Conceição das Alagoas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde agosto de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Conceição das Alagoas
"Garimpo"
Bandeira de Conceição das Alagoas
Brasão de Conceição das Alagoas
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 17 de Dezembro
Fundação 17 de dezembro de 1938
Gentílico garimpense; conceição-alagoense
Prefeito(a) Celson Pires de Oliveira (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Conceição das Alagoas
Localização de Conceição das Alagoas em Minas Gerais
Conceição das Alagoas está localizado em: Brasil
Conceição das Alagoas
Localização de Conceição das Alagoas no Brasil
19° 54' 54" S 48° 23' 16" O19° 54' 54" S 48° 23' 16" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba IBGE/2008 [1]
Microrregião Uberaba IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Veríssimo (N), Uberaba (NE), Água Comprida (L), Miguelópolis, Guaíra, Colômbia (S), Planura, Pirajuba (O) e Campo Florido (NO).
Distância até a capital 530 km
Características geográficas
Área 1 348,222 km² [2]
População 25 139 hab. estimativa IBGE/2013[3]
Densidade 18,65 hab./km²
Altitude 723 m m
Clima Tropical Aw/As
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,767 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 439 860,699 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 20 449,13 IBGE/2008[5]
Página oficial

Conceição das Alagoas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais e possui uma área de 1.352,2 km². Está situado na microrregião de Uberaba, cidade da qual é ligada pela MG 427, e distante desta apenas 56 Km. Conceição das Alagoas está situada no Triângulo Mineiro e distante 530 Km da capital Belo Horizonte. Com uma população de 25.139 habitantes, de acordo com a estimativa de 2013 do IBGE, a cidade vem passando por um processo de crescimento populacional contínuo desde o final do século passado, devido a diversificação de sua base econômica. Nesta ocasião houve a introdução da lavoura de cana-de-açúcar e, consequente, instalação de usinas de álcool e açúcar, sendo, até o momento, as únicas indústrias instaladas no município. Situada em uma região de solos férteis, a agricultura e a pecuária de leite e corte são a base da economia do município que conta ainda com inúmeras olarias de tijolos, uma tradição do lugar. O comércio da cidade é forte e segue uma tendência de crescimento e diversificação.

História[editar | editar código-fonte]

A história do município de Conceição das Alagoas teve seu começo com a chegada, na região, do bandeirante João Batista de Siqueira, por volta do ano de 1811. Antes o lugar era ocupada pelos índios Caiapós. Os desbravadores instalaram-se em uma fazenda chamada Alagoas. Em 1851, quando um valioso diamante foi encontrado perto de uma cachoeira do Rio Uberaba, por um fazendeiro chamado José de Souza Lima, começou na região a lavra em busca da pedra preciosa. Com isso uma grande afluência de pessoas vieram para o recém descoberto garimpo, o que contribuiu para o crescimento do povoado que passou a fazer parte do Distrito de Nossa Senhora das Dores do Campo Formoso. Em 1856 foi construída a primeira igreja; o primeiro capelão foi o padre Felício Joaquim da Silva Miranda. Em 1869 Conceição das Alagoas foi elevada a Distrito Policial e a Freguesia de Nossa Senhora de Conceição das Alagoas que passou a pertencer à Uberaba em 1878. O município de Conceição das Alagoas foi criado em 1938, quando emancipou-se de Uberaba. Em 1954, passou a ser Comarca com a criação do Judiciário. Com o esgotamento do garimpo de diamantes, a fabricação de tijolos, a criação de gado e a agricultura de soja, milho, sorgo e outros, passaram a constituir a base econômica do Município. Em virtude deste ter suas origens na atividade de extração de diamantes, recebeu primeiramente o nome Garimpo das Alagoas. Deste então os cidadãos nascidos nesta localidade recebem o gentílico, ou, são chamados, "garimpenses". A cidade recebe o nome de Conceição das Alagoas em homenagem à sua Padroeira Nossa Senhora da Conceição e devido ao grande número de lagoas de água doce existentes no município.

Emancipação[editar | editar código-fonte]

O vilarejo foi elevado à condição de freguesia em 21 de outubro de 1878 pela Lei Provincial 2464, e confirmada pela Lei Estadual número 2 de 14 de setembro de 1891. Até 17 de dezembro de 1938, Conceição das Alagoas era distrito de Uberaba, nesta data foi criado o município de Conceição das Alagoas pelo Decreto Lei estadual número 88. Em 1946, logo após a eleição do Dr. Milton Campos ao Governo do Estado de Minas Gerais, foi nomeado o Sr. Lorival Pontes, Prefeito Municipal. Este presidiu as eleições municipais, bastante tumultuadas por sinal, tendo sido empossado como Prefeito eleito o Sr. Antônio Deodato de Oliveira, e, logo em seguida, por decisão do Tribunal Eleitoral de Minas Gerais, empossado o Sr. José de Sene Prata.


Geografia[editar | editar código-fonte]

Altitude:

  • máxima: 723 m

local: Cabec.Corrego Felicidade

  • mínima: 490 m

local: Prox. Corrego do Mineiro

  • Ponto central da cidade: 509,48 m

Temperatura:

  • média anual: 21,9 C
  • média máxima anual: 29,1 C
  • média mínima anual: 16,6 C
  • Índice médio pluviométrico anual: 1589 mm

Relevo Topografia

  • Plano: 70
  • Ondulado: 22
  • Montanhoso: 8

Principais rios

REPRESAS

  • PORTO COLÔMBIA - Furnas
  • VOLTA GRANDE- Cemig


Bacia:rio Grande

Fontes: Instituto de Geociências Aplicadas - IGA


Demografia[editar | editar código-fonte]

fonte: IBGE

De acordo com o censo realizado pelo IBGE em 2010, sua população é de 23.055 habitantes, um crescimento de 34% em relação ao censo de 2000.[6] com uma área de 1.352,2 km² sua densidade demográfica é de 17,01 hab/km².

A população esta dividida em:

  • 12.054 homens
  • 11.001 mulheres

População urbana

  • 20.892 pessoas

População Rural

  • 2.163 pessoas

Total de domicílios particulares

  • 7993 unidades

Fonte: IBGE, Primeiros Resultados do Censo 2010

Eleitorado[editar | editar código-fonte]

  • Numero de eleitores: 16.471 (Fevereiro 2011)
  • Numero de eleitores: 17.661 (Agosto de 2012)
  • Seções eleitorais: 54

fonte TSE http://www.tre-mg.jus.br/portal/website/eleicoes/eleitorado/

Economia[editar | editar código-fonte]

O município sempre se dedicou à pecuária de leite e corte e a fabricação de tijolos em suas inúmeras olarias mas, de meados da década de 1990, as culturas de soja e cana-de-açúcar vêm conquistando o espaço antes dominado pelo gado bovino. O município possui uma usina de álcool e açúcar do grupo Carlos Lyra e a Usina Hidroelétrica Volta Grande.

Forno tradicional de tijolos

Instituições Financeiras[editar | editar código-fonte]

  • BANCO BRADESCO S.A.
  • BANCO DO BRASIL S.A
  • BANCO ITAU S.A
  • CAIXA ECONOMICA FEDERAL

Fonte: Banco Central do Brasil

Turismo[editar | editar código-fonte]

A cidade possui três clubes recreativos que cuidam das promoções sociais e culturais. Entre estes clubes, destaca-se a Associação Atlética Garimpense, que oferece instalações como quadras para as mais diversas modalidades esportivas; A sede ainda tem um estádio de futebol. O carnaval está entre uma das maiores festas da cidade. A represa da Usina Hidrelétrica de Volta Grande, no Rio Grande, possui um grande lago, cercado por inúmeros ranchos, onde a prática de pesca e esportes náuticos são muito comuns. A cidade faz parte do Circuito das águas. O Ubatã Termas Parque Hotel é um hotel e parque temático de águas quentes situado às margens da represa de Volta Grande.

Outros pontos turísticos

  • Cachoeira do Coelho
  • Cachoeira do Inferno
  • Cachoeira do Nerfim
  • Casa da Cultura
  • Capela Santa Rita
  • Capela São Benedito
  • Igreja Matriz Imaculada Conceição
  • Igreja São Pedro
  • Fazendas Centenárias - As Fazendas Centenárias possuem sedes imponentes e históricas.
Turismo rural, pesca

Transportes[editar | editar código-fonte]

A cidade é ligada a outras regiões do país pela MG 427, rodovia que dá acesso ao Interior de São Paulo, também liga a cidade a BR 050 e Uberaba e ao pontal do Triângulo mineiro ligando também a BR 153 A transbrasiliana e pela BR 262.

MG 427

Frota de veículos

  • 2011: 7661 veículos (fevereiro de 2011)
  • 2012: 8791 veículos (julho de 2012)
  • 2013: 9742 veículos (setembro de 2013)

Fonte: RENAEST http://www.denatran.gov.br/frota.htm.

Distâncias rodoviárias dos principais centros (Km)

  • Belo Horizonte: 530
  • Rio de Janeiro: 975
  • São Paulo: 550
  • Brasília: 735
  • Vitória: 1.080
  • Uberaba: 56
  • Uberlândia: 160
AEROPORTO
  • PISTA COMPRIMENTO (m)1200
  • LARGURA (m)30

Adm. Publica - Pista de cascalho

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (31 de agosto de 2012). Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data referência em 1º de julho de 2012 (PDF). Visitado em 31 de agosto de 2012.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IBGE_Pop_2010
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.