Alexandre Hélio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Fevereiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Alexandre Hélio
Governo
Reinado 34 a.C. - ?
Vida
Nome completo Alexandre Hélio da Arménia
Nascimento 25 de Dezembro de 40 a.C.
Pai Marco António
Mãe Cleópatra

Alexandre Hélio da Arménia (em grego: Αλέξανδρος Ήλιος; Alexandria, 25 de dezembro de 40 a.C.29 a.C. ou 25 a.C.) foi um dos filhos gêmeos de Cleópatra e Marco Antônio.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 34 a.C., nas Doações de Alexandria, seus pais o proclamaram rei da Arménia, da Média, da Pártia[1] e dos países que viessem a ser descobertos entre o rio Eufrates e o rio Indus, apesar de a maior parte desses territórios estarem fora do seu controle, na época.

Em 33 a.C., Alexandre contraiu núpcias com Iotapa, princesa da Média, filha do rei Artavasdes II da Arménia. O casal de infantes viveu em Alexandria até a queda de Cleopatra. Iotapa abandonou o esposo e voltou ao seu país, quando Antônio e Cleópatra se suicidaram, após a derrota para Otávio (30 a.C.).

A partir desse ponto, o destino de Alexandre Helios é incerto. Dião Cássio e Plutarco dizem que ele foi poupado por Otávio, juntamente com sua irmã gêmea, Cleópatra Selene II e com seu irmão mais novo, Ptolomeu Filadelfo, sendo levados a Roma, aonde, em 29 a.C., teriam desfilado como prisioneiros de guerra no triunfo de Otávio, para depois serem integrados na futura familia imperial romana, sendo assim, educados por Otávia, irmã de Otávio e ex-esposa de Marco Antônio.[2]

Na lista de monarcas armênios, Alexandre Hélio aparece como um rei não-dinástico.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Marco Antônio, 54.4
  2. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Marco Antônio, 87.1

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • D. W. Roller, The World of Juba II and Kleopatra Selene 84 n. 47
  • Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Alexandre.


Ícone de esboço Este artigo sobre reis de um dos reinos da Arménia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.