis Menotti, quando este dirigia a Seleção Argentina de Futebol na Copa de 1982 e durante o período de Menotti no Barcelona. Se separa de Menotti para dirigir o Banfield por duas temporadas. Mais tarde, dirigiria ao Huracán.

Anos mais tarde, voltaria a trabalhar com Menotti no Peñarol em 1990.

Em 1991, Cappa retornou a Espanha para ser assistene técnico de Jorge Valdano, no Tenerife.

Após este período como assitente técnico, Cappa volta a trabalhar como treinador principal, agora no Las Palmas.

Em 1998 assume como treinador do Racing Club.

Em 1999, dirigiu o clube mexicano Atlante.

No ano 2000, retornou ao Tenerife.

Em 2002 assume o Universitario de Deportes do Peru.

Logo depois de trabalhar no Peru, assume o Mamelodi Sundowns da África do Sul.

Em outubro de 2008 foi contrato pelo Club Atlético Huracán da Primera División Argentina para melhorar a campanha do clube, que ocupava as últimas posições da tabela. Com um bom jogo, de toque e movimentação constante de seus jogadores, batizado pela imprensa argentina de "el tiki tiki"[1] e depois de disputar até a última rodada pelo título do campeonato, terminou como vice-campeão do do Torneio Clausura 2009.

Com a perda de vários jogadores importantes como Javier Pastore, Matías Defederico e Carlos Arano, a equipe não conseguiu repetir no Torneo Apertura 2009 a boa campanha do campeonato passado, levando Cappa a pedir demissão no dia 24 de novembro.[2]

Em abril de 2010 é confirmado como novo treinador do River Plate.[3] Porém depois de uma série de maus resultados e sem conseguir impor um padrão de jogo à equipe, é demitido No início de 2011 é anunciado como novo comandante do gimnasia y esgrima de la plata mas após sequêcias de maus resultados e sem conseguir dar um padrão tático a equipe acaba sendo dispensado.

Em 2012 assume o Universidad San Martín do Peru[4] .Mas, devido à desentendimentos com a diretoria do clube peruano pede demissão.

Referências