Colonização do Sistema Solar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Colonização do sistema solar

A colonização do Sistema Solar, designação dada a exploração de recursos e a instalação de colônias em outros planetas do Sistema Solar que não a Terra, é um interesse crescente da civilização humana. Entretanto a tecnologia necessária para isso ainda é muito cara[1] e imatura, prevê-se que a primeira base lunar esteja em funcionamento por volta do ano de 2025.

A NASA, a ESA, a JAXA e a CNSA têm tudo para serem as pioneiras nesse processo, sendo que o interesse real de colonizar outros planetas próximos não é exatamente expandir domínios ou promover nossa soberania sobre o Sistema Solar, mas sim preencher uma carência de espaço e recursos que cresce aceleradamente no planeta Terra, já que bilhões de pessoas consomem desenfreadamente recursos cada vez mais escassos e o crescimento populacional não pára. Mais que uma conquista científica, a odisseia no espaço é uma necessidade para a civilização.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre exploração espacial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Guilherme Rosa. 'Colonizar outros planetas é uma questão de tempo (e dinheiro)', diz Marcelo Gleiser Revista Galileu. Página visitada em 17 de agosto de 2013.