Antiagregante plaquetar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os Antiplaquetares são os fármacos usados para evitar a activação e agregação das plaquetas e formação de trombos arteriais.

  1. A aspirina é primariamente um AINE (anti inflamatório não esteróide), mas tem vindo a ser utilizada com cada vez mais frequência enquanto antiplaquetar, e é hoje o principal fármaco para essa função. Ao inibir a enzima COX-1 (ciclooxigenase), ela diminui a formação de tromboxanos A2, mediadores endogenos promotores da agregação plaquetar.
  2. Inibidores da fosfodiesterase como o dipiridamole.
  3. Tienopiridinas, como Ticlopidina e Clopidogrel
  4. Inibidores da glicoproteína IIb/IIIa: por exemplo abciximab, tirofibana e eptifibatide.
  5. Eprostenol

São usados em casos de: