Ali Hassam al-Majid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ali Hasan al-Majid

Ali Hassam al-Majid, conhecido como Ali Químico, (Tikrit, 30 de novembro de 1941Bagdá, 25 de janeiro de 2010) foi um integrante do governo iraquiano no regime de Saddam Hussein, de quem era primo em primeiro grau.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nascido em Tikrit, no antigo Reino do Iraque1 , Ali Hassam al-Majid teve uma infância muito pobre e pouca educação formal. Se juntou ao Partido Ba'ath em 1968 junto com seu primo Saddam Hussein.2 Em 1979, ele conspirou com Saddam Hussein para derrubar o então presidente Al-Bakr.

No governo do ditador Saddam Hussein, Al-Majid foi ministro da Defesa, ministro do interior e chefe do serviço de inteligência do Iraque e considerado o mentor do genocídio cometido contra os curdos em 1988, quando milhares de civis foram mortos pelo uso de gás venenoso pelas tropas iraquianas. Nestes ataques pelo menos 180 mil curdos morreram e mais de 1,5 milhão de pessoas foram desalojadas3 .

Em março de 2003, os Estados Unidos e seus aliados invadiram o Iraque com o objetivo de derrubar Saddam Hussein e instaurar um novo governo democrático naquele país. Em 9 de abril a capital Bagdá caiu e em maio as forças norte-americanas já ocupavam o país e o então presidente norte-americano George W. Bush declarou o fim das operações militares, dissolvendo o governo do partido Ba'ath.

Ali Hassan sobreviveu aos bombardeiros americanos de abril de 2003 mas foi preso pelas forças da coalizão em 17 de agosto de 2003. Ele era listado como 5º homem mais procurado no Iraque pelos Estados Unidos, mostrado como Rei de espadas no jogo de cartas americano dos mais procurados do antigo regime.4

Execução[editar | editar código-fonte]

Em 23 de junho de 2007 foi condenado à morte na forca por crimes contra a humanidade pelo Supremo Tribunal Criminal Iraquiano5 , que investiga os crimes cometidos pelo Partido Baath, entre 1968 e 2003. Sua sentença foi executada dia 25 de janeiro de 20106 .

Referências

  1. http://www.thewiplist.com/celebrity/Al%ED+El+Qu%EDmico_12015717/
  2. Patrick Cockburn. "Ali Químico: O fim", The Independent, 25 de junho de 2007.
  3. Lt. Col. Rick Francona. "Rebeldes aquardam fim do reino de terror", MSNBC, 12 de junho de 2007.
  4. "EUA capturam Ali químico", Daily Telegraph, 2003-08-21.
  5. "Saddam vai a julgamento por massacre junto com 'Ali Químico'", Daily Telegraph, 21 de outubro de 2006.
  6. "É dada a quarta sentença de morte a 'Ali Químico'", BBC News, 17 de janeiro de 2009.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.