Luiz Vilela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luiz Vilela
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Data de nascimento 1942
Local de nascimento Ituiutaba, Minas Gerais, Brasil
Data de morte
Ocupação Escritor
Magnum opus Tremor de terra
Prémios Prémio Nacional de Ficção (1967); Prêmio Jabuti (1974)

Luiz Vilela (Ituiutaba, 1942) é um escritor brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formou-se em Filosofia na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

Depois de residir em São Paulo, e passar períodos nos Estados Unidos da América e na Espanha, Luiz Vilela vive desde meados dos anos 1970 em sua cidade natal (Ituiutaba-MG).

Produção literária[editar | editar código-fonte]

Estreou-se na literatura aos 24 anos, com o livro de contos Tremor de terra, pelo qual recebeu o Prêmio Nacional de Ficção em Brasília. Participou de vários projetos literários, como A Revista e a Página dos Novos, editada pelo jornal Estado de Minas.

Luiz Vilela também foi premiado no I e II Concurso Nacional de Contos, do Paraná.

Estudos sobre a sua obra já são vários nas universidades brasileiras, com alguns trabalhos também no exterior. Destacam-se O diálogo da compaixão na obra de Luiz Vilela, de Wania Majadas, lançado em 2000, Goiás, e em 2012, Minas Gerais, e a tese Faces do conto de Luiz Vilela, de Rauer Ribeiro Rodrigues, defendida em 2006 na Unesp de Araraquara.. Seus contos, romances e novelas já foram publicados em vários países, como Estados Unidos, Alemanha, França, Inglaterra, Itália, Suécia, Polônia, República Tcheca, Argentina, Paraguai, Chile, Venezuela, Cuba e México.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Tremor de terra (contos, 1967)
  • Tarde da noite (contos, 1970)
  • Os novos (romance, 1971)
  • O fim de tudo (contos, 1973)
  • Contos escolhidos (antologia, 1978)
  • Lindas pernas (contos, 1979)
  • O inferno é aqui mesmo (romance, 1979)
  • O Choro no travesseiro (novela, 1979)
  • Entre amigos (romance, 1983)
  • Uma seleção de contos (antologia, 1986)
  • Contos (antologia, 1986)
  • Os melhores contos de Luiz Vilela (antologia, 1988)
  • O violino e outros contos (antologia, 1989)
  • Graça (romance, 1989)
  • Te amo sobre todas as coisas (novela, 1994)
  • Contos da infância e da adolescência (antologia, 1996)
  • Boa de garfo e outros contos (antologia, 2000)
  • Sete histórias (antologia, 2000)
  • Histórias de família (antologia, 2001)
  • Chuva e outros contos (antologia, 2001)
  • Histórias de bichos (antologia, 2002)
  • A cabeça (contos, 2002)
  • Bóris e Dóris (novela, 2006)
  • Amor e outros contos (antologia, 2009)
  • Perdição (romance, ed. Record, 2011)
  • Participa de diversas antologias de contos, no Brasil e no exterior.
  • Você verá (Record, 2013)

Prêmio Jabuti[editar | editar código-fonte]

Em 1974, recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro de contos O Fim de Tudo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Holdemar Menezes
Jabuti 01.jpg Prêmio Jabuti - Contos / Crônicas / Novelas
1973
Sucedido por
Elias José