Bartolomeu Campos de Queirós

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bartolomeu Campos de Queirós
Bartolomeu Campos de Queirós
Nacionalidade  Brasileiro
Data de nascimento 25 de Agosto de 1944
Local de nascimento Papagaios, Minas Gerais
Data de falecimento 16 de janeiro de 2012 (67 anos)
Gênero(s) Literatura infanto-juvenil
Ocupação escritor
Obra(s) de destaque Onde Tem Bruxa Tem Fada

Bartolomeu Campos de Queirós (Papagaios, 25 de agosto de 1944 - Belo Horizonte, 16 de janeiro de 2012) foi um escritor brasileiro.[1] ,[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 1944, viveu a infância em Papagaios (MG). Com mais de 40 livros publicados (alguns deles traduzidos para inglês, espanhol e dinamarquês), formou-se em educação e artes, e criou-se como humanista. Cursou o Instituto de Pedagogia em Paris e participou de importantes projetos de leitura no Brasil como o ProLer e o Biblioteca Nacional, dando conferências e seminários para professores de leitura e literatura. Foi presidente da Fundação Clóvis Salgado/ Palácio das Artes e membro do Conselho Estadual de Cultura, ambos em Minas Gerais, sendo também muito convidado para participar de júris e comissões de salões, além de curadorias e museografias.

Idealizou o Movimento por um Brasil Literário , do qual participava ativamente. Por suas realizações, Bartolomeu colecionou medalhas: Chevalier de l’Ordre des Arts et des Lettres (França), Medalha Rosa Branca (Cuba), Grande Medalha da Inconfidência Mineira e Medalha Santos Dumont (Governo do Estado de Minas Gerais). Recebeu, ainda, láureas literárias importantes, como Grande Prêmio da Crítica em Literatura Infantil/Juvenil pela APCA, Jabuti, FNLIJ e Academia Brasileira de Letras.

Faleceu em 16 de janeiro de 2012, na cidade de Belo Horizonte, em decorrência de insuficiência renal.[3]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Minerações
  • Apontamentos
  • O Raul e o Luar
  • Correspondência
  • Cavaleiros das Sete Luas
  • As Patas da Vaca
  • Estória em Três Atos
  • De Não em Não
  • Escritura
  • Flora
  • Vermelho Amargo
  • Mais com Mais dá Menos
  • A Matinta Pere
  • Bichos são todos... BICHOS
  • Somos todos igualzinhos
  • Papo de Pato
  • O Peixe e o Pássaro
  • Pedro
  • Mário
  • Ciganos
  • Coração não toma Sol
  • Para Criar Passarinho
  • Onde tem bruxa tem fada
  • Ah! Mar...
  • Indez
  • Ler, escrever e fazer conta de cabeça
  • Por parte de Pai
  • Os cinco sentidos
  • Diário de Classe
  • Rosa-dos-ventos
  • Menino de Belém
  • O Piolho
  • Até passarinho passa
  • Vida e Obra de Aletrícia depois de Zoroastro
  • O Olho de vidro do meu Avô
  • Entretantos
  • Formiga Amiga
  • O guarda-chuva do guarda
  • O pato pacato
  • De letra em letra
  • Pé de Sapo e Sapato de Pato
  • Sem palmeira ou sabiá
  • Antes do depois
  • Para ler em silêncio
  • Sei por ouvir dizer
  • O ovo o anjo
  • Por Parte de Pai

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Entrevista Bartolomeu Campos de Queirós Instituto Ecofuturo. Visitado em 11/08/2009.
  2. Entrevista com Bartolomeu Campos de Queirós
  3. Nota de falecimento. Visitado em 16/01/2012.