Carruagem de cabos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carruagem de cabos em São Francisco, EUA.
Funicular de Paranapiacaba.

Uma carruagem de cabos ou endless rope (termo inglês, à letra corda sem fim) é um carro de cabos em muito parecido ao funicular. Circula sobre carris e a sua carruagem é semelhante à do eléctrico; quanto à sua locomoção é feita a partir de um gancho que engata num cabo de aço que se situa numa calha entre os carris. Para mudar de direcção basta engatar o cabo da respectiva linha.

Lisboa[editar | editar código-fonte]

Os três “elevadores” de Lisboa (Graça, Estrela, e S. Sebastião), extintos ao virar do século (XIX para XX) e maioritariamente integrados na rede da elétricos da CCFL, usavam esta tecnologia de cabo sem fim: Circulavam na via pública (sobre carris embutidos), com o cabo trator correndo em trincheira coberta, comunicando os vagões com este através de uma fenda. (Método idêntico usam os três ainda existentes elevadores, da Bica, da Glória, e do Lavra, que são porém funiculares, de cabo vai-vem em contrapeso, tal como vertical o Elevador de Santa Justa.)

O mais recente SATU, criado em 2007 em Oeiras (na Grande Lisboa), também utiliza esta tecnologia de cabo sem fim, ciculando porém em canal segregado, um viaduto elevado, ao invés daqueles.

São Francisco[editar | editar código-fonte]

A rede de carruagens de cabo da cidade de São Francisco nos EUA é mundialmente conhecida, constando entre as principais atracções da cidade. A primeira secção onde o sistema funcionou foi inaugurado em 1873, e o seu engenheiro era William Eppelsheimer.

Paranapiacaba[editar | editar código-fonte]

É um sistema de carruagem de cabos que operou até 1970 em São Paulo, no Brasil, originalmente para fins industriais. Hoje em dia já está desactivado, contudo o museu continua a atrair “passageiros” à linha.

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Carruagem de cabos