Caneta óptica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Terminal de dados com caneta óptica (1969).

Uma caneta óptica é um dispositivo de entrada de computador no formato de um bastão sensível à luz usado em conjunto com um monitor CRT. Ele permite ao utilizador apontar objectos na tela ou desenhar sobre a mesma, de modo semelhante a uma tela sensível ao toque mas com grande precisão posicional. Uma caneta óptica pode funcionar com qualquer monitor CRT, mas não com telas LCD, projectores ou outros dispositivos de imagem.

Características[editar | editar código-fonte]

Uma caneta óptica é um dispositivo bastante simples de implementar. Ela funciona monitorando a súbita e diminuta mudança de brilho num ponto da tela quando o canhão de elétrons percorre o ponto. Ao registrar exactamente onde o escaneamento chegou até aquele momento, ela determina a posição X,Y da caneta. Isto é geralmente obtido fazendo com que a caneta óptica provoque uma interrupção, na qual a posição de varredura possa ser lida de um registrador especial ou computada de um contador ou temporizador. A posição da caneta é actualizada a cada varredura da tela.

A caneta óptica tornou-se moderadamente popular durante o início dos anos 1980. Notabilizou-se no Reino Unido pelo seu uso no Fairlight CMI e no BBC Micro. Todavia, devido ao facto de que o usuário devia manter o braço erguido na frente da tela por longos períodos de tempo, a caneta óptica saiu de uso como dispositivo geral de entrada de dados.

Trívia[editar | editar código-fonte]

  • A primeira caneta óptica foi usada por volta de 1957 no computador Lincoln TX-0 no MIT (Lincoln Laboratory).
  • Canetas ópticas ainda são usadas por todo território belga, em eleições.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre hardware é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.