Campo da Constituição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campo da Constituição
Campo Constituição 1 (Porto).jpg
Vista da Rua da Constituição, no Porto
Características
Local Rua da Constituição, Porto
Capacidade 20.000
Construção
Inauguração
Data 26 de Janeiro de 1913
Outras informações
Mandante FC Porto

O Campo da Constituição foi o principal recinto do Futebol Clube do Porto de 1913 a 1952, altura em que foi substituído pelo Estádio das Antas. Hoje, é utilizado pelas equipas dos escalões de formação do clube.

História[editar | editar código-fonte]

No final do ano de 1911 o FC Porto foi informado de que teria que desocupar o Campo da Rua da Rainha, já que no local seria construída uma fábrica. Começou-se então a procurar um espaço adequado às novas instalações e com facilidade se encontrou um terreno próximo à Rua da Rainha (cujo nome havia já sido alterado, após a Implantação da República, para Rua de Antero de Quental), na Rua da Constituição. Em Julho de 1912 é dado o aval em assembleia-geral e o terreno é alugado por 350 escudos anuais. Nele é construído um campo de futebol, inaugurado no dia 1 de Janeiro de 1913 (embora o torneio oficial de inauguração tenha acontecido apenas entre os dias 26 e 28 do mesmo mês). A sede já havia sido transferida da Rua da Rainha para a Constituição em Novembro de 1912. Em 1914 é inaugurado um ringue de patinagem, que três anos depois é substituído por um campo de ténis.

Durante um largo período, o Campo da Constituição serviu também de casa a outros clubes, como o Salgueiros, o Vilanovense ou o Sporting de Espinho, a quem o FC Porto subalugava as instalações. Contudo, o FC Porto cresceu rapidamente e, em cerca de duas décadas, o Campo da Constituição tornou-se pequeno demais para o clube. Em 1933 foi apresentada em assembleia-geral a proposta de aquisição de terrenos para um novo estádio. O Estádio das Antas só ficaria pronto em 1952, pelo que, desde a década de 1930 e até à inauguração do novo estádio, o FC Porto teve muitas vezes necessidade de jogar em campo emprestado, por vezes no Amial, do Sport Progresso, mas sobretudo no Estádio do Lima, do Académico.

Em 1952 deu-se a mudança definitiva para as Antas. A sede já havia sido transferida, em 1933, para a actual Praça General Humberto Delgado Avenida dos Aliados. O Campo da Constituição encontra-se ainda hoje em actividade, servindo de casa aos escalões de formação do FC Porto.

Momentos especiais[editar | editar código-fonte]

  • 5 de Abril de 1921 - FC Porto 5 x 0 Real Madrid, em jogo amigável
  • 23 de Abril de 1939 - FC Porto 3 x 3 Benfica, empate que garantiu a conquista do título na primeira edição do Campeonato Nacional

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

BARBOSA, Alfredo. Dragão Ano 111 - História Oficial do Futebol Clube do Porto. Porto: O Comércio do Porto. 2004.