CocoRosie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
CocoRosie
CocoRosie-Casady sisters-cropped.jpg
CocoRosie.
Informação geral
Origem Paris, Île-de-France
País  França
Gênero(s) Freak folk
Experimental
Período em atividade 2003 - atualmente
Gravadora(s) Sub Pop
Touch and Go Records
Voodoo Eros Records
Afiliação(ões) Devendra Banhart
Antony Hegarty
Metallic Falcons
Página oficial Site Oficial
Integrantes Sierra Rose Casady
Bianca Leilani Casady

CocoRosie é um grupo musical formado em 2003 pelas irmãs Bianca Leilani Casady ("Coco") e Sierra Rose Casady ("Rosie"). As duas irmãs nasceram e foram criados nos Estados Unidos da América, mas formaram a banda em Paris após se terem encontrado ao fim de muitos anos. O seu estilo musical foi alcunhado de "Freak folk" e incorpora elementos de pop, blues, ópera, indie, electro, dream pop e hip hop.

CocoRosie foi originalmente um duo, em que Sierra, cantava, tocava guitarra, piano e harpa, e Bianca cantava e manipulava brinquedos, instrumentos electrónicos, percussões e outros objectos sonoros exóticos. Posteriormente adicionaram vários músicos de apoio nos espectáculos ao vivo, geralmente um baixista, um teclista e um beatboxer. São um grupo muito activo em digressões, já tocaram em toda a Europa, Estados Unidos da América e outros países.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sierra nasceu em Fort Dodge, Iowa, e Bianca, no Havaí. Quando Sierra tinha 5 anos e Bianca 3 os seus pais separaram-se[1] Foram criadas pela sua mãe, Christina Chalmers, uma artista e vocalista de música nativa americana de descendência Síria que cresceu no Iowa[2] . Mudavan-se todos os anos para novas cidades, vivendo no Havaí, Califórnia, Novo México e Arizona[2] , porque a sua mãe acreditava que as suas filhas aprenderiam mais vivendo no mundo real do que frequentando a escola. A mãe alcunhou-as de "Coco" (Bianca) e "Rosie" (Sierra), nomes que posteriormente utilizaram para dar o nome ao seu Duo[3] .

As irmas Casady viveram afastadas do seu pai, um fazendeiro do Iowa que se tornou seguidor das relegiões nativas americanas[4] . Em crianças, as irmãs passavam o verão com o pai visitando as reservas indígenas participando nas procuras espirituais do seu pai[4] . Na altura não apreciaram essas buscas mas presentemente apreciam algumas coisas de interesse que dai retiraram[4] .

Em 1998, com 18 anos, Sierra foi viver para Nova York[2] . Dois anos depois, mudou-se para um apartamento minúsculo em Montmartre, em Paris, França, para exercer uma carreira como uma cantora de ópera, estudando na Conservatório de Paris. Durante este período, Serra perdeu o contacto com Bianca, que passou a morar em Nova York. Bianca estudou linguística e sociologia, e prosseguiu a sua paixão de artes visuais e escrita. Ela também efectuou uma variedade de tatuagems, e era conhecida por frequentar festas controversas em Williamsburg, Brooklyn[5] .

Álbum de estreia[editar | editar código-fonte]

Em 2003, Bianca decidiu que era hora de mudar. Deixou o seu apartamento em Brooklyn para viajar pelo mundo. Inesperadamente, apareceu no apartamento de Sierra em Paris. Nos dois meses seguintes, passou quase todas as horas em que estava acordada na casa de banho de Sierra, escolhendo-o por ser o quarto mais acústico e isolado no apartamento. Rapidamente, completaram seu primeiro álbum La Maison de Mon Rêve.

Originalmente, o álbum La Maison de Mon Rêve destinava-se apenas a ser distribuída entre um círculo íntimo de amigos. No entanto, em 2004, o álbum foi lançado pela gravadora independente Touch and Go Records que havia obtido uma cópia do CD e que procurou desesperadamente as artistas para que assinassem um contrato com eles. Desde a criação do seu primeiro álbum, as irmãs Casady tornaram-se praticamente inseparáveis.

Em 2004 fizeram vários concertos pelos EUA e Europa, onde tocaram com TV On The Radio, Bright Eyes e Devendra Banhart, entre outros.

Membros[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. Laura Sylvester (29 de agosto, 2005). "An interview with CoCoRosie" Junkmedia. Página visitada em 15 de novembro, 2009.
  2. a b c Fernanda Eberstadt (6 de julho, 2008). "Twisted Sisters" The New York Times. Página visitada em 14 de novembro, 2009.
  3. Laura Cassidy (14 de setembro, 2005). "Ark Angels: Reunited sisters CocoRosie open up their sound on their second album" Seattle Weekly. Página visitada em 15 de novembro, 2009.
  4. a b c Kitty Empire (21 de agosto, 2005). "Flash-forward" Título não preenchido, favor adicionar The Observer. Página visitada em 15 de novembro, 2009.
  5. "Deejay's Appeal: 'Kill The Whiteness Inside': In Brooklyn, a Club Following Feels the Irony" The Washington Post (26 de agosto, 2005).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of France.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical da França, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre CocoRosie